Caso Isabella: tudo o que a justiça tentou esconder


A assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou na tarde desta segunda-feira (7) que foi suspenso o sigilo do inquérito policial que investiga a morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos.

No final da tarde, porém, o delegado Calixto Calil Filho, que apura a morte da garota Isabella Nardoni, voltou a determinar sigilo no inquérito policial.

O juiz Mauricio Fossen, do 2º Tribunal do Júri, que é responsável pelo caso, decidiu suspender o sigilo no inquérito policial, que havia sido determinado na quarta-feira (2). Também na quarta foi feito o decreto da prisão temporária de Alexandre e Anna Carolina Jatobá.

Ele justificou a decisão afirmando que “o comportamento adotado pelo Ministério Público na sexta-feira (4), demonstrou que o sigilo das informações referentes ao inquérito policial não constitui formalidade imprescindível para o bom desenvolvimento das investigações”. O juiz completa informando que “as informações que estavam sob sigilo foram divulgadas abertamente à imprensa”.

Carta

Nesta segunda, o casal Alexandre e Anna Carolina completaram quatro dias separados, cada um em uma delegacia. A única forma de comunicação do casal foi uma carta de Alexandre para Anna Carolina, levada por um dos defensores.

Também nesta segunda, eles podem ter a primeira chance de se reencontrarem. A defesa do casal vai ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) com um pedido de habeas corpus que, se for concedido, dará ao pai e a madrasta da menina Isabella Nardoni o direito de responder o inquérito em liberdade.

Os argumentos da defesa do casal são que eles não possuem antecedentes criminais, que moram em endereço fixo e que não atrapalharam as investigações. “Não existe nada que justificasse a decretação da prisão temporária”, afirma o advogado do casal Marco Polo Levorin.

No fim de semana, a Justiça concedeu a quebra de sigilo telefônico dos dois. Agora, a polícia poderá saber com quem eles falaram antes e depois que Isabella caiu do 6º andar do prédio.

Os policiais já estabeleceram um período para verificar as chamadas dos telefones celulares do casal: será das 18h30 do dia 29 de março – quando Alexandre Nardoni, Anna Carolina Jatobá e as três crianças saíram de um supermercado em Guarulhos, na Grande São Paulo – até a madrugada do dia seguinte, quando eles já sabiam que Isabella estava morta.

No instituto de criminalística, peritos começaram nesta segunda-feira a tirar o DNA do sangue, encontrado no lençol, na tela de proteção e no chão do

apartamento. A comparação será feita com uma amostra de sangue de Isabella.

A perícia aguarda a chegada de mais um material para a investigação, os sapatos de Anna Carolina Jatobá e de Alexandre Nardoni. Os calçados serão comparados com uma pegada encontrada no lençol da cama da menina.

“Nós esperamos, dentro do tempo que os peritos necessitam, a apresentação do laudo do IML, que é bastante importante. Será o laudo do local do fato, mais a dos objetos recolhidos, eventuais perícias do sangue, DNA, tudo isso será analisado, em confronto com as demais provas”, completa o promotor Francisco Cembranelli.

Perícia

Alguns exames da perícia no caso Isabella devem ficar prontos nesta semana. As roupas que o pai de Isabella usava na noite em que a menina foi encontrada morta estão passando por perícia, assim como as roupas encontradas no apartamento vizinho, da irmã de Alexandre Nardoni.

Esta semana devem ficar prontos os exames de DNA das amostras de sangue que foram encontradas no apartamento do casal.

Imagens do circuito interno de um supermercado em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde a garota Isabella Nardoni, de 5 anos, esteve com sua família horas antes de morrer, em 29 de março, foram divulgadas nesta terça-feira (8). O vídeo mostra a menina, seus dois irmãos menores, seu pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá.

Imagens do circuito interno de um supermercado em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde a garota Isabella Nardoni, de 5 anos, esteve com sua família horas antes de morrer, em 29 de março, foram divulgadas nesta terça-feira (8). O vídeo mostra a menina, seus dois irmãos menores, seu pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá.

Vídeo mostra pai de Isabella com roupas parecidas antes e depois de morte

Clique aqui e veja o vídeo

Família esteve em supermercado em Guarulhos no dia em que a menina morreu. Isabella Nardoni foi jogada do sexto andar do apartamento onde seu pai morava.

A roupa que o pai da garota veste, uma camiseta branca e uma bermuda, na imagem do circuito interno do supermercado, no começo da noite, parece exatamente a mesma que ele estava quando desceu do prédio, depois que a menina foi jogada. A semelhança é evidenciada em imagens feitas no prédio quando Alexandre Nardoni conversava com um Policial Militar que atuou no socorro da menina.

A polícia recolheu roupas encontradas no apartamento da irmã de Alexandre Nardoni, que fica no mesmo andar do prédio, e estava vazio. A idéia era investigar se ele tinha trocado de roupa ou até escondido a que usava no momento em que a menina foi jogada da janela.

A irmã do pai de Isabella diz que a roupa recolhida é do pedreiro que trabalha na reforma do apartamento dela.

Espancamento

Peritos da Polícia Civil concluíram que Isabella foi espancada e asfixiada dentro do apartamento, antes de ser jogada pela janela do sexto andar. Os peritos não encontraram sangue fora do apartamento: as análises apontaram que marcas na porta da residência, na maçaneta e no banco traseiro do carro de Alexandre Nardoni não são de sangue.

As provas períciais, por enquanto, dão as seguintes pistas: o assassino, ainda não identificado, teria agredido e esganado a menina com as mãos dentro do apartamento, antes do último ato de brutalidade.

Na segunda-feira (7), nove dias depois do crime, peritos voltaram ao apartamento. Eles querem esclarecer como e onde o assassino machucou a testa da menina. Essa é uma das dúvidas que cercam a morte, entretanto não foram achadas marcas de sangue em nenhuma quina de móvel dentro da casa.

Na primeira perícia foi encontrado sangue no apartamento. Não se sabe de quem é, mas é certo que havia pingos em vários pontos: no chão do hall de entrada, em frente à porta da cozinha e no corredor que dá acesso aos três quartos. Os peritos observaram que, pelo tipo de mancha, a vítima estava a cerca de um metro do chão.

Para peritos, Isabella foi asfixiada e atirada

Os peritos do IML (Instituto Médico Legal) não têm mais dúvidas: a menina Isabella Nardoni, 5, foi mesmo atirada do apartamento de seu pai, Alexandre Alves Nardoni, 29, na noite de 29 de março. Até ontem, os peritos que analisaram o corpo da criança ainda divergiam sobre ela ter sido arremessada ou deixada no jardim onde seu corpo foi encontrado.

Além de concluir que Isabella foi jogada através de um buraco feito na tela de proteção de um quarto do sexto andar do prédio onde o pai vivia, na zona norte, os peritos também deverão apontar nos laudos sobre o crime que a queda foi determinante para a morte da menina.

Peritos do IML e do IC (Instituto de Criminalística) também confirmaram que, além da queda, a menina foi asfixiada, conforme revelou a Folha, muito provavelmente ainda dentro do apartamento do pai.

Um dos maiores desafios dos peritos do IML em apontar com exatidão a causa predominante da morte da menina é o “lapso de tempo” entre o momento em que ela foi sufocada e a queda no jardim. Tudo foi rápido, segundo os peritos.

Na janela de onde a menina foi jogada, os peritos do IC encontraram ontem marcas possivelmente deixadas pelas mãos de Isabella e que indicam que ela foi jogada de cabeça para baixo, já desacordada (em função da asfixia). Para determinar como exatamente Isabella atingiu o solo do jardim do prédio do pai, o IC examina o afundamento na grama onde ela foi achada.

Os peritos do IC, principalmente os que integram o Núcleo de Física, já descartaram a hipótese de que a queda tenha sido provocada por acidente. No entender dos especialistas, se Isabella tivesse escorregado, é mais provável que caísse perto da base do edifício. Se tivesse pulado, o corpo teria caído a uma distância maior do que a que foi encontrado.

Por causa da queda do sexto andar, Isabella apresentou uma fratura na bacia. A outra ruptura de um osso de seu corpo apareceu no pulso direito, mas, ainda na análise dos peritos, esse ferimento foi causado num possível movimento de defesa, quando ela deve ter sido espancada por quem, instantes depois, a jogou pela janela.

Além da bacia e do pulso direito fraturados, Isabella também apresentava luxação no osso hióide (pequeno e único osso, em forma de ferradura, situado na parte anterior do pescoço, na base da língua), a língua estava para fora da boca quando foi achada no jardim, com as unhas roxas e com manchas no pulmão e no coração, todos esses traumas causados provavelmente pela asfixia.

Um corte de cerca de dois centímetros na testa de Isabella é analisado como o possível causador das manchas de sangue que foram encontradas no apartamento de seu pai. Ontem, os peritos vasculharam o local para descobrir se o ferimento foi causado por um móvel ou não, mas não conseguiram determinar o que causou esse ferimento.

Desde o dia 3, o pai de Isabella, Alexandre Nardoni, e a mulher dele, Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, 24, estão presos temporariamente –por 30 dias– como principais investigados pela morte. Ontem, os defensores do casal impetraram um habeas corpus com pedido de liberdade para o casal.

Pegada na cama

Outra importante pista averiguada pela perícia e pela Polícia Civil para tentar determinar quem atirou Isabella do apartamento de seu pai é uma pegada ao lado de um pingo de sangue no lençol da cama do quarto de onde a menina foi atirada. Para os peritos, a pegada indicará quem pisou na cama para chegar à janela e, dali, jogar Isabella no jardim do prédio.

Cerca de 30 pares de sapatos e tênis pertencentes ao pai e à madrasta de Isabella são analisados pelos peritos do caso. A perícia está atrás de possíveis imagens de circuitos de câmeras de locais públicos onde o casal estava horas antes do crime e, com elas, analisará os pares de calçados apreendidos.

O delegado Calixto Calil Filho, 9º DP (Carandiru), afirmou ontem que aguarda os resultados oficiais dos laudos periciais antes de voltar a ouvir o casal. Os laudos também devem ser importantes para a futura realização de uma reconstituição do crime.

No dia 4, o IML pediu mais 15 dias de prazo para concluir as perícias e entregar os laudos sobre a morte de Isabella. São três os exames ainda não concluídos: 1) radiológico; 2) toxicológico do casal e da menina e 3) anatomopatológica (análise microscópica dos órgãos).

Todos esses laudos serão anexados ao laudo necroscópico que irá determinar oficialmente a causa da morte da menina. De acordo com médicos do IML, dez amostras com sangue ou vestígios de sangue foram entregues para análise no IC. O órgão pretende confrontá-las com o sangue colhido de Isabella e do casal para determinar a quem ele pertence.

Info_gráfico

Clique na imagem para ampliá-la


Clique na imagem para ampliá-la

Investigadores dizem ter ouvido ‘testemunha-chave’

Policiais civis que investigam a morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, em São Paulo, teriam encontrado uma testemunha-chave para solucionar o crime. De acordo com reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, os investigadores ouviram o depoimento dessa pessoa na quarta. A testemunha seria um conhecido de Cristiane Nardoni, tia de Isabella, irmã de Alexandre Nardoni. A fonte ouvida pelos policiais estava com Cristiane na noite do crime, e deu detalhes de um telefonema que a tia de Isabella recebeu antes de deixar, às pressas, um bar da zona norte da capital paulista. A irmã de Alexandre confirmou que foi avisada de que algo grave tinha ocorrido com a sobrinha.

Polícia pede quebra de sigilo telefônico da tia de Isabella

Polícia considera ligação de Cristiane Nardoni ‘especial’.
Irmã de Alexandre disse que não falou nada que prejudique o irmão.

A polícia pediu a quebra do sigilo telefônico da tia da menina Isabella, Cristiane Nardoni, nesta quinta-feira (10). Os investigadores já têm informações sobre as ligações telefônicas que foram realizadas logo após a morte de Isabella, tanto por vizinhos quanto do próprio apartamento de Alexandre Nardoni.
O primeiro telefonema para o serviço de resgate foi às 23h49’59’’ daquele sábado, 29 de março. Era um de um morador do prédio na Zona Norte de São Paulo, que pedia socorro para a menina Isabella. Outras duas ligações se seguiram para os bombeiros. Segundo a polícia, todas de vizinhos.
Ainda segundo a policia, ao mesmo tempo em que os vizinhos pediam ajuda, o telefone fixo do apartamento do casal era usado para duas ligações: uma às 23h50’32’’ para o pai da madrasta de Isabella. Essa ligação durou 32 segundos. A outra, às 23h51’09’’ para o pai de Alexandre, o advogado Antônio Nardoni. Esta última chamada durou 29 segundos.
A polícia tem interesse especial na ligação feita para a irmã de Alexandre Nardoni pouco depois da morte da criança. Cristiane Nardoni conversou por telefone, nesta tarde, com a apresentadora do Jornal Hoje, Sandra Annenberg. Cristiane confirmou que recebeu uma ligação no restaurante. A irmã de Alexandre disse que em nenhum momento falou algo que pudesse ser decisivo pra o esclarecimento do caso ou prejudicasse o irmão.

“Eu estava em um barzinho que tem música ao vivo comemorando o aniversário do meu noivo. Nisso eu recebi um telefonema do meu pai falando alguma coisa a respeito da Isabella. Só que eu não entendi o quê, você pode imaginar, porque com música ao vivo não dá para ouvir direito, quem freqüenta esses lugares sabe como é. Eu fui para o banheiro para retornar a ligação. Cheguei no banheiro, retornei a ligação e não consegui falar com ele porque o celular deu caixa postal”, disse Cristiane.

A irmã de Alexandre Nardoni complementa: “liguei para minha cunhada e ela estava desesperada aos gritos, eu não entendia o que ela dizia exatamente que tinha acontecido com a Isabella”.

Perguntada sobre o que disse exatamente no momento em que recebeu o telefonema, ela respondeu: “imagina, no momento do telefone, primeiro que eu não disse nada, porque eu não entendi. Assim que eu desliguei eu retornei e disse que aconteceu alguma coisa com a Isabella. Não sei se a Isabella caiu ou se jogaram a Isabella, não sei o que está acontecendo”, completou.

Polícia diz que 99% do caso Isabella está solucionado
A polícia verá imagens da câmera do prédio vizinho na hora em que a família chegou.
O delegado quer saber também se estranhos entraram pela garagem.

A Polícia Civil de São Paulo informou, nesta quinta-feira (10), que 99% do caso que apura a morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, foram esclarecidos. Os policiais já têm como descobrir se alguma pessoa estranha entrou no Edíficio London na noite em que a garota foi jogada do sexto andar do prédio onde morava seu pai, em 29 de março.

A polícia tenta refazer o horário da chegada da família no prédio a partir das imagens da câmera do prédio vizinho. A polícia que saber também se estranhos entraram pela garagem.
Também será investigado se um sobrado em construção que fica nos fundos do edifício de onde Isabella foi jogada pode ter sido invadido.

Um funcionário que dorme no local de trabalho há sete meses, disse que quando chegou ao sobrado – no dia 30 de março à tarde- percebeu que o portão havia sido arrombado. No muro que divide o terreno do sobrado e do prédio há uma cerca elétrica.

A polícia começará a analisar a lista de telefonemas do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. A quebra de sigilo telefônico foi autorizada pela Justiça. Saber com quem o casal falou antes e depois da morte de Isabella é uma parte importante para desvendar o mistério, de acordo com os policiais.

Conversa com madrasta
Também nesta quinta, a delegada-assistente do 9º DP (Carandiru), Renata Pontes, ouviu Anna Carolina Jatobá. Renata saiu às 13h40 do 89º DP (Portal do Morumbi), onde Anna Carolina está detida, e não deu detalhes da conversa. A policial disse apenas que foi uma conversa de cerca de uma hora e não um depoimento formal. “A gente está esperando os laudos. Antes disso, nada vai se resolver”, disse Renata.

Ao sair do distrito, o advogado Ricardo Martins, que defende a madrasta de Isabella, afirmou apenas que a cliente não foi indiciada. Junto com a delegada estava um investigador, que saiu carregando uma sacola com sapatos que seriam da madrasta de Isabella. Eles não informaram se o calçado será encaminhado para a perícia.

Roupas
A reportagem do Jornal Hoje conversou com exclusividade com o pedreiro que trabalhou no apartamento de Cristiane Nardoni, tia de Isabella. Vandevaldo Melo Gomes prestou depoimento na quarta-feira (9) à polícia e confirmou que as roupas encontradas no apartamento da tia de Isabella são dele e de um eletricista. Nas roupas não foram encontrados vestígios de sangue.

Gomes diz que está abalado com a história e que está sendo chamado de assassino pelos vizinhos. Até os filhos dele estão assustados, afirma. O pedreiro explicou que trabalhava para um empreiteiro chamado Paulo, contratado pelo pai de Alexandre Nardoni para reformar os apartamentos do Edifício London.

Em janeiro, o empreiteiro foi demitido e os ex-empregados continuaram tocando a obra. A demissão, segundo Gomes, foi tranqüila.

Testemunhas
O delegado Calixto Calil Filho, titular do 9º DP, no Carandiru, onde são feitas as investigações sobre a morte de Isabella, esteve em reunião na manhã desta quinta com o promotor responsável pelo caso, Francisco Cembranelli. Calil Filho chegou à delegacia do Carandiru por volta das 11h30 e não deu detalhes sobre o que foi tratado na reunião.

Ainda nesta quinta, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), outras quatro testemunhas do caso devem ser ouvidas. Entre elas há vizinhos do pai e da madrasta da garota. A SSP também não informou quando os familiares devem ser ouvidos.

Na quarta-feira, a Polícia Civil informou que ainda pretendia ouvir 19 testemunhas no inquérito que investiga a morte de Isabella. Não há previsão de quando as investigações serão concluídas. Nesta quarta, peritos e policiais voltaram ao bairro onde a criança foi encontrada morta.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ) pode julgar, ainda nesta tarde, o pedido de habeas corpus da defesa de Alexandre Nardoni e de Anna Carolina. Segundo a assessoria do TJ, o desembargador que analisa o caso está no interior.

De acordo com um policial civil, ela ficou sabendo da decisão do Tribunal de Justiça por meio de um aparelho de TV ao qual as presas têm acesso dentro da carceragem.

De acordo com a delegada Silvana Françolin, o comunicado da Justiça pode chegar por fax ou através de um oficial de justiça na tarde desta sexta.
Já existe a expectativa de que Ana Carolina só deva deixar o 89º DP no final da tarde. O forte aparato policial preparado para a sua soltura já foi inclusive desmobilizado.

Madrasta de Isabella chora ao saber que será solta

Habeas corpus

A Justiça de São Paulo concedeu a liberdade nesta sexta-feira (11) a Alexandre Nardoni, pai de Isabella, e a Anna Carolina Jatobá, madrasta da criança morta no dia 29 de março em um prédio na Zona Norte da capital.

O pedido de habeas corpus, em caráter liminar, para que o casal acompanhasse as investigações em liberdade, foi deferido pelo desembargador Caio Canguçu de Almeida, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo. A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça às 11h30. Mais cedo, os advogados de defesa Marco Pólo Levorin e Ricardo Martins já haviam divulgado a informação.

Na decisão, o desembargador alega que a prisão temporária é uma medida excepcional, tolerada apenas nas hipóteses precisamente fixadas em lei, em casos nos quais os investigados possam comprometer as investigações e a produção de provas. Canguçu argumentou também que Alexandre e Anna Carolina não deram até o momento prova alguma de comprometer, dificultar ou impedir a apuração dos fatos.

De acordo com Canguçu, nem a polícia nem o juiz da primeira instância indicaram argumentos que pudessem caracterizar o comprometimento das investigações. Também foi levado em conta pelo desembargador o fato de o pai e a madrasta de Isabella se apresentarem espontaneamente à polícia, horas depois da decretação da prisão temporária.

A decisão de Canguçu será comunicada ao juiz da 1a. instância do TJ que determinou a prisão temporária, Mauricio Fossen, da 2ª Vara do Júri de São Paulo. Serão expedidos então alvarás de soltura aos distritos em que Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá estão detidos desde quinta-feira (3).

O julgamento do mérito (decisão permanente) do habeas corpus costuma ocorrer, em média, 30 dias após a decisão liminar. Na ocasião, a decisão pode ser modificada ao ser julgada por outros dois desembargadores da 4º Câmara Criminal do TJ.

Não representam ameaça

O casal está preso desde a quinta-feira passada (3), após a polícia pedir à Justiça a prisão temporária deles por 30 dias. A defesa fundamentou o pedido de liberdade no argumento de que o pai e a madrasta de Isabella não ameaçam as investigações.

O advogado Marco Polo Levorin afirmou no pedido protocolado na segunda (7) e composto por 30 folhas, que eles não atrapalharam a produção de provas, não coagiram testemunhas tampouco se negaram a comparecer à polícia.

Na terça-feira (8), o promotor que acompanha o caso, Francisco José Taddei Cembranelli, defendeu que a Justiça mantivesse o casal detido pelo período de 30 dias. Para ele, a prisão é necessária para que a dupla não atrapalhe as investigações.

Tanto a polícia quanto a promotoria não fixaram um prazo para a conclusão do inquérito. Entretanto, a delegada-assistente Renata Pontes afirmou na quarta-feira (9) que 70% da cena do crime já foi reconstituída pelos investigadores. Na quinta-feira (10), a Polícia Civil de São Paulo informou que 99% do caso que apura a morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, foram esclarecidos. Os policiais já têm como descobrir se alguma pessoa estranha entrou no Edíficio London.

Ainda de acordo com a delegada, os laudos do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML) só devem ser divulgados na semana que vem.

Anna Carolina Jatobá, madrasta de Isabella Nardoni, chegou por volta das 15h43 desta sexta-feira (11) ao Instituto Médico-Legal (IML) na região central de São Paulo. Ao sair da delegacia, ela disse aos repórteres:

“Eu não sou assassina”.

Anna Carolina deixou o 89º DP (Portal do Morumbi), Zona Sul da capital, onde ficou presa por oito dias, às 15h24. Ela e o marido, Alexandre Nardoni, pai da menina que morreu na noite de 29 de março ao cair de um prédio na Zona Norte, tiveram pela manhã o pedido de habeas corpus concedido pela Justiça. Como Alexandre, após deixar a delegacia, Anna Carolina seguiu para o Instituto Médico-Legal (IML) para passar por exame de corpo de delito.

A saída de Anna Carolina foi marcada por muito tumulto. Jornalistas e moradores da região se aglomeraram na porta da delegacia para acompanhar o momento em que a jovem de 24 anos seria solta. Ela foi xingada por vários curiosos. Além disso, um forte aparato policial foi montado, com a participação de policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), que conduziram Anna Carolina para o IML. Diferente do marido, a madrasta de Isabella saiu da delegacia sem cobrir o rosto.

Ela e Nardoni tiveram a prisão temporária decretada por 30 dias em 2 de abril por suspeita de envolvimento na morte da menina. Às 13h35, o fax com o pedido de soltura de Anna Carolina chegou à delegacia. Pela manhã, ela chorou ao saber pela televisão que teve o pedido de habeas corpus concedido. A TV fica em uma área comum dentro da carceragem do 89º DP.

Saída de Alexandre

Alexandre Nardoni, deixou a carceragem do 77º Distrito Policial, de Santa Cecília, no Centro de São Paulo, por volta das 14h30.

Ele saiu na parte traseira do carro da polícia. Dois carros da polícia saíram na contramão da Alameda Glete e outros dois saíram pela direita, mão da rua. Algumas pessoas que estavam no local, bateram nos veículos.

Houve uma tentativa de despiste por parte da polícia que simulou a saída de Alexandre Nardoni por uma das duas portas do 77º DP. Inicialmente, um policial enrolado em um cobertor foi retirado por uma das saídas, o que provocou correria, tanto entre a imprensa quanto entre os curiosos no local. Na saída desse carro, algumas pessoas que acompanhavam a movimentação deram socos no veículo.

Instantes depois, o verdadeiro Nardoni deixou a delegacia pela saída do lado esquerdo, também enrolado em um cobertor. O delegado titular do 77º DP, Albano Fernandes disse que Nardoni estava assustado com os gritos que vinham da porta da delegacia que pediam “justiça”. De acordo com o delegado, ele recebeu bem a notícia da liberdade e não emitiu comentários a respeito.

Habeas corpus

O pedido de habeas corpus, em caráter liminar, para que o casal acompanhasse as investigações em liberdade, foi deferido pelo desembargador Caio Canguçu de Almeida, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo. O desembargador considerou que o casal não deu provas de comprometer, dificultar ou impedir a apuração dos fatos. Também foi levado em conta pelo desembargador o fato de o pai e a madrasta de Isabella se apresentarem espontaneamente à polícia, horas depois da decretação da prisão temporária.

O julgamento do mérito (decisão permanente) do habeas corpus costuma ocorrer, em média, 30 dias após a decisão liminar. Na ocasião, a decisão pode ser modificada ao ser julgada por outros dois desembargadores da 4º Câmara Criminal do TJ.

Na terça-feira (8), o promotor que acompanha o caso, Francisco José Taddei Cembranelli, defendeu que a Justiça mantivesse o casal detido pelo período de 30 dias. Para ele, a prisão é necessária para que a dupla não atrapalhe as investigações.

Tanto a polícia quanto a promotoria não fixaram um prazo para a conclusão do inquérito. Entretanto, a polícia considera que 99% da cena do crime já foi reconstituída pelos investigadores. Na quinta-feira (10), a Polícia Civil de São Paulo informou que 99% do caso que apura a morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, foram esclarecidos. Os policiais já têm como descobrir se alguma pessoa estranha entrou no Edíficio London.

Ainda de acordo com a delegada, os laudos do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML) só devem ser divulgados na semana que vem.

Avô de Isabella diz que casal não brigou na noite do crime

Pai de Alexandre afirma que briga seria de outro apartamento na região.
Promotor Francisco Cembranelli disse que várias testemunhas relataram gritos.
Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella, não discutiram nem brigaram na noite em que a menina foi jogada do 6º andar de um prédio da Zona Norte de São Paulo, segundo afirma Antônio Nardoni, pai de Alexandre. Em entrevista exclusiva ao Fantástico, ele contesta a afirmação do promotor Francisco Cembranelli, indicado pelo Ministério Público para acompanhar o caso. Na sexta (11), Cembranelli afirmou que horas antes do crime, vizinhos ouviram uma violenta briga entre o casal.

“Não houve briga, eu tenho absoluta certeza, se alguém está dizendo que ouviu briga deve ter ouvido em algum dos prédios em volta e pode ter tido a impressão que fosse lá, mas com absoluta certeza não teve nada disso”, disse o avô de Isabella.
Antônio Nardoni afirmou ainda que o comportamento do casal foi normal quando não acionou imediatamente o Resgate ao perceber que algo errado aconteceu com Isabella. “Talvez as pessoas estranhem esse tipo de comportamento, mas nós temos uma regra dentro de casa. Quando temos algum problema, um liga para o outro primeiro. Ocorreu um fato grave, a primeira preocupação foi avisar e avisar no sentido de pedir ajuda, para correr para ajudar”, disse.

Naquela noite, quem fez a ligação foi a nora, a madrasta de Isabella. “Ela estava muito nervosa, falando muito alto e dizendo que tinha acontecido alguma coisa com a Isabella, que dava a impressão de que a Isabella tinha caído ou tinha sido jogada, porque ela dizia alguma coisa nesse sentido. Eu só perguntei como ela repetiu mais ou menos a mesma coisa. A partir daí eu desliguei o telefone e saí correndo para lá. Fui um dos primeiros a chegar lá”, afirmou.

Logo depois chegou a filha de Antonio Nardoni, Cristiane, a irmã de Alexandre. Ela estava num restaurante quando o pai ligou para avisar sobre o ocorrido. Antônio não acredita que, depois do telefonema, Cristiane tenha dito algo que comprometesse o irmão. “Até porque ela não sabia exatamente o que tinha acontecido, ela só sabia que aconteceu algo grave, mas não sabia exatamente o quê.”

Apartamento será vendido

Antônio confirma que esteve no apartamento, acompanhado de parentes, no dia seguinte ao crime, mas afirma que a passagem foi rápida e apenas para buscar roupas para as crianças. “Pegamos a roupa, saímos, não demoramos muito”, disse. Os Nardoni não querem mais vínculo algum com o prédio que traz profundas e dolorosas lembranças para a família. Os dois apartamentos que a família Nardoni têm no sexto andar serão vendidos.

A principal expectativa agora é em relação aos laudos, que Antônio espera que comprovem a inocência do casal. Ele afirma que o filho e a nora não teriam motivação para cometer o crime. “O que eu espero realmente é que os laudos cheguem para que a gente possa realmente pôr um fim a nisso. A partir disso ver se a gente consegue recuperar a nossa vida.”

A polícia não crê em versão ‘idêntica’ do casal

A polícia de São Paulo não acredita na versão de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá para explicar a morte da menina Isabella, de 5 anos, no mês passado, em um prédio da zona norte da capital paulista. Conforme a transcrição da íntegra dos depoimentos, revelada na edição desta terça-feira do jornal O Estado de S. Paulo, a polícia descarta o envolvimento de uma terceira pessoa no caso e não compra a explicação idêntica apresentada por Nardoni e Anna.

“Alexandre e Anna, os quais em tudo concordam e possuem a mesma opinião acerca do ocorrido, não apresentaram em momento algum qualquer dúvida, questionamento, sensação de estranheza diante das circunstâncias da cena do crime, diferentemente de todas as demais pessoas”, escreveu a delegada-assistente Renata Helena da Silva Pontes sobre o crime. Conforme o Estado, a polícia não tem dúvidas de que o casal é responsável pela morte da menina Isabella.

Os depoimentos indicam que a versão do casal — de que alguém entrou no apartamento e jogou Isabella pela janela enquanto voltavam da garagem — não faz sentido. Com as informações apresentadas por vizinhos e funcionários, a explicação caiu por terra. Anna confessou ter tido problemas com a mãe de Isabella, mas afirmou que a relação com Isabella era “ótima”. Sobre a participação de uma terceira pessoa, a polícia diz que a suspeita “não tem qualquer coerência”.

A pegada - Ainda segundo o Estado, os peritos do Instituto de Criminalística concluíram a pegada no lençol do quarto de onde Isabella foi jogada — um dos elementos mais importantes da investigação — é compatível com um sapato de Anna Carolina Jatobá. Além da pegada, são estudadas as manchas de sangue no lençol e em duas peças de roupa da madrasta. Peritos do IC e do Instituto Médico Legal (IML) se reúnem na quarta-feira para discutir o texto do laudo final.

Para polícia, madrasta bateu em Isabella e pai jogou menina pela janela

Para a Polícia Civil de São Paulo e para o Ministério Público Estadual não há mais dúvidas: a menina Isabella Nardoni, 5, foi atirada do sexto andar do Edifício London, na noite de 29 de março, por seu pai, o estagiário de direito Alexandre Alves Nardoni, 29.

Com base em dados preliminares elaborados por peritos do IC (Instituto de Criminalística) e de legistas do IML (Instituto Médico Legal), os delegados e investigadores do 9º DP (Carandiru) responsáveis pelo esclarecimento do assassinato da criança também têm outra convicção: Nardoni jogou a filha do seu apartamento após a madrasta da menina, Anna Carolina Trotta Jatobá, 24, ter tentado asfixiá-la.

Nas próximas horas, os responsáveis pelo caso pedirão à Justiça a prisão preventiva do casal. O juiz do 2º Tribunal do Júri, Maurício Fossen, o mesmo que decretou no começo do mês a prisão temporária –por 30 dias– de Nardoni e de Anna, será o responsável pela análise do pedido da preventiva, já com base nas individualizações das ações de cada um na morte de Isabella.

Para peritos, legistas, investigadores e delegados, as agressões de Anna contra Isabella naquela noite de 29 de março fizeram com que ela desfalecesse, passando a impressão de que ela havia morrido. Na seqüência, ainda na interpretação dos responsáveis pelo caso, Nardoni a jogou pela janela e começou a tentar simular a invasão de seu apartamento.

Até o final da tarde desta terça, o advogado do casal Marco Polo Levorin não havia sido localizado pela reportagem para manifestar-se sobre a individualização do crime, segundo a polícia.

O relatório que a polícia irá apresentar à Justiça para o pedido da prisão preventiva do casal já está praticamente pronto. Somente os espaços para a indicação e descrição de cada um dos laudos que ajudaram a polícia a formar a convicção contra Nardoni e Anna estão em branco no documento.

Um dos laudos mais aguardados é o que apontará que, no momento em que Isabella foi jogada do apartamento do pai, tanto Nardoni quanto Anna estavam no local.

Outro documento dos peritos do IC será usado pelos policiais para afirmar à Justiça que Nardoni carregou Isabella no colo dentro do seu apartamento, após ela ter sofrido as agressões por parte da madrasta e ficar com um corte de aproximadamente dois centímetros na testa. A posição das gotas de sangue nos diversos cômodos do lugar dirão aos policiais qual o trajeto do pai com a menina no colo.

Laudo conclui que sangue em apartamento é de Isabella

TV Globo teve acesso a um dos laudos do caso na noite desta quarta-feira (16).
Pai, madrasta avô e tia de menina foram intimados a depor na sexta-feira e no sábado.

A TV Globo teve acesso, no início da noite desta quarta-feira (16), a um dos laudos do caso Isabella Nardoni que constata que o sangue encontrado no apartamento do 6º andar do Edifício London, na Zona Norte de São Paulo, é mesmo da menina de 5 anos.

Também nesta quarta, o advogado Marco Polo Levorin informou que será atendido o pedido da Polícia Civil para um novo depoimento do pai e da madrasta da menina Isabella Nardoni, de 5 anos. Eles foram intimados nesta tarde a depor no 9º Distrito Policial, no Carandiru, na Zona Norte de São Paulo, na sexta-feira (18). Ainda não se sabe o horário dos depoimentos, que ocorrerão no mesmo dia em que a garota completaria 6 anos.

Além do casal, o pai de Alexandre, Antônio Nardoni, e a tia de Isabella, Cristiane, também foram intimados a depor, só que na tarde de sábado (19). Também nesta quarta, os advogados do pai e da madrasta de Isabella, que permaneceram por quase quatro horas no 9º Distrito de Polícia, disseram ter acompanhado o depoimento de duas testemunhas indicadas pela defesa do casal à polícia.

“Essas testemunhas vêm comprovar: primeiro, a vulnerabilidade do Edifício London; segundo, vêm comprovar a perda das chaves [do apartamento] pela Anna Carolina e pelo Alexandre Nardoni e, terceiro, demonstrar que alguns de seus apartamentos ficavam abertos e expostos a qualquer um que quisesse entrar”, disse o advogado Ricardo Martins.
De acordo com o advogado, as testemunhas ouvidas pela polícia prestam serviços no prédio – uma delas seria a corretora que vendeu o imóvel onde Alexandre Nardoni e Anna Carolina moravam e a outra seria uma comerciante que vendeu os móveis da casa para o casal. Uma dessas testemunhas, segundo o advogado, teria estado no prédio no dia do crime.

Nesta quarta-feira, não estão marcados novos depoimentos, segundo informou a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Entretanto, se a defesa apresentar outras testemunhas, elas podem ser ouvidas.

Os advogados evitaram comentar detalhes da apuração da perícia, como, por exemplo, a suposta presença de um terceiro suspeito no apartamento, argumentando que os laudos do Instituto de Criminalística ainda não foram concluídos. “É perfeitamente possível ter havido uma terceira pessoa, uma quarta, uma quinta pessoa que eventualmente pudesse haver ocasionado esse delito”, acrescentou Ricardo Martins.

Delegado confirma indiciamento de pai e de madrasta de Isabella
O pai e a madrasta de Isabella Nardoni sairão do 9º DP (Carandiru) indiciados pela morte da menina, afirmou no início da noite desta sexta-feira o delegado Aldo Galiano Júnior, diretor do Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital). Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá estão na delegacia desde a manhã de hoje para prestar o segundo depoimento desde que o assassinato da criança, em 29 de março último.

Com o indiciamento, eles se tornam oficialmente suspeitos da morte da menina. Reportagem de André Caramante, da Folha, publicada na Folha Online na última terça-feira (15) revelou que, para a Polícia Civil e para o Ministério Público, Alexandre jogou a filha de seu apartamento –no sexto andar– após Anna Carolina ter tentado asfixiá-la.

Isabella, que passava o fim de semana com o pai e com a madrasta, foi jogada do sexto andar de um prédio –na zona norte de São Paulo. O indiciamento ocorre no dia em que Isabella completaria seis anos.

Galiano Júnior, no entanto, não detalhou a participação de Alexandre e de Anna Carolina no crime. “O caso está praticamente solucionado”, afirmou. “Os dois serão indiciados por homicídio, artigo 121, e as qualificadoras serão discutidas com a autoridade policial que preside o inquérito. Peço compreensão quanto ao sigilo.”

Alexandre e Anna Carolina ainda podem ser submetidos a uma acareação. Galiano Júnior confirmou que a prisão preventiva do casal, supostamente o próximo passo a ser dado, não será pedida à Justiça ainda nesta sexta-feira. “Para se fazer uma preventiva, tem que se reunir uma documentação, não é assim. Ela precisa ir bem embasada, não é o momento. De forma alguma ela será pedida hoje.”

Para a Polícia Civil, a madrasta agrediu Isabella e, na seqüência, Alexandre cortou a grade de proteção de uma janela de seu apartamento e jogou a menina. Desde o início das investigações, o casal nega as acusações e diz que uma terceira pessoa, provavelmente um criminoso, foi o autor do assassinato.

Alexandre e Anna Carolina chegaram à delegacia por volta das 11h. Ele começou a ser ouvido por volta das 11h30 e, pouco depois das 19h, os delegados fizeram uma pausa para lanche. Os trabalhos foram retomados por volta das 19h45, quando Alexandre assinou o depoimento e foi indiciado.

Durante todo o dia, Anna Carolina permaneceu em uma sala com o sogro, Antonio Nardoni, e um investigador. Ela dormiu por algumas horas, comeu um pão e bebeu um achocolatado, mas recusou um pedaço de pizza. Ela também tinha à disposição bolachas salgadas e doces.

De acordo com Galiano Júnior, o depoimento da madrasta da menina –iniciado após o de Alexandre– deverá ser mais longo.

“Crueldade”
Alexandre e Anna Carolina foram levados ao 9º DP para prestar depoimento na manhã desta sexta, sob forte esquema de segurança e sob a presença maciça da imprensa e de curiosos que chamavam os dois de “assassinos”.

O casal teve dificuldade para deixar a casa dos pais de Alexandre, também na zona norte. Eles tentaram deixar o imóvel por volta das 10h25. No entanto, devido à confusão, recuaram e aguardaram a chegada de policiais civis do GOE (Grupo de Operações Especiais). Policiais militares foram obrigados a montar um cordão de isolamento em frente ao imóvel.

Alexandre e Anna Carolina, que sairiam em carro particular, deixaram a casa protegidos por escudos da polícia e seguiram em direção à delegacia em um veículo do GOE, sob gritos de “assassinos”. Em frente à delegacia, apesar do forte esquema de segurança montado, um grupo de manifestantes aguardava a chegada do casal, também recebido com gritos de “assassinos”.

Pela manhã, um dos advogados da família disse que a família “está sendo julgada com crueldade”. “Não julguem para não serem julgados”, afirmou Ricardo Martins.

Ele considerou “humilhante” e “desesperador” o fato de a família Nardoni ter sido obrigada a contratar três seguranças para poder “dormir em paz”

Isabella

Nesta sexta, quando Isabella completaria seis anos, familiares visitaram o túmulo da menina, no cemitério Parque dos Pinheiros, também na região norte de São Paulo. Pela manhã, a mãe, Ana Carolina Cunha de Oliveira, esteve no local. À tarde, os avós e um tio foram ao cemitério. Além deles, anônimos prestaram homenagens à criança.

Uma cerimônia também foi realizada no Cantinho da Alegria, unidade onde a menina estudou. Crianças, acompanhadas dos pais, rezaram e cantaram músicas religiosas.

Tio de Isabella se surpreende com laudos sobre morte da menina
Felipe Vicente de Oliveira diz que pensa no quanto a criança sofreu.
Isabella foi jogada do 6º andar de um prédio em 29 de março, em SP.
Para a família Oliveira, tão cruel quanto perder Isabella de Oliveira Nardoni, de 5 anos, é ter de acompanhar pela imprensa como a menina morreu. A divulgação de trechos dos laudos da perícia mostra que a criança sofreu antes de ser atirada do 6º andar de um prédio, na noite de 29 de março, e os detalhes surpreendem. “Foi uma surpresa. O que mais me deixa chateado é o tanto que a Isabella sofreu ou pode ter sofrido. Ela sempre teve muito medo da violência”, contou neste domingo (20) o tio dela Felipe Vicente Cunha de Oliveira, de 30 anos.

Em entrevista ao G1, Oliveira falou sobre Isabella e sua relação com a família. Não quis comentar nenhum detalhe da investigação e muito menos teceu comentários sobre Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina. É sobre eles que recai a suspeita do crime. Na sexta-feira (18), dia em que Isabella completaria seis anos de vida, a polícia indiciou o casal por homicídio triplamente qualificado.

Segundo os peritos, os laudos mostram que Isabella chegou machucada ao prédio onde seu pai mora e de onde foi jogada. Ela teve um ferimento profundo na testa que deixou rastros de sangue no apartamento. Em seguida, de acordo com a perícia, o criminoso cortou a tela de proteção na janela e atirou a criança de uma altura de 20 metros. Ela ainda estaria viva e teria morrido em função da queda.

No dia do aniversário da sobrinha, Oliveira, que é designer digital, ficou diante do computador preparando um presente. A homenagem veio por meio de um vídeo de 11 minutos. “Não pude comprar um presente para a Isabella, então, fiz esse vídeo e dei para a minha irmã”, informou ele, referindo-se à bancária Ana Carolina de Oliveira, 24, mãe da menina.

“O vídeo mostra a minha irmã grávida, a gente beijando a barriga dela, mostra a Isabella desde pequena. Tem a gente se divertindo, a gente na festa”, explicou Oliveira, que colocou como trilha sonora a música “Eu sei que vou te amar”, uma das preferidas da sobrinha. O envolvimento com o trabalho foi tanto que o designer disse que só ali começou a se dar conta da ausência da sobrinha.

“Fiquei muito emocionado. Passou um filme (pela minha cabeça)”, disse ele. A reação de Ana Carolina teria sido a mesma. “Ela não tinha palavras. Só ficou emocionada, chorou muito porque também passou um filme (na cabeça dela)”. Oliveira, apelidado por Isabella de ‘tutu (tio)’ Felipe, se lembra da sobrinha como uma menina muito amável, que conquistava as pessoas pela alegria. Gostava de desenhar com o tio e ouvir historinhas.

Sofrimento

Quem também está muito abalada com a ausência da garota é a avó materna, Rosa de Oliveira, de 56 anos. Segundo Oliveira, ela era muito apegada à menina e sofre quando acompanha o caso pelo noticiário. “É muito difícil. Minha mãe pára para pensar se é isso mesmo que está acontecendo com a gente”, diz o designer gráfico, pai de dois filhos pequenos e primogênito – além de Ana Carolina tem mais um irmão.

Quando Ana Carolina estava no trabalho, era Rosa e o marido, José de Oliveira, que tomavam conta da neta. Por muitas vezes, levaram a menina até a loja de roupa que a família tem na Zona Norte. Ali, Isabella se divertia muito, brincando atrás do balcão. “Ela atendia o telefone dizendo: ‘Altitude Zero, boa noite’”, lembra o tio.

Como Isabella morava com os avós e a mãe, era muito paparicada. Sua festinha de aniversário deste ano seria com tema de princesa. “A Isabella amava colocar a roupa da mãe dela e ficar desfilando em casa. Amava tirar foto da gente e gostava que tirássemos fotos dela. Sempre foi muito fotogênica”. No vídeo, em que assina como ‘tutu Felipe’, o tio de Isabella declara seu amor eterno à menina de gestos amáveis e sorriso cativante.

Fontes: G1, Folha Online e Veja Online

Veja mais:
Confira quem ganhou o You Tube Vídeo Awards 2007
You Tube lança novo blog no Brasil
E-mail falso sobre soterramento no “BBB” transmite cavalo de tróia
Google lança publicidade do YouTube no Brasil
Gilberto Gil é o primeiro músico brasileiro a ter canal no You Tube!

197 respostas para Caso Isabella: tudo o que a justiça tentou esconder

  1. Ma disse:

    Protejam as nossas crianças do Brasil.

  2. sou especialista em depedencia quimica a 20 anos, deixa eu explicar uma coisa, eu sei do resultado toxicológico negativo, eu já esperava isso, a sindrome de abstinencia de cocaina na parte psicologica que chamamos de SAD, tem um tempo muito grande e variavel dependende da gordura peso e metabolização, existe neste periodo de SAD, um transtorno inesplicavel de irritabilidade e flesbhek, pode ser ai, que está a situação que ninguem explorou ainda, ex: uma gota dagua explode o celebro do dependente quimico em SAD, PESQUISE NESSA DIREÇÃO abraços lrm/08

  3. Norma disse:

    Alguns fatos me intrigam.
    Primeiro: pq o pai e a madrasta tiveram tanta certeza de q a menina foi jogada? Ela não poderia ter caido?
    A primeira reação dos pais ao ver o corte na rede e a ausencia da menina seria de q a menina teria caido, ou não?
    Segundo: O pai declaarou q viu um homem jogando a menina. Cara! Que pai não se a atrcaria com o sujeito? Se o sujeito estava dentro do apartamento, pq o pai o deixou lá e correu gritando que havia ladrão no prédio mesmo depois de vê-lo jogando a menina pela janela?
    Pra mim, a versão dos fatos não se sustentam. A cena do supermercado mostra a menina no carrinho e o filho menor do casal no colo da mãe. Será que o fato da menina querer ficar no carrinho pegando o lugar que naturalmente seria do irmão menos, não teria desencadeado a a gressão?
    Ao tentarem brigar com a menina pelo fato de tomar o lugar od irmão no carrinho a situação não teria fugido ao controle?
    Pra mim, ao tentarem montar a versão, ficou pior a emenda que o soneto.
    ]Uma coisa me intriga nesse caso. A cautela acima do normal das autoridades.
    Quem é esse casal?
    Se o produto que detectou sangue no carro do casal é específico, por que o resultado constataou não tratar-se de sangue?
    Parece que algumas autoridades hierarquimente superior estão fazendo o impossível para inocentar o casal. Quem é esse casal?
    São parentes de quem?
    Para afirmar que a menina foi jogada, certamente o pai ou o pai e a madrasta assistiram a cena. Nãoé natural e nem emocinalmente coerente, que os pais ao darem pela ausência da menina saiam gritando que ela foi jogada sem que não tenham visto nada.
    Se contarem outra história fica pior.

  4. Elizabeth Alves Ribeiro disse:

    Uma covardia, uma atrocidade muito grande…Deus há de mostrar a polícia quem foi o autor de tão grande horror! Espero que a justiça seja feita porque se fosse em países como os Estados Unidos a pena para este crime ou seria pena de morte ou prisão perpétua. O que pedimos aos senhores políticos é que criem leis mais severas para que um crime hediondo como este não se repita mais nem com as crianças e nem com os idosos que ajudaram a construir este país e hoje ficam a mercê de pessoas covardes!ou será que vocês políticos acham que isto nunca poderá contecer com vocês? Queremos uma resposta dos políticos para este crime hediondo ou vocês são covardes como este assasino maldito !!!

  5. Ana Rosa Machado disse:

    suspeitam do pai e da madrasta, mas e a mãe,não teria talvez a chave do apartamento e mandado alguém fazer algo, não com a filha , mas talvez com a madrasta e o sujeito fez a coisa errada? É interessante ver a reação da mãe da menina no dia do seu aniversário , veio receber todos com sorriso no rosto e disse que a Isabella não iria gostar de ve-la triste , mas vamos e venhamos, acabou de perder a filha e está toda sorridente diante das cameras …. meio estranho.

  6. Cris disse:

    Acho perigoso afirmar que os pais são culpados antes de terminar o inquérito. Não seria a primeira vez que a imprensa faz alarde em cima de fatos que não ocorreram, apontando culpados sem qualquer prova. Lembrem-se sempre do caso daquela escola cujos donos foram acusados por uma mãe desequilibrada. A vida daquelas pessoas foi totalmente destruída pelo sensacionalismo da imprensa e ninguém os indenizou, nem mesmo se desculpou.

  7. JACQUELINE disse:

    Acho que pode ser um namorado ou mesmo um ex namorado da mae de Isabela,talves ela separou por algum motivo ou seja por amar mais a filha do que o parceiro e este por sua vez quiz vingar da mae da forma mais cruel,neste mundo que vivemos hoje,as pessoas perderão a fé em DEUS e esta tudo tão doido que tudo esta acontecendo da forma mais estupida e irracional.Mediante todos os fatos apurados até agora,penso que as aautoridades devem olhar tambem para esse lado da historia,eu soube de casos de amor não correspondido acabar com os sonhos de uma familia.Mais uma vez pesso para as autoridades investigar essa possibilidade.

    QUE DEUS COLOQUE NO CORAÇÃO DOS HOMENS A COMPAIXÃO

    E A CARIDADE…

    SOMOS O UNICO SER RACIONAL QUE HABITA A TERRA QUE

    NÃO CONSEGUE VIVER EM PAZ UNS COM OS OUTROS SOMOS

    CAPAZES DE BRIGAR ATÉ A MORTE PELO O MESMO ESPAÇO

    ENQUANTO UMA PLANTA PODE VIVER MUITO BEM EM UM SÓ

    LUGAR QUE NÃO SE JAjACQUELINE DA MESMA ESPÉCIE,UM ANIMAL TIPO

    CÃO E GATO PODE SER CRIADOS JUNTOS E SE RESPEITAREM

    COM SUAS DIFERENÇAS.NESTE CASO EU PERGUNTO SE REAL-

    MMENTE SOMOS RACIONAIS?

  8. Helena disse:

    Também acho tão hediondo o crime praticado, como hediondo culpar pais que de repente são inocentes. Muita precaução.

  9. JACQUELINE disse:

    perdoa-me se errei em meu ponto de vista não quero aqui julgar ninguem,mesmo porque isso e contra as leis de DEUS, somente quis manifestar minha opinião nada mais que isso.Pesso mil desculpas se ofendi alguem obrigado.

  10. arielle>> disse:

    Só queria dizer uma coisa>>torço para que não sejá o pai>>pois fazer uma crueldade dessa com um filho é muita coisa>>e outra pq está demorando tanto para achar o verdadeiro culpado>>estamos cada vez mais indignados com tudo isso>>

  11. Sara disse:

    Em mim há quase a certeza de que não houve envolvimento nem do pai (Alexandre),nem da madrasta (Anna Carolina),pois há muitas divergências no caso.Verifica-se que está demorando muito para encontrar provas contra os dois,e como houve em um programa a citação de que um dos dois poderia ter um surto repentino e feito isso com a criança,essa hipótese é descartada,mesmo que ocorresse,com certeza eles já teriam se denunciado pois não saberiam o que teriam feito no tempo do tal surto,quanto ao povo xingá-los de assassinos,é falta de senso,pois nem se sabe se foram eles,somente suspeitas não provam nada,ou seja,as pessoas apontam o dedo sem olharem para si própria,devemos ter cautela.É revoltante o que ocorreu?Com certeza,sem sombra de dúvida,mas não sair acusando só porque a imprensa mostra suspeita sobre os que estavam presentes no momento do ocorrido.

  12. NEUSINHA disse:

    BOM ESSE CASO MEXEU MUITO COMIGO, E ACHO QUE COM TODOS , TODOS QUEREMOS SABER QUEM REALMENTE ASSASSINOU ISABELA.
    EU NA MINHA OPINIÃO ACHO QUE ESTÁ TUDO MUITO ESQUISITO, UMA MÃE
    QUE, NÃO CHORA, NÃO SE MOSTRA TRISTE COM A MORTE DA FILHA?
    UMA MADASTRA CIUMENTA, E UM PAI QUE , DIZ QUE ESTARÁ JUNTA DA MADRASTA ACONTEÇA O QUE ACONTEÇA, É ESTRANHO. QUEM CULPAR , NINGUEM !!APENAS JULGAR AS PROVAS, FAZER ACARIAÇÕES.
    PERGUNTAS SEM RESPOSTAS, FALSOS DEPOIMENTOS..
    E A PERGUNTA ? QUEM MATOU ISABELA NARDONI…
    A MADRASTA?
    O PAI NUM ATO DE NERVOSISMO?
    O PAI DE ANA CAROLINA NARDONI , PARA ” AJUDAR” A FILHA?
    A MADRASTA TERIA MANDADO ALGUÉM MATÁ-LÁ POR CIUMES?
    SÃO TANTAS CONTROVERSAS.
    NA MINHA OPINIÃO, A FITA QUE MOSTRA A FAMILIA NO SUPERMERCADO E MENINA ESTÁ CHATEADA COM ALGUMA COISA, OS BRACINHOS CRUZADOS INDICA QUE ELE ESTÁ TRISTE COM ALGO. OS PISCOLOGOS PODEM DIZER MAIS SOBRE A CENA….ELA NÃO ANDA AO LADO DO PAI NEM DA MADRASTA
    E SIM ATRÁS DO PAI E NA FRENTE DA MADRASTA. AI A MADRASTA A PEGA A TIRA PERTO DO PAI E ELA PARA NÃO FICAR SÓ PUXA O BRAÇO DO IRMÃO PARA JUNTO DELA.
    ” DEUS DE UM SINAL, APONTE OS CULPADOS POR ESTA ATROCIDADE, FAÇA O CULPADO SE ENTREGAR”.

  13. NEUSINHA disse:

    UMA COISA É CERTA , A FAMILIA DO ALEXANDRE NARDONI TEM MUITO DINHEIRO.
    ESPERAMOS QUE ISSO NÃO MUDE, O ANDAMENTO DAS INVESTIGAÇÕES.

  14. cristina disse:

    onde estavam as outras 2 crianças do casal antes e depois do acontecido? alguém do predio ficou com elas, enquanto se resolvia a situação? ou elas ficaram no carro? elas chegaram a subir com os pais? alguma coisa não esta fazendo sentido pra mim…

  15. Paula disse:

    NÃO ACREDITO Q OS PAIS MATARAM ESSA MENINA. E NEM QUERO PENSAR NISSO NA VERDADE SÓ A PEQUENA ISABELLA SABE QUEM FEZ ESSA MALDADE COM ELA.
    REZO TODAS AS NOITES PARA QUE ELA RECEBA DE DEUS A LUZ QUE PRECISA PARA TER PAZ. E QUE TIRE DELA TODA AFLIÇÃO QUE PASSOU EM SEUS ÚLTIMOS MOMENTOS.
    E QUE DEUS TENHA COMPAIXÃO DA ALMA DE QUEM FEZ ISSO COM SEU ANJINHO.

  16. Joelson disse:

    É preciso que se tome muito cuidado num caso como esses, haja visto o caso dos irmãos neves em Araguarí – MG a muitos anos atras, que confessaram ter assasinado o sócio (por pressaõ da policia, inclusive tortura) isso foi matéria do Globo Reporter, e 13 anos depois o dito socio apareceu vivo e são, inclusive um dos condenados ja tinha morrido na cadeia juntamente com a propia mãe que tambem foi condenada,
    por isso acho que se deve ter cautela. Por outro lado pq que tambem não se investiga a mãe da garota? o comportamento dela tem sido muito estranho pra quem acabou de perder uma filha, sepre sorridente, não estou dizendo que ela é culpada, mais pelo comportamento merece ser investigada tambem.

  17. Adriana disse:

    essa caso tá muito estranho, mas eu acho que foi ou a mãe de isabela, pq tem tido uma atitude muito estranha pra quem acabou de perder uma filha , ou então a madastra por ciumes!!!!!

    mas peço a deus que mostre o verdadeiro monstro……..

  18. bruno fernandes disse:

    injustisa

  19. Orestes Nigro disse:

    Tudo neste caso é estranho. As contradições do pai, no início das investigações, a frieza incrível da mãe da menina, diante de uma desgraça desta envergadura. Estranha-me também a imprensa dar tanta corda para o pai de Alexandre Nardoni, advogado tributarista, que de repente vira criminalista; pra mim ele é tão suspéito quanto os outros. Também não se explica por que só agora, 6 dias após o crime, aparece este pedreiro revelando que o prédio ao lado foi arrombado na noite do crime. Não teria ele o dever e mesmo o impulso de correr contar isto às autoridades que investigam o caso? Por que uma certa emissora de TV dá tanto espaço para as pessoas das famílias dos suspeitos? Por que só agora o pai de Alexandre revela à imprensa que quando chegou ao prédio, na noite do crime, os portões do edifício estavam escancarados? Eu acho que é bom decretar a prisão temporária deste homem que parece estar mentindo e assim atrapalhando as investigações. Afinal, ele é suspeito, ele representa a parte suspeita do crime. Tudo muito estranho! Pobre menina, tão inocente e pura, vivendo e morrendo em meio a tanta sujeira!

  20. Antunes disse:

    Eu só espero que a justiça tenha a ajuda de DEUS para resolver esse caso, pois não quero acreditar que os pais dela tenha feito essa clueldade, sou pai e não posso acrditar nessa versão. DEUS

  21. Denise Ávila disse:

    Achei muito estranha a reação da mãe biológica da menina. Sou mãe de duas filhas. Imagino o que é mandar uma filha passar um final de semana com o pai e lá ser morta de forma tão brutal. Eu estaria em total desespero. Por mais calma e controlada que uma mulher possa ser… Não vi uma atitude razoável ou coerente dessa mãe.
    Também estranhei muito o depoimento que ela deu, por telefone, à jornalista da Rede Globo, Patrícia Poeta, sobretudo no trecho em que diz que falou com a filha na sexta-feira, às 6 da tarde depois do trabalho e a menina disse que estava feliz. No dia seguinte, sábado, tentou falar com a filha mas não conseguiu. No entanto, estava tão próxima da residência do ex-marido que chegou lá minutos depois da queda. Tanto que ainda pegou a filha viva e foi com ela para o hospital. Tudo muiiiitooo sinistro!!

  22. Clayton disse:

    Engracado e fazer tanta especulação sobre esse assunto esta mais do que provado
    que a verdadeira assasina de Isabela se chama ANA CAROLINA JATOBA O ALEXANDRE ALEM DE ENCOBRIR O CRIME DA PROPRIA FILHA ARREMESSOU ELA PELA JANELA DO PREDIO PARA AJUDAR A ENCOBRIR AS PROVAS DO CRIME E ALEM DISSO DAR VERACIDADE A SIMULAÇÃO DESSE CRIME.
    ELES CHEGARAM DE CARRO NAQUELA NOITE E JA ESTAVA CHATEADO COM AMENINA POR ALGO QUE TINHA ACONTECIDO ANTERIORMENTE QUE PODE MTO BEM SER ALGUMA BRIGA A COM ANA CAROLINA JATOBA, PROVAVELMENTE COMO JA ERA ALTA HORAS DA NOITE TENHA PEDIDO PARA A MENINA TOMAR BANHO E IR DORMIR E RLA COM CERTEZA COMEÇOU A PIRRAÇAR JAH QUE ESTAVA CHATEADA ANTES, ANA CAROLINA DEVE TER AGREDIDO A FILHA DO ALEXANDRE JAH QUE ESTE NÃO TENHA REAGIDO A PIRRAÇA DA FILHA COM A MADRASTA ENTÃO NUM ACESSO DE RAIVA ELE TENHA COEMÇADO AGREDIR A MENINA E NESSE MEIO TEMPO ELA DEVE TER DESACORDADO E DAEW COMEÇA A HISTORIA DA SIMULAÇÃO QUE TODOS NOS SABEMSO MTO BEM. HA UMA HIPOTESE MAIS REMOTA QUE TENHA SIDO O PAI MAS E UMA DUVIDA MAIS REMOTA. PS: O ALEXANDRE DISSE A IRMÃ QUE TINHA COMETIDO UMA BESTEIRA……………………………..
    LIMA

  23. KATIA disse:

    Olha,pode ate ser que eu esteja enganada,mas acho a mãe da menina muito tranquila p/ quem perdeu a filha. Deveria ser + apurada estas investigações.

  24. IVONE disse:

    QUE DEUS MOSTRE QUEM SÃO OS CULPADOS PELO ASSASSINATO DA ISABELA. SE FORAM O PAI E A MADRASTA, LOGO NÃO AGUENTARÃO A PRESSÃO E ACABARÃO SE ENTREGANDO.
    QUE DEUS PROTEJA ESSE ANJO, ONDE QUER QUE ELA ESTEJA.

  25. Maria disse:

    não consigo acreditar que um pai posso ter feito isso, pela imagem do supermercado vejo a madrasta pegando a mão da Isabela nas fotos dela juntinho o rosto da Isabela, na minha opinião não foi a madrasta, acho que os dois brigavam no apatartamento, como pessoas ouviram voz de criança gritando para pai, pode ser que Isabela pedia para o pai parar de brigar com a madrasta, ai ele nervoso pegou muito forte no pescosinho dela, ai viu que matou e jogou pela janela para acusar terceiros, tomara DEUS que estejo errada disso,porque se fosse a madrata o pai mataria ela na hora, porque amor pelo um filho é milhões de vezes maior do que pelo parceiro-a,ele entregaria ela na hora para policia, agora ela pode estar protegento ele, tambem pode ter sido chantagiada pelo marido para não confessar nada, vamos rezar para que Deus mostre logo o culpado e que não seja eles, imagina se não foi eles como estão sofrendo por tudo isso, por perder sua filha e sendo acusado, sou mãe e sofro muito com isso, morrer uma criança assim, tambem acho muito estranho o comportamento da mãe, mais ela deve sofrer muito mais do que pessoas que chora e grita, se fosse minha filha nossa estaria gritando chorando muito, não ia consequir sorrir nunca, mais as pessoas são diferentes uma das outras, cada uma tem sua maneira de mostrar sentimentos.

  26. Dani disse:

    Acho que deve ser apurado tudo, até mesmo a irmã do pai, pois me parece que ela sabe de algo mais. tenho uma menina que se parece muito com a Isabella e me causa muita tristeza saber que existe pessoas capazes de fazer isso com uma criança.

  27. Cris disse:

    Bem nao qro julgar ninguem,mais que o comportamento da mae dessa criança é estranho é.poxa será que uma mae que perdi a filha da maneira que perdeu o mundo nao ia acabar p/ela? Pois eu nem sou nada dessa criança e sinto muito pela maneira como ela morreu. ai a mae vem dizer que minha filha nao gostava de ver ninguem triste, sai dai, o vc é muito fria, ou DEUS ta te dando muita força ou vc tem algo a esconder. Que eu espero que encontrem logo esse assassino.

  28. lilica disse:

    Desde o inicio me questiono sobre onde estariam as outras duas crianças? Prefiro acreditar e torcer para que o pai não tenha nenhum envolvimento com o caso. Seria muito doloroso para a pequena Isabela apesar de toda tortura sofrida no apto ainda acordar no plano astral e descobrir que uma pessoa tão importante para ela teria sido capaz de cometer tamanha crueldade. Imagino que o anjinho Isabela ainda não conseguiu descansar em paz. Imaginem que de cada 10 brasileiro 9 estão neste momento comentando sobre o crime. É muita lembrança, é muita tristeza.
    Que Deus conforte e receba a pequena Isabela e permita que os homens possam enxergar a verdade e que a justiça seja feita.

  29. elis disse:

    Meu Deus, mosta que fez isso com esse anjinho tão lindo, rezo todas as noites para que tudo seja revelado.

  30. Karina M Frericks disse:

    Bom eu acredito que os maiores suspeitos sao sim o pai e a madrasta . Ninguem vai entrar num apartamento nao roubar nada ,nem ser arrombado . Vai estrangular uma menina inocente e depois armar para jogar do 6 andar . Isso precisa de tempo nao iria dar em fracao de segundos enquanto eles voltam a garagem . E porque deixaria ela sozinha dormindo e voltava para buscar os outros filhos ?
    Nao realmente eu acredito sim que eles podem ter agido sem pensar mais a principal suspeita sao eles . E se for eles realmente deveria acontecer isso com os proprios filhos deles para eles pagarem na mesma moeda pois prisao neste pais nao da em nada daqui a pouco eles estaram solto .Isto e Brasil

  31. Vera disse:

    Fiquem sossegados, a justiça divina não falha.

  32. Ana Carolina disse:

    Tudo indica que foram o pai ou a madrasta que matou a menina. Mas, a midia em si sensalismo a situação, divulgando, jugando-os como culpados. Mas quem a mídia é?
    Juiz para fazer isso. Cabe a isso o delegado, juiz, promotor investigar e assim apontar o cupado. A imprensa brasileira faz disso um espetaculo, o que vocÊ vê nos jornais. telejornais, o que é aquele Brasil urgente só fala da menina. Tudo bem que foi uma tragedia triste, mas tem tantas crianças que morrem em situaçoes piores que essa. E isso só ocorre pq a menina é de familia de classe média alta, como foi o caso do menino hélio? Dúvido, se fosse um menino que morava na periferia que tivesse morrido em situaçoes parecidas, se quer tinha uma nota do jornal. É aassim a imprensa brasileira, torço logo que achem o ocupado. E assim, os jornais voltem ao normal.]

    Que descanse em paz a menina Isabelaa

  33. kamila disse:

    Acho muito estranho o comportamento dessa mãe, a mãe que perda a sua unica filha nao fica nessa tranquilidade toda nao
    acho que a mãe tambem deveria ser envestigada

  34. A menina caiu após algumas “horas” de ter saído do supermercado? A roupa que ela estava usando quando foi encontrada morta é a mesma do supermercado? Pq até então a imprensa só fala das roupas do pai e da madrasta.

  35. camila disse:

    como que um pai tem coragem de fazer isso com a sua propria filha
    mas eu tambem suspeito da da mae de isabela pois acho ela muito fria
    eu vi uma reportagem que a mae biologica de isabela teria contratado uma pessoa
    para matar um dos filhos da madrasta e o assasino matou por engano issabela

  36. murilo disse:

    Na minha opinião a assassina é a MADRASTRA e o pai está acobertando

  37. ALEX disse:

    ACHO QUE A POLICIA ESTA PERDIDA NO CASO,NÃO ACHO Q TENHA UMA TERCEIRA PESSOA ,ACHO Q FOI A MADRASTA DA MENINA Q MATOU A GAROTINHA ACIDENTALMENTE QD ESTAVA NERVOSA P ALGUM MOTIVO Q N SABEMOS,ELA PODE PERFEITAMENTE TER SE IRRITADO C A MENINA EM ALGUMA SITUACAO E ATE SEM IMAGINAR BATEU NA MENINA E N MEDIU SUA FORCA,EM SEGUIDA TE-LA JOGADO LA DE CIMA A FIM DE INCRIMINAR UMA TERCEIRA PESSOA Q NUNCA EXISTIU E O CASL SE ATRAPALHOU NO QUE FALOU,ACHO QUE É MAIS OU MENOS POR AI

  38. sky disse:

    investigem a mãe.

  39. sky disse:

    tem mãe que joga filho na lagoa no lixo porque não de um predio.

  40. nanda disse:

    Poxa… parece que muita gente aqui nao esta acompanhando na integra as noticias… foram ouvido 33 testemunhas, e todos os depoimentos, um depoimento ta validando o outro… tem várias testemunhas que viram os cinco subindo juntos, tem 2 casais que ouviram os gritos de isabela… tem testemunhas (do andar de cima e de baixo) que ouviram a discursao deles pouco antes dela cair (logo, estavam TODOS em casa), agora com a testemunha chave que ouviu d e t a l h e do crime cometido pelo pai, quando , ele (o pai) ligou pra irma contando o que fez… e ainda tem gente que duvida que foi ele… talvez essas mesmas pessoas acreditem em papai noel e coelhinhos da pascoa…
    Nao eh o que achamos, eh o que mostra as testemunhas… elas estavam la… e ouviram tudo… so ele conta uma versao… e TODOS contam outra.. se ele morasse a mais tempo la ia ter gente dizendo que era um complo contra ele, pq ninguem gostava dele… como ele so havia se mudado a pouco tempo nao podem argumentar isso…
    No antigo endereco deles, os vizinhos contaram varias brigas entre eles… e que a madrasta morria de ciumes dele, inclusive com a filha…,
    Concordo tambem com a Norma (aqui do blog) quando ela fala como ele o pai tinha tanta certeza que haviam jogado a sua filha????? o intuito de um pai eh gritar dizendo que a menina caiu, nao que jogaram ela… outra, a menina ainda estava viva… testemunhas disseram que viram ela respirar… e o que o pai fez??? esperou o socorro chegar… ai eu pergunto pra qualquer pai ou mae aqui do blog… se fosse voce o que teria feito???? eu pelo menos nao ia pensar na “teoria da imobilizacao da coluna” eu ia pegar minha filha colocar no carro e correr pro hospital…

    Sinceramente… ainda tem gente que acredita que nao foram eles… pra voces eu so tenho a falar que… coelhinhos nao colocam ovos muito menos de chocolate!!!!!!

  41. Jéssica disse:

    Bom,nõ quero tomar conclusões preciiadas,mas axo que foram sim o pai e a madrasta da Isabela,tem mitas provas etbm,acho que ñ daria tempo de alguem entrar no prédo e matar a meninas enquanto ele buscava os outros filhos.E tbm acho que a mãe está muito queta….Só espero que a jstiça seja feita

  42. CEIÇA ROCHA disse:

    Eu queria que fosse respondido apenas umas perguntas: O pai da garota ficou na garagem do prédio, exatamente quanto tempo? Pelo que foi dito, ele deixou a filha desceu e foi ajudar a mulher a subir com as duas crianças que dormiam. Quanto tempo seria gasto para fazer esse percurso? E no Supermercado apenas um passeio sem compras, sabendo que estava sendo filmado? Por que não refazer o percurso da garagem até o apartamento, ida e volta? Penso que muitas questões viriam a tona, para um melhor entendimento. Não entendi o longo período dentro de uma garagem enquanto a filha pelo que consta no laudo do IML, foi torturada aproximadamente uns 40 minutos. Será que alguém poderia averiguar os questionamentos? Paz e harmonia à todos os lares!

  43. cristiana dias disse:

    nos comos pais e maes do brasil esperamos que seja feito justiça.

    porque isso e uma absurdo como mae penso e morrer antes .

    das minhas filhas e nao aceito isso como normal .

    no brasil tinha que ter pena de morte e ou prisao perpetua por que alguem como o pai da menina isabela e madastra dela nao poderiam numca mais sair para rua sao dois mostro e se fizera mpara propria filha imagina para com so filhos das outras pessoas se uma tipo de pessoas detas fazem algo para uma filha minha mando acabar com vida deles

  44. Mirian disse:

    Eu não consigo entender como a mãe está tão calma, tenho uma filha, e se algo acontece com ela, eu ciro uma leoa. Pode ser quem for eu parto pra cima.É estranho ver a frieza da mãe, ou a ficha dela ainda não caiu, o que acho difícil, perder um filho é uma dor enorme. Espero também que não tenham sido o pai e a madrastra, pois seria muita crueldade, fazer isso com uma criança inocente, além da minha filha tenho também um enteado, e jamais faria uma barbárie dessas, com quem quer que seja.
    Espero que solucionem logo este mistério e espero justiça.

  45. Juliane disse:

    Tb acho que essa mãe está muito estranha…o discurso dela parece ser feito… tenho filhos e nunca aceitaria na tranquilidade dela os fatos… Até comemorar o aniversário uma semana depois da morte da filha!!! Isso é absurdo.

  46. Ana Maria disse:

    Estou muito triste , em saber que certas crueldades com crianças ainda podem acontecer. Eu sempre acreditei ,que o porto seguro dos filhos , é ao lado dos PAIS , se a policia confirmar o que todos desconfiam ,podemos ter certeza que realmente estamos no final dos tempos .

  47. Cristina disse:

    MEU DEUS, QUE MUNDO É ESSE NÃO É MESMO?

    NA HIPÓTESE DO PAI E A MADRASTA TEREM MATADO A MENINA: VALHA ME DEUS!
    NA FRIEZA COM QUE A MÃE SE COMPORTA: QUE MÃE DIFERENTE DAS OUTRAS!

    SEI NÃO, VAMOS TODOS TORCER PARA QUE A POLÍCIA ENCONTRE PROVAS DETERMINANTES PARA APONTAR O CRIMINOSO DESTE CASO, PQ TUDO ESTÁ MUITO ESQUIIIIIIIIIIIISSSSSSSSSSSSSITO!!!!!!!

  48. aparecida medeiros disse:

    tomara que isso tudo não vire em pizza!!!! Tbm acho estranho a frieza da mãe de Isabela , acho que foi ela ou a madastra……….. espero que descubram!!

  49. meri disse:

    Muita gente acha estranho o comportamento da mae, quando coloquei no orkut que ela deveria estar triste, e preocupada em saber quem matou a filha e nao rindo a toda hr como se nada tivesse acontecido .e que como ela estava mais conhecida que nota de 1 real , me responderam que ela era espirita e que por conta disso ela estava tranquila. que por outro lado se fosse eu e mais milhoes de mulheres que por perderem filhos estariam tentando descobrir quem seria o assassino. Agora será que alguem quetionou sobre o namorado dela ? Será que a criança nao atrapalharia algum plano do casalzinho? Estas são algumas das perguntas que muitos brasileiros estao fazendo . Mas espero que a policia descobra e que mande pra cadeia para que nunca saia .

  50. Michele D. S. disse:

    CIÚMES DE CRIANÇA É NORMAL, ATÉ MESMO ENTRE IRMÃOS DE SANGUE. CRIANÇA EMBURRADA TAMBÉM É NORMAL. TODO MUNDO SABE(QUEM TEM CRIANÇA EM CASA ) QUE LEVAR TRÊS PEQUENOS AO SUPERMERCADO NÃO É FÁCIL E QUE SE A MADRASTA TIVESSE PROBLEMAS COM A GAROTINHA DEIXARIA A IDA AO MERCADO PARA UM OUTRO DIA OU HORÁRIO. ACREDITO SIM NA IPÓTESE DA MÃE SER A CULPADA. QUAL MÃE QUE AO VER SUA FILHA BEM TRATADA PELA MADRASTA, COM UM QUARTO SÓ SEU E SENDO TRATADA COM MAIS UM INTEGRANTE DA FAMÍLIA NÃO SENTE UMA PONTINHA DE CIÚMES? A MAIORIA É CLARO NÃO MANIFESTA DESTA FORMA COM VIMOS, MAS SE ESTA MÃE FOI TROCADA POR OUTRA QUE LEVA SEU MARIDO E AGORA ESTA LEVANDO SUA FILHA TAMBÉM, TENTA É CLARO ELIMINAR A ÚNICA COISA QUE OS UNE.
    É SOMENTE UMA OPINIÃO DE MINHA PARTE, ACHO QUE TANTO A MÃE COMO O PEDREIRO DEVEM SER INVESTIGADOS PARA QUE NÃO ACONTEÇA COMO NO CASO DA ESCOLA INFANTIL BASE.

  51. Aline disse:

    Acho que a mae esta muito tranquila
    meu Deus que tipo que tranquilidade é essa
    acho que poderiam fazer uma sessao de psicografia
    pra saber, tem casos que foram aceitos pra desvendar.

  52. lizete disse:

    foi o pai.

  53. Nelma Romualdo Gomes disse:

    Eu nao to aqui para julgar ninguem, Deus me livre quem sou eu! Foi um crime barbaro eu sei! tenho 2 filhos e uma neta e peço sempre a Deus nas minhas oraçoes para proteger de todos os perigos nessa vida. Se forem os pais que paguem pelo o crime. Mas o que mais me INTRIGA e a frieza da mae biologica, sempre sorrindo diante das câmaras principalmente no dia do aniversario e missa de 7º dia… sempre com um sorriso nos labios, muita frieza para uma mae que acabou de perder uma filha tao tragica. Me coloquei no lugar dela e me vi desesperada e sem consolo. Sei que com o tempo Deus ia me conformando aos pouco, as coisas de Deus é muitoperfeito. Nao me conformo com a frieza da mae biologica. Desde o acontecido nao deixo de acompanhar as noticias principalmente na RECORD que é o mais completo e aproveitando parabenizo pela a total corbertura sobre o caso Isabella. E que Deus me perdoe se estou ERRADA sobre a mae biologica nao achei normal aquele sorriso sempre. Que o nosso anjinhoIsabella descanse em paz nos braços de Deus. Nelma Romualdo Gomes. Crato-Ceará. Fik com Deus.

  54. Emilson disse:

    Alguns comentários:

    1 – Não se pode afirmar que o casal e a menina estavam “felizes” somente olhando o vídeo do supermercado, muito menos que eram uma “família feliz”. Gente, vamos parar de imaginar coisas onde não existe. Aquele vídeo mostra poucos segundos da vida do casal, como é que se pode concluir alguma coisa desse tipo? Sequer aparecem sorrisos nos rostos das pessoas ali. É só um pequeno momento!
    2 – Fotos também são momentos. Pequenos momentos. Gente, em foto quase todo mundo sai sorrindo, será que nunca repararam nisso? O fato do pai e da madrasta aparecerem sorrindo nas fotos e abraçados com a Isabela não demonstra absolutamente nada de mais. É fato irrelevante para a polícia.
    3 – Qualquer pai ou madrasta normal, que acabou de saber que a filha foi assassinada, ficaria indignado, ficaria revoltado, falaria com a imprensa, não teria medo algum de falar, sendo ele inocente. Contaria detalhes do que ocorreu, não se omitiria. Não precisaria de advogados num primeiro momento. E aí vem outro ponto.
    4 – Uma providência bem rápida que os dois tomaram foi chamar advogados, bons advogados para os defenderem e falar por eles. Nenhum dos dois sequer falou com a imprensa. Medo de se comprometerem, obviamente. E porque alguém tem medo, se é inocente? A reação dos dois não foi normal, para pessoas inocentes. Quem é inocente não teme nada, tem a consciência tranquila. O que mais me admira é que a precoupação foi maior com as consequências que poderiam ocorrer com eles do que com a elucidação do caso.

    Diante disso e de muitos outros detalhes que acompanhei nos telejornais, vou registrar aqui, a minha hipótese sobre o que ocorreu e, inclusive, sobre o motivo que levou à esse crime barbáro. Eu tenho alguma convicção de que está hipótese é verdadeira.

    Existe um desafeto claro entre a madrasta e a mãe de Isabela. A mãe não toca no nome da madrasta. A madrasta não falava com a mãe e tinha muitos ciúmes dela, por conta do envolvimento do pai de Isabela com a mãe. Assim, existia uma cobrança muito grande por parte da madrasta em cima do pai, para que essa situação acabasse e para que eles vivessem somente com os dois filhos do atual casal. Essa situação chegou ao extremo ponto no qual a madrasta deu um ultimato no pai de Isabela, dizendo que ele deveria matá-la para que então pudessem ser “felizes” sozinhos.

    Então, o que ocorreu foi que a ida ao apartamento naquela noite resultou na efetivação do crime, que foi devidamente acobertado pela madrasta, até com uma eventual participação de fato. Perguntam: “como um pai pode fazer isso com uma filha?”. Infelizmente, existem pessoas egoístas e fracas que podem chegar à esse ponto. Não é comum, mas existem. E neste caso apareceu mais uma delas.

    A minha indignação é porque agora este casal tem os melhores advogados em sua defesa e existe a possibilidade do caso não ficar resolvido, como já aconteceram outras vezes no Brasil. Exigem-se provas demais, não há confissão, paga-se para arquivar o caso, etc. É possível até que façam o casal de vítima, mostrando como estão sofrendo na cadeia, como estão abatidos, como choram, etc. As pessoas vão se comover e se esquecer que uma criança de 5 anos, linda , alegre e com uma vida pela frente, morreu de forma extremamente covarde, espancada, asfixiada, SEM ENTENDER PORQUE ESTAVA SENDO AGREDIDA E ASSASSINADA.

    À todos que estão se comovendo com o casal, peço-lhes que se coloquem no lugar dessa menina, tentem se enxergar na cena do crime, no lugar dessa menina. Não se esqueçam disso.

  55. Este crime é caracteristico de crime praticado por madrasta malvada, pois venjam só, a menina pedria ser um impecilio para a boa convivencia do casal, e para ficar livre da menina, a madrasta, pode ter subido primeiro no edifício levando a menina consigo, e la praticara o crime estando esta com TPM, para não ser responsabilizado pela mãe da criaça, o pai resolveu incobrir o crime deixando transparecer um homicidio praticado por estranho.
    Uma coisa é certa, sozinha Isabella não pulou do edificio.

  56. Aline disse:

    Honestamente, a mae está muito tranquila para o meu gosto, sem contar que estava pertíssimo da casa do pai da menina. Acho que deveriam investigar a ela tb.

  57. Não importa! disse:

    Minha nossa!!
    Quanta besteira que esse pessoal aqui fala! Namorado da mãe? A mãe? Gente, isso aqui é assunto sério! Ninguém tem que ficar acusando ninguém, até porque não se sabe realmente o que aconteceu! Esperem para ver o resultado das investigações! Não dá pra dizer que foi fulano, ciclano, beltrano. Isso não é novela, é realidade! E os culpados vão aparecer, não existe crime perfeito!

  58. ... disse:

    Muitas fragmentos da verdade … o crime comecou a ocorrer na cozinha e terminou no quarto. Isabella teve a cabeca cortada por um objeto, jogada o chao onde quebrou o pulso, foi espancada e chorava muito e entao foi sufocada para ficar quieta, onde o Sr Nardoni e mulher tiveram a ideia de joga-la do predio para simular uma queda do apartamento causada por algum estranho e entao vemos este fim tragico. Pobre cabeca dos outros filhos que assitiram a isto !!!

  59. veroca disse:

    Neste momento lamentável,em que já sou avó.com uma herança bendita de filhas e netos, talvez nem se descubra quem cometeu esta calamidade,mas DEUS,sabe………..
    O que perigoso é a mídia,que para que seja sensacionalismo,falam de tudo,viram
    de ponta cabeça,para ver se cai algo!!!!!
    Por isso é muito importante termos DEUS,sermos evangèlicos,porque existe um
    temor,temor a DEUS.Onde somos acampados no esconderrijo do senhor todos os dias.Amar a DEUS sobrê todas as coisas.!!!!!!!

  60. Jacqueline Nogueira disse:

    Tenho um filho de doze anos e acredito se tivesse acontecido isso com ele, estaria quase louca. Apesar de ser evangélica, habito em um corpo. Na minha opinião, todos devem ser investigados . Mas, Deus sabe quem foi o assassino pois, para Ele nada está em oculto e tudo há de ser revelado com certeza absoluta.Sua justiça não falha!Deixo uma parte do salmo 139 para vocês :” Senhor tu me sondas e me conheces.Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar, e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra me não chegou à lingua, e tu, Senhor já a conheces tôda.Tu me cercas por trás e por diante, e sobre mim pões a tua mão. Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado não o posso atingir. Para onde me ausentarei do teu Espírito ? para onde fugirei da tua face?”

  61. Mauricio Paulozzi disse:

    PRESTEM ATENÇÃO PESSOAL….. A CARA DA MADRASTA, PELA CARA ELA JÁ SE ENTREGA!!

    A ASSASSINA FOI ELA, E O CORNO DO MARIDO E PAI DE ISABELLA ESTÁ FAZENDO O PAPEL DO MARIDÃO BONZINHO E DEFENDENDO A VAGABUNDA.

    MAS A POLICIA VAI CHEGAR A VERDADE E VOCÊS VÃO FICAR ESTARRECIDOS COM A VERDADE.

    O INCRÍVEL É UM TIME DE ADVOGADOS DESSE, SEREM TÃO INSENSÍVEIS A PONTO DE PEGAREM UMA CAUSA PERDIDA DESSAS E POR OUTRO LADO TÃO CRIMINOSA. CREIO EU QUE SE FOSSEM ADVOGADOS HONESTOS E DE BOM SENSO JAMAIS ATUARIAM NISSO.

    POIS TODOD SABEMOS QUE O CRIME FOI CONFESSADO PARA QUE OS ADVOGADOS POSSAM ELABORAR A DEFESA NÉ, PRÁ MIM É INESCRUPULOSO!!!!

    COMO NÃO EXISTE CRIME PERFEITO, ESSE CASAL DE ASSASSINOS IRÃO PEGAR NA CADEIA POR ISSO.

    É O QUE TODA A SOCIEDADE ESPERA.

  62. Amanda disse:

    nossa..isso é um mistério..mesmo..começando pelo comportamento da mãe dessa menina..tão tranquila e calma..

  63. Gabriel Sadoco disse:

    Não acho que existam mais coisas que a justiça tentou esconder, do que existem coisas que a mídia tentou explorar.
    Enquanto a gente fica aqui todo emotivo por causa dessa barbaridade, as emissoras só estão pensando nas suas audiencias e como lucrar com elas. Sabem que para manterem essas audiencias, tem que nos manter pensando da forma que é mais útil pra eles. Com essa indignação adquirida, e expectativa de justiça.
    precisamos parar de ser o gado da mídia.
    abraços
    Gabriel

  64. tristeza.... disse:

    Gente, vamos pela lógica…
    opção 1:
    O Alexandre não precisaria se apoiar na cama para jogar a menina, diferentemente da madrasta…
    Ele diz ter visto uma pessoa de preto jogar a menina….qual era a cor da blusa da madrasta??? PRETA.
    Ele disse isto da blusa preta que era pra ser igual caso alguém tivesse visto o ato tb de outro prédio.
    Como deu na tv o estudo das letras de alexandre e ana…ela é a mentora entre os dois…
    Então vamos lá.
    O pai em um momento de raiva da menina, bate na mesma e a machuca (corte na testa), quando a menina começa a chorar e diz que quer ir embora e que vai contar tudo pra mãe ele segura em seu pescoço pra faze-la calar…neste momento por ele ter força desmaia a menina.
    Neste momento pensa que matou a menina então a madrasta mentora pega a menina no colo e da a ideia de joga-la pela janela para criar tudo aquilo que já ouvimos.

    Tenho um bb de 9 meses e se algo acontece com ele 1º vou buscar ajuda e depois ligo para meus parentes….ao chegar proximo do meu filho ali machucado vou sentar ao lado, beijar, abraçar, pedir ajuda, chorar….o que nao foi o caso.
    Simplesmente eles ligaram 1 pro advogado e em nenhum momento pediram ajuda a policia ou aos bombeiros…

    Peço a Deus que não tenha sido nenhum dos dois…
    Tb peço as autoridades que coloquem a PENA DE MORTE no Brasil.
    Moro em comunidade e lá a pena de morte e válida e respeitada pq ela não é colocada a todos tb, como em outros Países…

    Espero que seja feita a justiça.

  65. tristeza.... disse:

    opção 2:

    A mãe da isabela calma, linda e sorridente após perder a filha de forma tão cruel…
    Ela mesmo disse que estava próxima da casa de alexandre…o que ela fazia lá, aonde estava, com quem, ela mora perto da casa de alexandre ?????????????????
    Perguntas sem respostas…

  66. JO SANTOS disse:

    Eu acho que eles tem muita grana mesmo, e este crime já vai ser um crime perfeito sem suspeito, este é o nosso Brasil… estou muito indignada com tudo isso.

  67. mauro disse:

    Eu acho que embora não se possa afirmar quem foi o culpado, é de se esperar que o pai ou a madrasta falassem sobre o ocorrido e não se escondessem com a proteção de advogados, desde o início! O que o pai falou está muito confuso! mas pessoalmente acho que foi o casal ou um deles! alguém de fora para cometer um crime dessa natureza nesse curto intervalo de tempo é pouco provável e teria de ter muito ódio do casal ou de umdeles. e como passaria entraria no apto sem ser notado! Quanto ao comportamento da mãe pode até ser incomum! mas quem não viu várias pessoas em alguns momentos ficarem em estado de choque e mais na frente se depararem com a dor da perda!Mas vamos esperar, poisnão temoso direito de prejulgar e condenar ninguém antecipadamente!

  68. regininha disse:

    infelismente vivemos no pais de desigualdades socias fortes …onde a justiça se cala rápido e se corrompe mai sfacilemente ainda ..nao adinata perdermos nosso precioso tempo debatendo o que ja esta esclarecido desde o inicio infelismente que saiu perdendo so foi uma criança de 5 anos …pq os que a rodeio sairão ileso dessa tregédia mais uma vez se a mãe que éra pra ser a mais interessada esta conformada entao o resto é bobeira nossa .abraços

  69. Mell disse:

    Muito bom post… Espero que saia logo o resultado da investigação e que os verdadeiros culpados paguem pela atrocidade que cometeram…

    http://curiosidadesnanet.wordpress.com/

  70. Paulo Freitas disse:

    Pelo o que eu já li sobre o crime, a impressão é que o homicidio foi praticado por uma mulher, pois mesmo uma mulher com pouca força consegue asfixiar uma criança.
    Outra coisa, um homem não vai procurar uma tesoura para cortar a tela, pois o homem sempre procura uma faca ou algo que possa usar dando golpes, perfurantes ou contundentes.
    Quanto a atirar uma criança pela janela, pelos pés ou agarrando pela cintura, uma mulher frágil, estando com ódio ou enloquecida poderá fazer isso facilmente.(já levei uma mordida de uma doente mental, idosa, que tinha metade de meu peso.Ela conseguiu puxar a minha mão até a sua boca).

  71. Elisa disse:

    Çomo brasileira sinto-me envergonhada com a justiça do nosso país, pois se este caso se tratasse de pessoas com baixo poder aquisitivo, a situação era outra – sem dúvida. Ou quem não se lembra de uma mulher que passou mais de um mês presa porque roubou um pacote de manteiga do mercadinho – que seria para a comida dos seus filhos?
    Então cada vez mais me pergunto – como Cazuza: que país é este??
    Estou indignada!
    Só peço a Deus que abençoe a mãe da Isabela.

  72. Lua Soares disse:

    O meu ponto de vista é que o pai e a madrasta naquela noite poderiam ter perdido o controle e de repente fizeram o que fizeram e só depois se deram conta da crueldade que fizeram com a menina. Sei lá, o ser humano ás vezes parece ser irracional e acho estranho os fatos, pois o que foi divulgado sobre a personalidade de cada um é muito estranho, uma madrasta ciumenta, uma mãe sorridente que não chora e um pai que não tenta socorrer a própria filha ao vê-la jogada da janela do sexto andar.
    MUITO ESTRANHO!!!!

  73. Bruno disse:

    que crime mais cri=uel como uma pessoa mata um anjo da quele
    essa e uma pessoa fria na minha opinião umamenina que ñ fez mal a niguen
    so se ela ferio com um soriso ou com um beijo essa e a meu comentario

  74. isabela de freitas disse:

    Oque eu querodescobrir quem matou a issabela so isso mais nada

  75. isabela disse:

    essa menina e linda. Ela e uma criança. POR QUE MATOU A MENINA DE 5 ANOS?
    SA ISSO ELA E LINDAAAAAAAAAAAAA

  76. isabela disse:

    QUEM FES ESSE CRIME CRUEL?

  77. isabela disse:

    EU SO QUERO SABER QUEM MATOU ESSA MENINA

  78. suely disse:

    SINTO COMO SE A ISABELLA FOSSE MINHA, TO SOFRENDO E AGUARDANDO URGENTE UMA RESOLUÇÃO DESSA BARBARIDADE.QUEM QUER Q SEJA FORAM MUITO CRUEIS.TA DOENDO EM MIM.

  79. Lana disse:

    Diante de um crime tão cruel ainda tem pessoas que ficam levantando hipóteses e acusando uma mãe de ser a provável autora do crime. Se as pessoas prestassem mais atenção nos fatos e nas provas, veria um Ilustre representante do Ministério Público indignado com a concessão de um habeas corpus, já que as provas periciais e as testemunhais praticamente apontam os autores do crime e muito me admira a postura adotada pelo consultor juridico diz uma contradição atrás da outra, inventa uma história povoada de fantasias a cerca de um crime grave o qual envolve a própria filha e sua esposa, uma estudante de Direito que desde o seu ingresso em uma faculdade de Direito tem o dever ético de defender os principios do Direito e da Justiça, colocando a verdade acima de tudo de forma a não se proteger e sim a justiça dos homens. O que se vê é mentiras, é contradições e principalmente o protecionismo da lei, mas não é de se admirar, já que nossos códigos Penal e Processual, protege o Patrimônio e não a pessoa humana, promulgados durante um Estado de Direito Social pelo então Presidente Getúlio Vargas que apoiava os desmandos de Hitler e naquele momento politico não poderia surgir uma lei penal tão vil e medíocre que não protege a pessoa e sim os bens, sem levar em consideração o bem maior : A VIDA …. Vida que perdeu Isabella e tantas outras crianças vitimas de barbaridades. Não é fácil aceitar que pais e pessoas intimas sejam capazes de machucar, ferir e matar pobres e frágeis crianças pelos motivos mais vis, deveria a sociedade buscar melhorar um pouquinho nosso país a começar por exigir uma reforma penal que entre outras tantas puna severamente crimes barbáros e violentos. O autor deste crime ainda que condenado ficará preso por pouquissimos meses, pois temos as atenuantes, o livramento condicional e toda aquele subtefúrgios criados pela lei penal. Tivesse aqui uma corte popular nos moldes da corte americana para condenar à pena de morte crimes bárbaros e muitos pensariam duas vezes antes de tirar uma vida. A escritoria Glória Perez movimentou-se e conseguiu que a lei tachasse como crime hediondo os homicidios bárbáros e violentos . Maria da penha na sua luta para proteger sua vida conseguiu o advento da Lei Maria da Penha, que pune crimes domésticos e contra a mulher e quem irá lutar para punir severamente os crimes praticados nos moldes do de Isabella? Será que os senhores legisladores não percebem que nós precisamos de um Código Penal que seja realmente punitivo? Não percebem pq uma mudança na legislação poderia punir os próprios legisladores, a lei puniria uma clase considerada inimputável. Sinto muito pela mãe de Isabella e sinto muito por todas as mães que se sentem afrontadas por este crime vil e sinto mais ainda por nós que somos vitimas das nossas próprias leis que em nada nos protege e sim motiva pessoas a cometerem crimes na certeza da impunibilidade da lei. Que álém deste mundo desigualdades em que vivemos, possa existir outro melhor, mais justo e que Isabella esteja agora protegida pelas asas brancas de um anjo.

  80. Xeltr disse:

    O pai viu o assassino. Eram 2. Foi vingaca, disseram q esta era a primeira vitima, a primeira filha. Chantagem sobre assuntos relacionados com o Pai dele. Advogado tributarista de uma grande empresa bixo, este sim eh um mundo fetido e hostil. A nova mafia mata filhos e esposas.
    A discussao foi geral. Todos subiram ao apartamento juntos. Todos viram os verdadeiros assassinos. Se contarem o que sabe perderam os outros flhos. O Pai de Nardoni tem muita $$$. O Pai de NArdoni estah se sentindo culpado.
    Talvez seja esta a historia fantasiosa que o delegado disse ter houvido.

    Os assassinos fugiram pelos fundos, pelo sobrado. Entraram lah esperando a familia. Dai a ligacao antes pro pai dele. Avisando em 29 segundos: Pai, ELES vieam aqui e mataram a Isabela, Pai eles mataram a Isabela. Toma cuidado Pai.

    Segunda Ligacao: Pai de Ana Carolina: Pai cuidado, mataram a Isa, foram ELES, toma cuidado PAI.

    Terceira Ligacao: Irma de Alexandre: Irma, mataram minha filha, vc pde ser a proxima. Toma cuidado e vem pra casa rapido….

    Suposicoes devem ser levantadas e eliminadas. Soh uma suposicao restarah.

  81. Ltr disse:

    O pai viu o assassino. Eram 2. Foi vingaca, disseram q esta era a primeira vitima, a primeira filha. Chantagem sobre assuntos relacionados com o Pai dele. Advogado tributarista de uma grande empresa bixo, este sim eh um mundo fetido e hostil. A nova mafia mata filhos e esposas.
    A discussao foi geral. Todos subiram ao apartamento juntos. Todos viram os verdadeiros assassinos. Se contarem o que sabe perderam os outros flhos. O Pai de Nardoni tem muita $$$. O Pai de NArdoni estah se sentindo culpado.
    Talvez seja esta a historia fantasiosa que o delegado disse ter houvido.

    Os assassinos fugiram pelos fundos, pelo sobrado. Entraram lah esperando a familia. Dai a ligacao antes pro pai dele. Avisando em 29 segundos: Pai, ELES vieam aqui e mataram a Isabela, Pai eles mataram a Isabela. Toma cuidado Pai.

    Segunda Ligacao: Pai de Ana Carolina: Pai cuidado, mataram a Isa, foram ELES, toma cuidado PAI.

    Terceira Ligacao: Irma de Alexandre: Irma, mataram minha filha, vc pde ser a proxima. Toma cuidado e vem pra casa rapido….

    Suposicoes devem ser levantadas e eliminadas. Soh uma suposicao restarah.

  82. Karla disse:

    Gente a questão é: Alguem ja se colocou no lugar do pai dessa menina??? Alguém ja passou por algum fato parecido com isso para “julgar” o pai e a esposa ??? É muito fácil julgar, porém ninguém leva em consideração a confusão mental ao ter uma noticias dessas?? Talvez seja por isso que o pai da pequena Isabella não saiba bem ao certo o que aconteceu, é fração se segundos!!!! A comparação pode ser banal, mas quem ja sofreu um acidente de carro muitas vezes não sabe, nem ao menos o que aconteceu.
    Acredito sim, que deve-se achar o culpado dessa brutalidade, mas não só dessa, mas de tantas outras que acontessem em nosso país e ninguém fica sabendo.
    A única pessoa que realmente sabe o que aconteceu foi a pequena Isabella, que infelizmente não pode falar!!!!
    Acredito que a única coisa que todos nós devessemos fazer é rezar para todos dessa familia e principalmente para a pequena Isabella, pois nessa hora o que TODOS mais precisam é de PAZ!!!

  83. Grafite disse:

    Horror! Tristeza! Crueldade e covardia sem limites!
    Não quero dar interesse assim como a mim não importa quem fez, quem é o mentor, nem quem escondeu algo neste crime. O que importa é que a Isabella esteja em paz. Esteja em Luz. Esteja livre dessa maldadade toda que a rodeou.
    Para mim o mais importante é a paz desta criança!
    Que Deus a Tenha, Amém!

  84. giselia vargas disse:

    gente eu estou taõ chocada com tudo isso ,mas tenho certeza que tem algumas coisas que não esta se encaixando nesses fatos ,um deles, não sacudirem a menina para tentarem reanimala ,se isso aconteçe com minha filha pequena eu tentaria salvala e pegaria no colo e pediria socorro ,não ficaria ali olhando para ela ,e não ficaria a sorrir para os reporter ,eu ia clamar por justiça ,sabe a minha opinião é essa forão os tres culpados ,isso é o que eu penso não estou afirmando nada ,mas acho que os tres brigarão e a mãe de isabela foi embora e os dois começarão a discutir e a madrasta estrangulou e o pai viu que não tinha ,mais o que fazer ajudou amadrasta a atirar a filha la decima ,para simular sabe -se la o que ,porque eles não moverão nada para tentar resgatar a vida dela ,porque ja sabia que ela iria morrer e isso tivese acontecido comigo eu iria clamar por justiça iria a tudos os meios de comunicação para gritar por justiça ……

  85. cleverton disse:

    Eu acho que foran eles mesmo que mataram a menina mas a nossa justiça é muito lenta para resolver esse caso com isso os dias vão pasando e os culpados vão ficando impune por isso eu pesso que a policia seja mais agil nesse caso e apure os fatos mais rapido posivel

  86. Guerreiro disse:

    Todos os indícios indicam pela autoria do crime: O pai e a Madrasta. Principalmente pelo comportamento deles. Os advogados também contribuem quando vão a imprensa falar sobre o caso. Você percebe nos seus semblantes que só estão esperando as investigações terminarem para traçar uma estratégia de defesa para tentar salvar a pele dos acusado. Tenho um palpite: Tanto o pai quanto a madastra não vão confessar o crime, do qual a pena seria mais branda. Se insistissem na negativa do crime. poderão pegar uma pena bem maior pois se tatar de um crime que comoveu o mundo comparado ao da menina Madeleine. E não há indícios de haver um terceira pessoa, exceto a mãe biológica suspeita. Se confessam, 1º – todo o trabalho da desfesa iria para o ralo do esgoto, 2º O pai não irira contrariar o avô que é advogado. Então, só nos resta agora torcer para que os fatos falem por si…..

  87. Rachel disse:

    Questão que merece ser investigada: depois que soube do acontecido e foi ao jardim, a madrasta estava com os filhos ou também os deixou em casa (repetindo o suposto erro do pai)? Porque, na possibilidade de haver um assassino no prédio, nenhuma mãe desgrudaria de seus filhos, certo? Acho que isso já diria muita coisa.

  88. Marli Fontes disse:

    eu, estou muito preoupada, com a conclusão deste caso.Primeiro, a imprensa informa, toda a hora noticias, a respeiro do caso.Se naõ tem outro suspeito, porque liberaro casal. É

  89. Marli Fontes disse:

    È muito pratico pegarmos uma biblia, e colocarmos na nossa cama, abraçarmos, ou qualquer maneira de demonstramos a nossa fé, não podemos esqueçer que podemos ,estar do lado da biblia, para pedir perdão, ou para que JESUS, esteja do nosso lado. Como foi divulgado a madrasta pegou a biblia(desculpe por estar em letras minusculas,mas só podemos colocar em maisculas quando o nosso coração está livre de culpa, para ela, não posso dizer que seja inocente) Se for ,peçamos
    para que JESUS nos perdoe, ou perdoe a ela e ao marido. Infelizmente de acordo com todas as evidencias pedir perdão para DEUS, seria o minimo que eles possam fazer. Só sem julgar, acho que embora, todas as evidencias apontam o casal , esperamos não acreditar nisso. Pedir perdão a DEUS, não siguinifica, não cumpir a pena determinada.
    Acreditamos na justiça, e sei que será feita. Esperamos que não seja mais um caso sem solução. (embora a justiça já tenha seu parecer. Esperamos também que as condiçoes finamceiras nunca prevaleçam. (Quando não se tem dinehiro todos somos ordinarios, quando se tem dineheiro, tdos somos o acaso da sociedade, que podemos pagar, temos toda a proteção necessária. Colocamos em evidencia o caso da menina que também foi jogada, ou não de um predio no Espirito Santo, op pai foi para cadeia, e todos os reporteres, tiveram acesso mao caso. Seria descriminação social, pois ele ja foi acusado, felizmente ela não morreu, mas a Isabela se estivrsse aqui teria contado a istória,infelizm,ente montasse um esquema para não mostrar o rosto do pai de Isabella.
    Se fosse alguem de minha familia, não estari me importando de mostrar o meu rosto, mais iria saber(se eu não tivesse nada a ver com isso)quem seria o monstro a fazer isso com minha filha. Que Deus nos perdoe por nossas colocações, Acreditamos que este caso seja resolvido. Acreditamos na policia

  90. jeni disse:

    Acho q está tudo muito obscuro.. mas o sangue no carro já foi descartado, no apto da irmã dele tbém, quero crer que tenha uma terceira pessoa envolvida… vamos esperar o laudo da pegada, ver se é sangue mesmo na roupa da madrasta; é preciso ter muita cautela como disse uns dos advogados do casal…o problema é que a imprensa cai como urubus em “carniça”, fazem até disputa de quem dá a notícia primeiro, virou bagunça e impulsionam o povo ao pré julgamento, antes mesmo de qualquer prova concreta contra os pais, é muita informação irresponsável, ouvem um “A” e já formam a frase que mais chama “atenção” nas capas de jornais, revistas, sites e etc… a imprensa pode levantar a moral de alguém, como pode destruir a imagem pra sempre de uma pessoa..já imaginaram na hipótese, que não é descartada, desse casal ser inocente?? com certeza , jamais será reparado isso na vida deles.. e se ficar comprovado com provas concretas e bem explícitas do envolvimento no crime, que seja feita a justiça, mas será difícil conseguir aceitar isso vindo de um pai, que pelo que nos foi mostrado era muito amoroso, atencioso e cuidadoso com a filha.. será realmente muito frustrante!! E a Isabella era um anjinho, e vai continuar sendo ao lado do nosso Deus!!Nem precisamos nos preocupar com a alma dela, pois era uma criança que demostrava toda inocência, e os inocentes fazem parte do reino!!

  91. andrea disse:

    eu acho dificil julgar sem ter provas concretas, porque é facil acusar é dificilé provar… eu particulamente não acredito na justiça brasileira, tenho visto muitas injustiças , o inocente vai pra cadeia, o culpado fica solto .
    infelismente éssa é a nossa justiça Brasileira….
    um recadinho importante … por favor achem os culpados pela morte desta inocente menina, não seja mais um caso absurdo sem solução…

  92. Torquatto disse:

    Creio que exista uma cumplicidade em relação à morte de Isabela Nardoni. Ou alguém de fora, contratado, pelo pai ou a madrasta. Píamente acredito que exista uma terceira pessoa. Muitos fatos estão obscuros. Desde o início, tenho visto muita calma com relação ao pai, muita calma em relação à madrasta, e também muita calma e serenidade em relação a mãe biológica. Acontece que, qualquer pai, madrasta ou mãe, ficariam socados com o fato acontecido, mas parece que este fato não causou nenhum ” choque ” em ninguém. A mãe biológica tem tido uma postura muito elegante, muito educada para o meu ver, inconcebível para um fato de tamanho vulto. Mesmo agora passados alguns dias, a performance desta mãe continua imbatível, como se fosse uma simples ocorrência em seu próprio veículo. O rosto sereno, sério do atual sogro de Alexandre após visitar a filha, um silêncio mordaz entre as famílias envolvidas. Tudo deixa a crer, ao meu ver, que duas pessoas não estão envolvidas, mas três! Resta agora à Justiça, a Polícia, a finalização deste caso, para que o mesmo não possa ser mais um nos anais da Justiça em arquivamento. Penso que quanto mais tempo a Justiça obtiver, mais claro ficará, inclusive, com a participação da 3ª pessoa.

  93. Emilson disse:

    Confessar eles não vão de forma alguma. Depois de contratarem bons advogados e serem muito bem instruídos por eles, agora é que eles não vão jogar a chance que tem de se safar neste país de injustiças.

    Tenho certeza de que várias evidências serão apresentadas contra o casal a partir dos laudos da perícia, que se somarão às várias evidências já apontadas por depoimentos e pela AUSÊNCIA COMPLETA de qualquer evidência que sugira um terceiro suspeito. Aliás, isto por si só já deveria ser suficiente para manter os dois presos. Vamos usar um raciocínio lógico: a Isabela foi assassinada; não há vestígio algum de uma terceira pessoa que possa ter cometido o crime (nenhuma testemunha afirmou ter visto alguém estranho; não foram encontrados sinais de arrombamento; marcas em muro; não escutaram ninguém estranho;etc.etc); logo, SÓ PODE ter sido o casal, ou um dos dois do casal, o que não faz diferença pois um já está, de fato, acobertando o outro.

  94. JUVENAL MALATESTA disse:

    Caso seguinte: neste caso, a verdade virá à tona. A estória de um terceira pessoa é fantasiosa, mas sem apoio nenhum em nada.ç Impressiona a frieza com que a familia Nardoni e a familia Jatobá “acreditam” na inocência de Alexandre e de Ana Carolina. Optaram por dar a morte de ISabella como fato irrwevfwerasiívwl w cuidE SOIA

  95. JUVENAL MALATESTA disse:

    Caso seguinte: neste caso, a verdade virá à tona. A estória de um terceira pessoa é fantasiosa, mas sem apoio nenhum em nada. Impressiona a frieza “técnica” (inclusive da irmã de Alexandre, mui bem coordenada e articulada) das familias Nardoni e Jatobá, “engolindo” as versões de inocência dos filhos A e AC. Optaram por dar a morte de Isabella como fato irreversível, sem retorno, e agir para proteger os eventuais reais autores, o eventual autor ou a eventual autora. Lembram do caso da rua Cuba? Os doutores Roberto e Celso Delmanto, irmãos de uma das vítimas, também optaram…Juvenal.

  96. Ivone Deoud disse:

    Sobre o Caso ISABELA, parece não restar dúvida de que o pai e a madrasta são os verdadeiros culpados.Tudo que foi apurado até agora leva a essa conclusão.Acho que tanto a Polícia como o Ministério Público não tem nenhuma dúvida a respeito. Só estão reunindo as provas necessárias ao indiciamento e à denúncia. Desde o primeiro momento, minha consciência e meus conhecimentos jurídicos me levam a esta triste conclusão.Que o dinheiro não sobreponha ao crime e que os culpados possam ser julgados e condenados por tamanha atrocidade.E o porteiro do prédio, onde está o depoimento dele? Será que ele não viu a “família Nardoni” cehgar e subir todos juntos?E a lógica do fato, onde está? Qual pai ou mesmo madrastra não vai defender seu filho de ataques de uma “terceira pessoa?”. Será que deixaram a Isabela, de propósito para outro matar. Que hipótese absurda. Eles mataram e simularam a queda para não serem suspeitos.Que outra pessoa é esta interessada em fazer tanta crueldade com uma pequena princesa? Que invenção mais absurda. E onde estava o pai e a madrasta na hora em que a tal terceira pessoa cometia o crime. Será que eles não estavam no9 apartamento para defender a criança?Todos os indícios levam ao casal como os assassinos. Estou perplexa com a demora na apuração. Me parece que o Promotor de Justiça é muito sensato e já tem certeza de quem cometeu o crime. Está só aguardando o inquerito para formalizar a denúncia do casal.Assim espero, assim acrdeito. Não creio em nenhuma hipótese contrária. É um crime bárbaro e quem cometeu deveria ser condenado à pena de morte.É possível que todos os familiares já saibam de tudo e ficam tentando passar uma imagem de família maravilhosa, unida, etc para suavizar a barbaridade. Me parece, também que lá não falta dinheiro. Quem não deve não teme. Porque já contrataram advogados (03) logo após o crime? Se fossem inocentes, falariam a verdade e não precisavam de advogados.Aí tem coisa pesada. Que a polícia resolva o mais ra´pido possível. Caso contrário, o dinheiro vai rolar solto e o assassinato ficará sem autoria!… ÊTA BRASIL de pouca vergonha!…

  97. Gilson Alves disse:

    Estou bastante chocado com que está acontecendo, como teriam coragem de fazer isso com uma criaça, como foi mostrado na reportagem antes do fato ocorrido com amenina Isabella, bom na minha opinião foi formado que os dois tem culpa na morte na Isabella, após a prisão temporária do casau que foi manuescrito duas cartas tentando se explicar o seus amores com a menina Isabella, foi percebido que as cartas não tinha meos e nenhem fim só inicio, do meio e fim as duas erá identica com mesmo assunto. Um acidente dessa proporsão os pais ficaram bem avontade ou seja se não tivesse alguma culpa não psicologicamente não conseguiriam descrever essas cartas não é!!!!

  98. ISA(LUANDA) disse:

    OLHA PESSOAL NÃO VAMOS DEIXAR QUE ABAFEM O CASO DA ISABELLA, SENDO QUE O PAI DE ALEXANDRE MERGULHA EM GRANDES MARES DE DINHEIRO PODE TENTAR ABAFAR O CASO.QUANTO A MÃE DA MENINA NÃO TEM PORQUE DAR O FIM NA PROPRIA FILHA QUE ELA AMAVA MUITO, A REAÇÃO DELA NA IMPRENSA É MUITO NORMAL PORQUE ISA ERA UMA MENINA MUITO ALEGRE (VENDO IMAGENS EM REPORTAGENS) E NÃO VAMOS POR A HIPÓTESE DA MÃE DE ISABELLA, CADA UM TEM A SUA MANEIRA DE EXPRESSAR A DOR.

    SENDO QUE O PAI DE ISA CONTOU 2 VERSÕES NA INVESTIGAÇÃO, QUAL SERA A VERDADE?
    1ª – DIZ QUE FOI COLOCAR A MENINA NA CAMA E QUE DEPOIS FOI POR OS OUTROS FILHOS TB NA CAMA.

    2ª DIZ QUE SUBIU COM ISA E DEIXOU-A NO APARTAMENTO JA A DORMIR E QUE FOI ATE A GARAGEM BUSCAR A MULHER E OS OUTROS FILHOS.

    A MINHA DUVIDA É PORQUE NAO SUBIRAM TODOS JUNTOS? SENDO QUE ISA JA TINHA 5 ANOS E PODERIA ANDAR ATE AO ELEVADOR E ALEXANDRE LEVARIA UM DOS MENINOS E CAROLINA OUTRO.

    QUANTO TEMPO ELE LEVOU PRA SUBIR COM O RESTO DA FAMILIA, QUE DEU TEMPO DA PESSOA QUE FEZ A CRUEL BARBARIDADE EM ISA?

    ALEXANDRE DEIXOU A PORTA DO APARTAMENTO ABERTA? E PORQ DEMORAR TANTO A SUBIR COM O RESTO DA FAMILIA? SERA QUE CAROLINA ESTAVA A FAZER TEMPO PRA ACONTECER O HORROR ATE PORQUE SE CALHAR FOI ELA QUEM MANDOU.

    CAROS INVESTIGADOR SE ESTÃO A PROCURA DO CULPADO, NA MINHA OPINIÃO O CASAL NAO DEVERIA TER CONTACTO NENHUM ATE APORAREM O CASO. NADA MAIS

  99. FRANCISCO DE PAULA disse:

    ANA ROSA MACHADO…EITA!!!!! ATÉ QUE ENFIM, EU PENSAVA QUE SOMENTE EU ESTIVESSE ATENTO A POSSIBILIDADE DE AVERIGUAÇAO MAIS CONTUNTENTE Ä MAE DA GAROTA… PODE ATE NAO TER NADA COM A COISA, MAS QUEM PERDE UM FILHO ENTRA EM DESESPERO, POR MAIS QUE O FILHO NAO QUIZESSE VÊ-LO TRISTE.

  100. na justiça daqui,eu nao acredito.mas na divina ,nunca falha.

  101. shirley disse:

    antonio augusto, para refletir…
    …A justiça divina foi decretada desde o dia da morte da pequena Isabella

  102. Maria disse:

    a policia tem certeza que foi a madrasta que matou a menina e o pai jogou na janela para culpar terceiros, meu DEUS, que homem fraco covarde porque não estrangulou a esposa e chamou a policia assim ele ficaria livre para cuidar dos ostros meninos, agora quero que ele e éla apodressão na cadeia, mais nesse pais sem lei para a classe media vamos esperar para ver

  103. Fabrícia disse:

    Eu concordo com o Luis Roberto Mengom que falou sobre o uso de cocaína da madrasta ou do pai . Eles são jovens e provavelmente estavam usando a droga ou tentando deixar de usar o que provoca a crise de abstinencia e consequentemente muita irritabilidade e agressão por parte dos drogados dependentes, porque a polícia não pensa no óbvio !!! a moça ou o pai são usuários de cocaína ou foram . ja trabalhei em serviço de auxílio a drogados e conheço bem as manifestações da abstinencia que podem inclusive levar a pessoa a agir de forma louca e totalmente fora da realidade , a maioria dos drogados agrediam os pais , namorados , queimavam fotos e jogavam dardos nas pessoas que mais amavam e quando perguntávamos a eles porque faziam isso simplesmente diziam que não sabiam porquê , dá vontade , eles falam . portanto é um ponto fortíssimo a ser considerado pela polícia . E se isso for verdade , vemos a que ponto a droga é capaz de matar , sem um pingo de amor ou respeito a inocencia de um anjo de Deus , uma menina de 5 anos , isso foi o que o mundo mostrou a existencia dela , isso foi o que ela aprendeu ao vir para aqui !!!!!!!!!!! por isso é que Jesus sempre dizia que este mundo não era o dele , aqui os anjos não tem vez. que DEUS tenha Isabella em seus braços neste momento e que apague dela todo e qualquer vestígio de lembrança desta vida desonrada que ela teve , ela só queria brincar , só queria ser criança , só queria acreditar que estava amada e segura , que seu pai a a mava e era seu heroi .

  104. Nena disse:

    SÓ ACREDITO NA JUSTIÇA DE DEUS

  105. eliana disse:

    Alexandre , lembra da sua princesinha ,a doce e pequenina Isabela,sexta é o aniversário dela e tenho certeza que haverá uma linda festa de amor onde ela está,e certamente estará sorridente , com aquele jeitinho especial que sua filha tem,e de lá estará te mandando um beijo de luz e amor.Nunca se esqueça disso.Parabéns Isabela você venceu.

  106. Jenny disse:

    nossa…essa historia é de chocar qualquer cidadao!!!
    Minha opiniao a respeito disso td é perguntar QUE PAI É ESSE??? que preferiu proteger (podemos dizer, uma “inha” qualquer) do que proteger sua propria filha, tao pequeninha, tao inocente… No momento em que ele visse q a madrasta estava asfixiando sua filha, pq ele nao agiu??????? pq ele nao a protegeu a cima d td??? QUE PAÍS É ESSE???
    como disse uma amiga ali em cima: eu acredito na justiça d DEUS… o julgamento final será doloroso para os dois, pode ate demorar, mais um dia eles vao sentir a maldade q fizeram com um anjinho de papai do céu…
    é isso ai….agora Isabella esta longe dessa imundice.. rodeada de anjinhos!!!

  107. Andre disse:

    É muito díficil emitir um opnião sensata sem ter acesso aos fatos reais, mas numa breve viagem na minha imaginação, me ocorreu que ao ver uma reportagem onde a imagem do quarto mostrou a cama logo abaixo da janela.
    1º – A própria menina, por curiosidade, não poderia ter pegado a tesoura, subido na cama para cortar a tela e olhar la para baixo, e tentar ver o pai?
    2º – Se esta não for a resposta correta, quem é que não pisaria na cama para ver o que aconteceu?” eu mesmo subiria para olhar pelo corte da tela… e só depois de constatar é que eu deceria correndo.
    3º – Se o pai subiu e deixou a menina, desceu. E subiu com a família. Quando ele viu o “ladrão”? e porque só ele viu? e a esposa e os filhos?
    4º – E se o ladrão for um visinho oportunista? e como a Isabela viu, poderia identificá-lo decidiu se livrar da testemunha.
    5º – A policia disse que não consegiu entrar em alguns aptos. porque estavam fechados “bom, se eu sou um assassino, certamente vou me trancar dentro do apto. e não vou nem acender a luz. pode espancar a porta. fico 5 dias sem seque sair”.

    Concordo que existe um monte de falhas para a minha e para outras explicações… mas devemos pensar em todas as hipóteses.

  108. Elô disse:

    Gostaria muito que os culpados não fossem pai, mãe, madrasta…é muito triste tudo isso…se não pudermos ter pai e mãe como porto seguro, vamos ter quem? Lamentável.

  109. Ana disse:

    Nós como mães….mães de verdade…..estamos nos sentindo tristes, estarrecidas com essa história que choca todo o país, pois, essa que se diz madrasta e mãe tb, não tem nenhuma capacidade de ser nem “parente” de algum. É um monstro na pele de cordeiro.
    Se realmente for verdade q. a madrasta fez isso junto com o pai…então eles merecem muitos e muitos anos de cadeia.
    Se aqui tivesse prisão perpétua..ainda seria de acordo.
    E é um perigo muito grande deixar os dois filhos com ela.
    Ainda bem q. temos Deus q. é por todos nós….

  110. Ana disse:

    Só tenho q dizer: Deus está olhando todas as atroscidades q. existem pelo mundo…e está foi mais uma delas…
    Ele não abandona os filhos dele…assim como a justiça virá dele.

  111. Márcia disse:

    Bom esta parecendo coisa de novela da globo!!! Tipo quem matou Odete Roitman??? Quem matou Lineu??? Quem matou a Thays???
    Cada um fazendo suas apostas, mas a verdade é que todos queriam mesmo saber???
    Quem matou Isabella ???

  112. grafite disse:

    A Maria, que escreveu no dia 16 de abril , disse exatamente o que eu faria…..aliás, faria pior…
    Fiquei feliz em ler alguém falar sobre o que também pensei.
    No mesmo dia 16 o André falou em várias hipóteses ; também penso nelas. Acho que quem é Pai, nesta hora tenta achar respostas outras que liberem a culpa do casal, pois não « queremos ter a certeza » de que sejam culpados, pois é racionalmente inadimissível.
    Penso também que além de intrigante é insensata esta enquete.
    Agora , o que eu sei mesmon mas mesmo mesmo, é que se fosqse um pobre qualquer, a globo não daria atenção, o Pai já estaria possivelmente morto n’uma cadeia, e a madrasta estaria na mão de « outros ». Duvido mesmo que algum parent tentasse defendê-los.
    O que este crime revela, é um interesse nítido da popuulação em saber se « a grana » vai apagar as evidências deste crime. Não vejo muitos comentários válidos, pois o interesse é simplesmente o de saber se : « a verdade trinunfará, ou os advogados são bons….. ??? »
    Ps. Vocês conhecem algum blog ou pagina no uol ou outro , que discuta sobre este caso 24/24, ? Eu moro em Antwerpen, na Bélgica e acompanho bem este caso, mas quase não tenho com quem discutir, obrigado
    Grafite

  113. Mayla {LUTO} disse:

    Estou completamente revoltada com as injustiças que ocorrem neste nosso mundo!
    Leis que deveriam ser efetivamente executadas, onde as punições têm que ser mais rigidas e não são!
    Quando descobrirem quem matou a pequenina, aposto que os infelizes não vão ficar presos por muito tempo… tempo é dinheiro, e pra quem tem dinheiro, tudo se torna mais fácil, logo logo os assassinos vão presos, ficam no máximo uns 5 anos, e ja são libertados, com a maior cara de pau do mundo.
    A violência, deve ser tratada como uma doneça mental! Por que cometer tanta crueldade com pessoas tão inocentes? Isso é inaceitável! Chega de injustiça! Chega de violência! Estou cansada de ver tantas coisas erradas, é por isso que este país não via pra frente…
    Mas sei que existe a Lei de Causa e Efeito, as pessoas cometem coisas negativas e mal sabem, que vão pagar por tudo! Tim tim, por tim tim, portanto, vamos tomar cuidado com o que fazemos!!!

    Luto!

    Mayla Tauany
    Diadema
    17 anos

  114. cristina disse:

    NAO SEI SE CHAMA DE PAI OU DE UM ESTRANHO,SO SEI QUE A MADRASTA É UMA ESTRANHA.TANTA COVARDIA,TANTA RUINDADE,PESSOAS ESSAS QUE NEM CORACAO TEM.MERECEM FICAR PRESOS PARA O RESTO DA VIDA,SENTIR NA PELE A IGNORANCIA DA SOCIEADE,SENTIR A DOR DE QUE ESTAM ABONDONADOS.MAS ISSO É POUCO PRA ESTAS PESSOAS QUE NEM O NOME QUERO CITAR ME INCOMODA,IMAGINA A CONSCIENCIA DELES AH NAO TEM,E NEM SABEM O QUE É ISSO.TENHO DOS FILHOS SABER MAIS TARDE QUE SEUS PAIS MATARAM A IRMA.
    DEUS VAI SUPRIR A DOR DA MAE DE ISA,POR QUE ELE É ÚNICO E MISERICORDIOSO.E ESTE ANJO ESTÁ EM UM LUGAR LINDO ASSIM COMO ELA É.

  115. moi disse:

    pra mim, a mídia é um abutre.
    todos os dias, milhares de crianças morrem de fome e nada é feito.

    a menininha faleceu e a polícia esta fazendo a sua parte. garanto que a ultima coisa que a alma dela precisa é desse tormento que vocês todos causam à ela discutindo 24 horas por dia a forma horrível com a qual ela faleceu.

  116. adeniz disse:

    espero que a justiça seja feita,isso foi o cumulo dos cumulo! onde o ser humana esta chegando?
    esses assasinos tem que pagar por tudo que eles vizeram,eles não destruiu simplismente um ser humanao indefeso,eles destruiu o corção de todos nos brasileiros! creio eu que não existe explicação para tamanha convardia que ele fizeram! acredito na justiça do homem,mas vou esperar que a divina seja maior!!!
    queria que esses monstros apodresesse na cadeia.

  117. Kika disse:

    Isabella está festejando, no CÉU, junto aos anjinhos e a Deus, o seu 6º aninho. Que ele interceda ao Pai o perdão para o(s) seu(s) algozes, pois só ela e Deus, até agora, sabem quem foram ou quem foi.
    Aqui na terra só a justiça pode dizer sobre o culpado ou a culpada, já que que não há testemunha ocular, nem confissão, nem prova cabal de que tenha sido o pai ou a madrasta.
    Que Deus tenha misericórdia desta humanidade.

  118. BERTA disse:

    EU ACHO QUE A MAE NAO è FRIA NAO, ELA SIMPLISMENTE ESTA SENDO FORTE PRA LEVAR ESSE CASO PRA FRENTE PQ SE ELA SE DEIXAR LEVAR PELO DISESPERO PODERIA SER MAIS UM ASSASSINOS SOLTO E MAIS UM CRIME IMPUNE ,ACREDITO QUE DEPOIS QUE ACABAR ESSA HISTORIA ELA VAI DESABAR

  119. DIANA disse:

    FOI A MADRASTA QUEM MATOU E O PAI ESTÁ ACOBERTANDO ELA

  120. keila disse:

    Eu nao aguento mas tanta falta de proficionalimo da parte desse policia que ainda nao prendeu esses bandido.

  121. Silvana disse:

    Está bem claro no vídeo qd aparece o pai da menina após o que aconteceu com a própria filha, olhando friamente para ela que está no gramado. Qual pai que ao menos não pegaria sua filha nos braços e se lamentaria muito pelo que estava acontecendo??e os vizinhos que deram o depoimento, dizendo que mesmo com uma cena daquelas a madrasta estava gritando palavrões e maldizendo sobre a segurança do prédio, sendo que o mais importante naquele momento seria a integridade da criança? será que se fosse um de seus filhos sua reação seria a mesma???? Sabe o que realmente acho de tudo isso????Os dois são uns monstros, frios e cruéis e porque a justiça os proteje tanto??Seria pq tem dinheiro, sim pq se fosse pobre, já estariam na cadeia à muito tempo, é o que eles merecem!!!!Aqueles demônios em forma de gente.

  122. patricia silva disse:

    acho que alexandre e culpado sim,inocente nao cobre o rosto nao.

  123. patricia silva disse:

    sao todos culpados

  124. virginia disse:

    somos uruguayos y tambien estamos muy conmovidos con todo esto…
    lo que me gustaria mucho es poder conversar con la mama y no se como podria hacerlo.
    este caso llego a todos pero no se olviden que como isabella hay muchos casos y si cada uno de ellos fuese resulto como el de ella seria mucho mejor..

  125. maria da penha disse:

    o caso me deixou sem poder dormi ,sei que a menina izabela esta nos céus.
    nao adianta agora o ser humano ,se igualar oas ,bandidos so nos resta .orar para que tudo seja resouvido. e que os culpados paguem .na justiça dos homens .e que Deus tenha misericordia deles……..estou orando muito…….fiquem todos na paz que so Jesus pode nos ´da.

  126. MARCELO disse:

    Nesse caso tenho apenas dó da menina. Agora a imprenssa fica num sensacionalismo barato dizendo ter matérias com exclusividade, que cena do crime esta quase solicionada a todo segundo só falam do caso. O que não falam que pelas leis de nosso país quando um “suspeito” não é preso em flagrante, tem residencia fixa, é réu primário. Invariavelmente ele deve aguardar o julgamento em liberdade a não ser que tente fugir, senão quando acabar o inquerito vamos ver ele indo embora pra casa na boa. Ai vai a imprenssa falar que tem de mudar as leis mas só falam. O que eles querem é atrair nossa audiencia a qualquer custo, para mim são um bando de urubus

  127. Emilson disse:

    André, a menina NÃO CAIU. Isso já está mais do que provado.

    Cara, preste atenção:

    A menina foi espancada. A perícia identificou sangue no carro, no apartamento, na porta de entrada do apartamento, em uma toalha, em uma fralda. Preste atenção e imagine o que ocorreu: HAVIA SANGUE EM VÁRIAS PARTES DO CARRO! A menina nem foi espancanda NO APARTAMENTO, ela já chegou lá machucada. Ela saiu do carro machucada, cara. E depois, foi ESTRANGULADA pela madrasta, conforme mostram os laudos. Depois o pai jogou a menina pela janela.

    DÁ PRA VC ENTENDER ISSO?

    Eu só queria que as pessoas parassem de imaginar histórias mirabolantes e aceitassem o FATO de que o casal, por mais cruel que isso seja, MATOU a Isabela.

    E qual a reação deles depois disso tudo? Bom, veja se pelo menos isso vc consegue perceber sozinho.

  128. Emilson disse:

    O que mais me impressiona é alguém, no dia 16 de abril, escrever que acha que a menina caiu sozinha… francamente.

  129. ***Bomba*** disse:

    CASO RESOLVIDO. Parabéns a equipe da Polícia Civil (seccional Norte, 9º DP, DIPO e IC de São Paulo). A Polícia venceu usando a melhor arma disponível na SSP, a INTELIGÊNCIA E GERÊNCIA da investigação.
    Cabe agora ao MP oferecer a denuncia, a Justiça acatar e levar os culpados ao banco dos réus.

    Ao Dr. Marco Polo Levorin: Deixe a advocacia e vai fazer peneus garoto, vc é muito fraco.

  130. ***Bomba*** disse:

    retificando: PNEUS.

  131. flávia disse:

    Acredito que os pais são culpados, mas ainda há coisas obscuras nesse caso, e as provas, mesmos as periciais, são frágeis, portanto os mesmos devm ficar pouco tempo na prisão, quiçá nem sejam condenados!O ideal seria a polícia tentar uma confissão.

  132. DARCISO disse:

    TODOS OS ELEMENTOS INVESTIGATIVO E PERICIAIS QUE A POLICIA TEM JA É O BASTANTE PARA UM JULGAMENTO,TEM CERTEZA QUE NO CORPO DE JURADOS,JA CONDENARÍA O CASAL CULPADOS. QUE A DEFESA FAÇA O SEU PAPEL DE APRESENTAR A CONTRA-PROVA DO CONTRARIO.

  133. silvia disse:

    é evidente que foram esses dois monstros que mataram isabela, o que queremos é justiça, a ana jatobá é fria e mentirosa,respondendo a maioria das perguntascom: desconheço..

  134. carlos disse:

    nossa!, eu ja estou cansado de esperar quem matou essa garota, nem só eu,mas toda o brasil.
    quem matou a quela criança?
    cader ajustiça competente gente!!?
    ja está com esses dias todo é nada nossa!
    deveria ser no brasil viu!
    da impresão que estão incobrindo algo de alguém.
    queremos saber quem matou Isabella????????????????????

  135. keylla disse:

    quem serà que matou uma inocente? pq a matou? quem matou ela n tem coração è um mostro todos queremos justiça pela morte dessa pricesinha!!

  136. carlos disse:

    NOSSA! QUEREMOS SABER QUEM MATOU A QUELA CRIANÇA GENTE.
    CADER A JUSTIÇA COMPETENTE?
    O BRASIL ESTÁ A ESPERA, DA RESPOSTA.
    TINHA QUE SER NO BRASIL.
    DA IMPRESÃO QUE ESTÃO INCOBRINDO O CRIMINOSO, NOSSA!!!!!!!!!!
    NINGUÉM A GUENTA MAS ESTÁ HISTÓTIA, SEM RESPOSTA
    PARECE QUE QUERM DÁ IBOPE..
    NOSSA, QUEM MATOU?
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????

  137. adriana de souza disse:

    o Brasil quer justiça,como podem matar uma criança com tamanha crueldade.
    Queremos saber quem são os responsaveis por esse crime que chocou a todos.Justiça e o que todos querem.

  138. grafite disse:

    Por favor, alguém conhece um meio aqui no net para poder discutir sobre este caso com pessoas no Brasil. Assim como forums etc?
    Obrigado, Grafite

  139. Leví Inimá de Miranda disse:

    Independente do fato de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá serem culpados ou inocentes, com base em tudo quanto a imprensa tem divulgado, em diversas oportunidades apontei falhas, omissões e erronias nas perícias realizadas. Busquei contato com dois grandes nomes do jornalismo nacional, porém não encontrei acolhida à minha análise técnico-científica, simplesmente porque a imprensa ditou o pré-julgamente e já alinhava a condenação daquele casal – nenhum corpo de jurados será isento. Se tais erronias periciais – flagrantes a quem conhece a matéria com profundidade – não forem cientificamente contestadas e derrubadas, correremos o risco de que um casal, se culpado, seja condenado sem provas indiciárias corretas, ou, se inocente, que seja injustamente condenado por crime que não cometeu, com base nas falhas provas indiciárias. Causa-me espécie que tantos professores de medicina legal, que são famosos e festejados, não tenham se pronunciado diante de inúmeros absurdos científicos cometidos até agora.

  140. antonete lourenco da silva disse:

    JUSTICA,JUSTICA,JUSTICA,JUSTICA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!E
    CADEIA PARA ESSE ASSASSINO OU ASSASSINOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  141. Consa disse:

    Essa menina teve uma morte triste,acho que foram o pai e a madastra dela sim…o que estaum esperando pra enjaular esses 02 monstros?chegaaaaaaaaaaaa de investigaçãol,está mais do que vidente q foram eles quem cometeram esse ato monstruoso,eles irão pagar pelo que fizeram com essa inocente.

  142. Emilson disse:

    flávia, como assim as provas são fracas? Explica melhor…
    Trocentas testemunhas ouviram brigas do casal antes do fato e os depoimentos são coerentes; sangue no carro, no apto, etc.; marca do chinelo compativel com chinelo do pai; AUSÊNCIA TOTAL DE INDÍCIOS de uma terceira pessoa. Poucas vezes eu vi um caso tão fácil de se chegar nos culpados. Só não enxerga quem não quer.

    Confissão pouco importa e eles não são nem loucos de confessarem.

    Aliás, se “prova” fosse sinômino de “confissão”, então quase ninguém pagaria pelo crime que cometeu. Basta dar uma de santinho depois do crime e negar tudo até o fim.

  143. larissa disse:

    quando aconteceu amorte di isabella
    como e ondi foi que acomteceu com quem
    por quer

  144. victoria maria disse:

    Eu acredito que anna carolina jatoba e alexandre nardoni se tiverem feito mesmo isso nao foi um ato pensado e planejado,e que estao profundamente arrependidos.Nao julgo eles por nada pois do mesmo jeito que julgamos vamos ser julgados,essas pessoas que ficam na porta da delegacia nao sao Deus e nao podem condenar absolutamente ninguem.Aprendi a amar e perdoar esse casal,Deus nao vai despresar nenhum dos dois pois Deus e um Deus amoroso e misericordioso,Deus os ama acima de qualquer coisa e por sermos todos filhos de Deus os dois sao nossos irmaos e temos que aprender a maa los e perdoa los,e isso eu ja aprendi!

  145. Rosmeire disse:

    Victoria!
    GOSTARIA DE SABER O QUE TE FAZ PENSAR QUE O CASAL ESTÁ ARREPENDIDO.NÃO VEJO SE QUER UM ATO DE HUMILDADE DA PARTE DELES.
    E TAMBEM CONCORDO QUE NÃO DEVEMOS JULGAR.MAS ACREDITO QUE DEUS É JUSTO É ELE HÁ DE VAZER A SUA JUSTIÇA.DEUS É SIM AMOROSO É MISERICORDIOSO,MAS SUA PALAVRA DIZ “HÁ DAQUELES QUE MEXEREM COM A MENINA DO MEUS OLHOS”.
    E É MUITO FÁCIL A GENTE PERDOA UM CASO EM QUE NÃO ESTAM ENVOLVIDOS OS NOSSOS FAMÍLIARES.CERTO!
    VOCÊ TEM FILHOS?

  146. Jussara disse:

    Essa estória já está esgotando as pessoas sem q nada seja definido.
    Me pergunto pq a polícia não tenta descobrir, claro q aplicada a maneira devidamente correta, o q realmente aconteceu no apto com o filho de 3 anos.
    Há pouco vi, num canal de televisão, a entrevista do pai e da madastra se colocando no papel de coitadinhos. A madastra deve estar é radiante por ter se livrado da menina, já q sempre foi esse o desejo por ela manifestado, só q não pode aparentar, não perante ao público ao menos.
    É vergonhoso q nada tenha sido resolvido, em definitivo, até hoje.
    Começo a achar q a área policial q pegou este caso não tinha competência para tanto mas queria muito aparecer na mídia e q provavelmente o fato do pai ser um advogado famoso faz com q calem muitas coisas.

  147. eu acho que eles fizeram o certo por causa do omicidio “doloso”

  148. William disse:

    É muito estranho a postura do casal em estrista para o fantastino na Rede Globo. Pois, são não são eles os assassinos e são tão unidos, por que eles não se olha um para o outro, não dão as mãos como forma de entrontar quem matou Isabella?????????????????
    Isso tá muito mal esplicado!!!!!!!!!!!!!!!!!

  149. William disse:

    É muito estranho a postura do casal em entrevista para o fantastino na Rede Globo. Pois, são não são eles os assassinos e são tão unidos, por que eles não se olha um para o outro, não dão as mãos como forma de entrontar quem matou Isabella?????????????????
    Eles parecem ter raiva um do outro.
    Isso tá muito mal esplicado!!!!!!!!!!!!!!!!!

  150. sabe Datena, eu como uma mae, uma tia, e tambem uma madrasta, nao posso admitir que um ser como o pai e sei la o que mais, possa cometer uma crueldade tao brusca, eu, custo a acreditar ate porque tambem sou psicologa, nao existe um motivo plausivel para tamaha brutalidade. sem mais para o momento. e desejo que DEUS tenha piedade dfeste ser tao baixo.

  151. Amanda disse:

    …este caso ..ta muito enrolado…mas se rtealmente foi este casal…eles são muito frios…mesmo…

  152. Dinalva Maria de Almeida Gomes disse:

    Se o pai e a madrasta de Isabella foram os assassinos a Juatiça deve desacretar prisão preventiva para estes dois psicopatas.

  153. Leví Inimá de Miranda disse:

    A serem verdade as notícias veiculadas pela imprensa, com respeito às conclusões dos peritos, torna-se inimaginável que tais provas indiciárias, repletas de incongruências, omissões e conclusões absolutamente erradas, se prestem para provar a tese já alinhavada pela polícia civil paulista. Em vinte e oito anos de estudo da ciência forense nunca lí nada que se compare a tantos absurdos; invertades que maculam, ofendem e subvertem a verdade científica. De todo, espero que essa mesma imprensa, que pré-julga e antecipadamente condena, com o único escopo de vender jornaos, revistas e anunciantes na TV, finalmente publique as conclusões de todos os laudos periciais.

  154. unknown disse:

    Nao adianta a lei no brazil e muito lerdaaa infelizmente
    pq ainda a justica nao decretou a prisao preventiva com tantas evidencias
    meu Deus isso e um absurdo.
    BRASIL LERDOOOO ACORDAAAA vamos agir .

  155. Emilson disse:

    Leví, estou bastante curioso pra saber exatamente por quê vc acha que as conclusões dos perítos são absurdas, que as provas não têm congruências, que há omissões (sei lá do que). Minha pergunta é sincera e gostaria mesmo de saber, pq até agora vc só disse que o trabalho dos perítos foi “gritantemente” falho mas não explicou por quê e sem mostrar um único raciocínio lógico para sustentar seu argumento.

  156. Emilson disse:

    Acabei de ler na Folha de SP o seguinte:

    ” “Ele [pedreiro] deu depoimento para um jornalista da Folha dizendo que o local havia sido arrombado, que apesar de não terem levado nada, alguém entrou lá. Foi feita inclusive uma foto da pegada do teto da churrasqueira. Mas quando ele vai à delegacia prestar seu depoimento, ele muda totalmente sua versão. Nada mais viu, nada mais sabe. Isso é no mínimo estranho”, disse ontem (21) o advogado Ricardo Martins. ”

    Vamos reescrever o que disse esse advogado, agora usando Alexandre Nardoni no lugar do pedreiro:

    “Ele [Alexandre Nardoni] deu depoimento para um policial ainda no local do crime dizendo que havia visto um homem de preto no seu apartamento. Pelo menos mais uma pessoa afirma ter ouvido Alexandre dizer sobre o tal homem no apartamento. Mas quando ele [Alexandre Nardoni] vai à delegacia prestar seu depoimento, ele muda totalmente sua versão. Nada mais viu, nada mais sabe. Isso é no mínimo estranho”

    Acho que dispensa comentários.

  157. Psicóloga disse:

    Sou psicóloga a 20 anos e trabalho com jovens dependentes de drogas. Eles me lembram muitos casos que já atendi e tratei em meu consultório: produto da superficialidade e facilidade na qual foram criados. Sempre acostumados a mentir e ter quem segurasse a pontas por eles, nao tiveram oportunidade de conhecer a vida real, por essa razao se apoiam constantemente nas drogas, mesmo que estivessem tentando largá-las. O mais triste é saber que existem pessoas como aquele advogado: Marco Polo Le…

  158. Ana disse:

    E em relação às declarações feitas na Revista VEJA sobre o fato de o pai ter dado um “safanão” na menina numa festa no condomínio da madrasta ??? Esta informação procede ????

  159. Maria Helena disse:

    Tenho 78 anos e nunca vi em minha longa vida nada tão monstruoso!!!!!o que mais me admira é o Dr. levorin e seus dois estágiários que estão no começo de carreira aceitem defender tamanha monstruosidade e conseguao dormir ,o que espero ardentemente que seja difícil. Todos tem direito a defesa ,sei disso, mas sejam homens e não ratos, e renunciem este escabroso caso, defendendo dois monstros e deixem que advogados dativos peguem este abacaxi, ou mesmo o pai que alem denão saber criá-lo,é tambem conivente com esse crime escadroso que por incrivel que pareça vitimou sua netinha !!!
    Meus pesames a vcs. tres
    Maria Helena

  160. Andre disse:

    a familia é conivente ou cumplice?

  161. Emilson disse:

    Psicóloga, lembro de outro exemplo pontual que foi o caso de um jovem no Rio de Janeiro que matou uma adolescente de 16 anos, depois de persuadí-la a ir no seu apto com mais 2 amigos. O jovem era frequentemente acobertado pelo pai depois dos deslizes que cometia. Culminou num assassinato ridículo, praticamente sem motivo, que tirou a vida de uma garota muito simples e que tinha todo um futuro pela frente. Pressionado na delegacia, o jovem clamava pelo pai. Se não me engano ele já pagou a pena e hoje mora em copacabana.

  162. Rosa disse:

    Estou com Maria Helena.
    Os personagens da história em questão são apenas seres; animalescos.
    Animais bestiais são incompatíveis com uma sociedade urbanizada aspirante à civilidade e por isso devem ser enjaulados ou sacrificados.
    São vermes imundos os advogados que aceitam defender um caso tão hediondo!
    Rogamos que sublimem a ganância e honrem a DEFESA de HUMANOS de BEM!!!
    Entreguem o caso para a defensoria pública .

  163. Marcela disse:

    Alexandre, filhinho de papai, que sempre teve tudo : caro, moto, apartamento, mulheres.

    Jatoba, pelo mesmo caminho. Imaturos, incompetentes para a vida, passavam o tempo brigando como duas criancas.

    Ainda acham pai e advogados que os apoiam e programas de TV para promover o crime, a burice e a violencia.

    O Brasil esta lotado de Jatobas e Alexandres que nao sabem o que fazer de suas vidas e na primeira oportunidade se atiram ou atiram os filhos pela janela.

    Infelizmente, nao vejo espaco para criancas e jovens neste pais, mas somente para bandidos, corruptos a assassinos.

    Meus Pesames ao Brasil!!!!

  164. Waldemar Luiz Kunsch disse:

    Alguém acredita que vão “desccobrir” quem assassinou a Isabella? Se foram o pai e a madrasta (como ´dá para “ler” na cara deles), é claro que nunca saberemos. O fato é que há muito advogado nessa história. Os próprios pai e madrasta são advogados, por mias pé-rapados que se revelem. E onde há tanto advogados, além de uma Justiça que no Brasil não funciona e só se contradiz nas diversas instâncias, além de correr muito dinheiro nessas estórias, já se sabe que esse caso terminará como terminaram todos os casos “graúdos” (Maluf, jornalista do Estadão, juiz Nicolau etc.). Por que perder tanto tempo se esse caso já está encerrado por antecipaçção? Ou alguém ainda acredita nessa nossa Justiça? Ou mesmo na Justiça Divina, que é a base do Direito Natural e do Direito Humano? Deus deixa os homens agirem com suas cabeças. Mesmo que eles mintam, errem ou iludam a opinião pública, Deus não se manifestará.
    Waldemar
    Waldemar

  165. Nereide disse:

    Vamos nos desligar um pouquinho, um pouquinho só do “Caso Isabella” e atentarmos para a outra história real que acontece diariamente nesse país: enquanto a mídia aproveita o fato para disputar os índices elevados de IBOPE, outras tantas crianças morrem de fome, estrupos, trabalhos escravo, dengue, verminose, AIDS, tuberculose, violência de rua, violência na família, falta de atendimento médico, FALTA DE AMOR, FALTA DE VERGONHA, FALTA DE RESPEITO…
    ACORDA BRASIL!!!! ACORDA MEU POVO!!!! De tempos em tempos sempre encontram uma forma de desviar nossa atenção daquilo que realmente interessa…

  166. Leví Inimá de Miranda disse:

    A polícia civil paulista mostra-se mais uma vez afoita e incompetente. Vai realizar a Reprodução Simulada às 10 h, quando o crime se deu em torno de 23:49 h de um sábado. Depois de tantos atropelos, falhas, omissões e erronias, agora eles darão “trono, coroa e cetro” à incompetência, dessa maneira. Se os advogados do casal Nardoni tiver uma excelente assistência técnica, as provas indiciárias ruirão como um castelo de areia. E mais, a autoridade policial isolou, custodiou e preservou o local de crime (áreas imediata, mediata e relacionada) até a chegada dos peritos. Finda a perícia criminal, o local foi liberado. Quatro dias depois os peritos retornaram ao apartamento e passaram a colher novos vestígios em todas as vezes que ali retornaram. Assim, todos os vestígios recolhidos após a liberação daquele local não têm qualquer valor probante; ou seja, são imprestáveis à instrução penal e, no sumário de culpa, também facilmente ruirão. E mais, dever-se-ia indiciar a autoridade policial que permitiu a liberação daquel Local de Crime. Agora pretendem convencer-nos, a todos, que em 14 minutos o casal Nardoni agrediu Isabella no carro, subiu ao apartamento, asfixiou-a por esganadura, limpou o sangue do veículo da família, limpou parte do sangue no carpete, cortou a tela deproteção, defenestrou a menina, matando-a por lesões decorrentes da precipitação (queda livre), sumiu com a tesoura e a faca usadas, e ainda lá deixou uma toalha e uma fralda para que alguém fosse ao apartamento, a posteriori, para lavá-las e deixá-las ali de molho ou para secagem (?!). Lembremo-nos que, durante a Perícia de Local de Crime, em 29/30.03.2008, os peritos removeram a tela de proteção da janela, quando deveriam mantê-la até a realização da Reprodução Simulada. Agora como irão reproduzir o momento em que acusam o pai de ter perpassado Isabella pelo rasgo da tela, lançando-a? Não imaginava que a polícia paulista estivesse tão ruim tecnicamente!

  167. Leví Inimá de Miranda disse:

    ERRATA:
    A polícia civil paulista mostra-se mais uma vez afoita e incompetente. Vai realizar a Reprodução Simulada às 10 h, quando o crime se deu em torno de 23:49 h de um sábado. Depois de tantos atropelos, falhas, omissões e erronias, agora eles darão “trono, coroa e cetro” à incompetência, dessa maneira. Se os advogados do casal Nardoni tiverem uma excelente assistência técnica, as provas indiciárias ruirão como um castelo de areia. E mais, a autoridade policial isolou, custodiou e preservou o local de crime (áreas imediata, mediata e relacionada) até a chegada dos peritos. Finda a perícia criminal, o local foi liberado. Quatro dias depois os peritos retornaram ao apartamento e passaram a colher novos vestígios em todas as vezes que ali retornaram. Assim, todos os vestígios recolhidos após a liberação daquele local não têm qualquer valor probante; ou seja, são imprestáveis à instrução penal e, no sumário de culpa, também facilmente ruirão. E mais, dever-se-ia indiciar a autoridade policial que permitiu a liberação daquele Local de Crime. Agora pretendem convencer-nos, a todos, que em 14 minutos o casal Nardoni agrediu Isabella no carro, subiu ao apartamento, asfixiou-a por esganadura, limpou o sangue do veículo da família, limpou parte do sangue no carpete, cortou a tela de proteção, defenestrou a menina, matando-a por lesões decorrentes da precipitação (queda livre), sumiu com a tesoura e a faca usadas, e ainda lá deixou uma toalha e uma fralda, com sangue da vítima, para que alguém fosse ao apartamento, a posteriori, para lavá-las e deixá-las ali de molho ou para secagem (?!). Lembremo-nos que, durante a Perícia de Local de Crime, em 29/30.03.2008, os peritos removeram a tela de proteção da janela, quando deveriam mantê-la até a realização da Reprodução Simulada. Agora como irão reproduzir o momento em que acusam o pai de ter perpassado Isabella pelo rasgo da tela, lançando-a? Não imaginava que a polícia paulista estivesse tão ruim tecnicamente!

  168. Eva Ferreira disse:

    NÃO TEM COMO EXPRESSAR MINHA RAIVA,E MEU CONSTRANGIMENTO PARA COM TAL ATO DE BRUTALIDADE, ESSA É A TENDENCIA DO NOSSO PAIS,SEMPRE REGREDIR,NUNCA PROGREDIR, NÃO TENHO SABE NEM VONTADE ALGUMA DE EXPRESSAR OQUE QUER QUE SEJA POIS AQUI NESTE PAIS NINGUEM ESTÁ DISPOSTO A TE OUVIR,A NÃO SER QUE VOCÊ SEJA UMA PESSOA DE CLASSE ALTA E TENHA DINHEIRO PARA PAGAR PRA QUE TE OUÇAM,FAZER ISSO COM UMA POBRE CRIANÇA INDEFESA?! POXA E AGORA OQUE MAIS VAI ACONTECER ,LEMBRA DO CASO DA SUZANA QUEMATOU OS PROPRIOS PAIS? LEMBRAM DO MENINO HELIO QUE MORREU DE FORMA TRAGICA? ATÉ QUANDO ISSO VAI CONTINUAR ACONTECENDO QUANDO TODOS OS SEREE HUMANOS SE TORNAREM UNS MONTROS? O BRASIL TEM QUE EVOLUIRR!

  169. Emilson disse:

    Leví,
    Eu concordo que a investigação teve falhas, mas não concordo que seja possível classificar TODO o trabalho da polícia como sendo inválido, ou que os resultados , quando analisados de forma conjunta (como obviamente deve ser feito) não sirvam como um grupo sólido de evidências contra o casal. O fato da simulação das versões do crime não ter ocorrido no mesmo horário dos fatos em si não atrapalha em nada a reprodução da sequência de fatos, segundo versões da defesa e da polícia. Talvez em relação aos gritos, pois pode-se argumentar que a quantidade e tipos de ruídos seriam diferentes caso o horário fosse diferente. Ora, mesmo que as simulações começassem exatamente no mesmo horário dos fatos, NADA garantiria que o nível/tipo de ruído seria o mesmo pois para se ter essa garantia, só mesmo voltando no tempo já que as variáveis envolvidas são muito grandes. Com relação à perícia voltar ao local do crime várias vezes depois, também não é possível chamar de “imprestáveis” as evidências coletadas a menos que se trabalhe com hipóteses absurdas, como por exemplo de que o casal teria ido lá e plantado provas contra si mesmos. No máximo iriam retirar mais vestígios, o que , se descoberto, seria quase como uma confissão de culpa. Tela de proteção: se os peritos não removessem a tela de proteção, de que forma poderiam verificar se a tesoura e a faca encontradas foram ou não utilizadas para cortá-la? Isso é um trabalho minucioso, microscópico, que deve ser feito em laboratório, tal como FOI feito. Não é preciso reproduzir o acontecimento exatamente na mesma tela de proteção. Basta ter uma similar disponível. Tempo do crime: não ouvi ninguém dizer que tudo começou 14 minutos antes dela cair no solo, mas sim que passaram-se em torno de 13 ou talvez 14 minutos do momento que o carro do casal foi desligado até a menina cair no solo. Assim vc está distorcendo as informações da polícia. QUANDO começaram a bater na menina é uma incógnita e pouco interessa, na verdade. 13-14 minutos NÃO É pouco tempo para DUAS pessoas em desespero (que podem fazer DUAS coisas diferentes, paralelamente), que tem uma criança desfalecida no colo e tem que se livrar dela de forma urgente. Se quando chegaram no apto já tinham em mente o que fazer, esse tempo é mais do que suficiente. Vc englobou também, dentro desses estimados 14 minutos, que o casal sumiu com a tesoura e faca. Isso não é verdade pois tanto faca quanto a tesoura estavam no próprio apartamento e foram encontradas pela polícia. O que eles fizeram foi limpar algumas manchas de sangue mais evidentes NO APTO. E isso não demora mais do que poucos minutos (2 ou 3, talvez nem isso). O elevador sobe até o sexto andar em 1 minuto, diga-se de passagem. O sangue no carro também não foi necessariamente limpado dentro desses 14 minutos. Pode e provavelmente foi, limpado pela madrasta enquanto estavam ainda no carro, utilizando a toalha ou a fralda. Portanto, o tempo foi suficiente para fazer O QUE DE FATO fizeram, e não para fazer tudo que vc imagina que fizeram.

  170. Leví Inimá de Miranda disse:

    Boa parte do castelo de areia construído pela polícia civil paulista começou a desmoronar. Conforme bem noticiou o Jornal Nacional o vestígio de sangue encontrado no veículo não permitiu seqüenciar o DNA, bem como a mancha amarela que “existia” na camisa de ALEXANDRE NARDONI não era vômito. Os peritos legistas, ao que parece, sequer determinaram se a criança, ao impactar-se no solo, caiu de pé, ou de lado, ou de cabeça. E, no que tange às lesões corporais divulgadas pela imprensa são incompatíveis com uma precipitação de 20 metros de altura, em que a vítima chegou ao solo com velocidade de 72 Km/h (equação de TORRICELLE), com energia cinética de 400Kgf (A. EINSTEIN: Ec = m.v²/2). A Reprodução Simulada, que erradamente tem sido denominada de Reconstituição, mostrou-se extremamente falha, posto que iniciaram-na às dez horas, quando deveriam reproduzir os fatos à noite e com condições climáticas assemelhadas ao dia do crime. Aliás, deveriam tê-la realizado logo depois da perícia de local (no dia seguinte) – não é necessário ter-se os laudos em mãos para realizá-la (Art. 7° CPP). Também não reproduziram a queda, o que comprovaria que uma palmeirinha de 60 cm, a grama de 10cm e a terra fofa jamais amorteceriam uma queda de 20m de altura, com uma energia cinética liberada de 400 Kgf. Os peritos decerto descobriram que era mister que mantivessem a tela original até a realização da Reprodução Simulada – ela fora vista, descrita, mensurada, fotografada e filmada; logo tinha de permanecer ali, com o apartamento lacrado (isolamento, custódia e preservação – Art. 6° do CPP). Também não mensuraram, com decibelímetro, a audibilidade de uma suposta discussão do casal Nardoni, nos apartamentos das testemunhas que afirmaram tê-la ouvido (?!). A oitiva dos investigados foi claramente conduzida pelos delegados, ao bel-prazer da tese que queriam a todo custo impor, como hoje bem mostrou a matéria do Jornal Nacional. A partir do momento em que os peritos liberaram o Local de Crime, em 30.03.2008, aquele local ficou liberado por três dias, até que a polícia retornou e lacrou o apartamento e os peritos ali retornaram várias vezes, recolhendo mais vestígios. Isso significa que todos os vestígios arrecadados após a liberação do local, e a partir da data em que o imóvel foi lacrado, não têm valor probante no tribunal; ou seja, foram contaminados e são imprestáveis para tal mister. Recomendo, para quem não conhece, rever o caso O. J. SIMPSON, no qual várias provas indiciárias foram rejeitadas no tribunal estadunidense, exatamente por falhas e erronias, mormente na coleta de vestígios. Não estou aqui promovendo libelos de acusação ou de defesa, na dependência da ótica de algum observador leigo na matéria médico-forense, que se ache com o direito de versar sobre ciência, de dar palpites, sem ser, para tanto, um expert. Apenas estou levantando alguns aspectos claros, com base nos meus vinte e oito anos de estudo da ciência forense, nos meus 17 anos de prática diária da medicina legal e como professor que sou dessa matéria. Se os indiciados serão condenados ou absolvidos não é problema meu e, perdoem-me, pouco me interessa. O que não pode ocorrer é que provas indiciárias erradas, falhas, omissas e pecaminosas, subvertendo assim a Ciência Forense, sejam utilizadas no tribunal, propiciando erros judiciários contra os acusados ou até mesmo contra a sociedade, como ocorreu, p. ex. com MANUEL MOTTA COQUEIRO, em 1855, ou mesmo dos irmãos NAVES, em 1937, ou no crime da Rua Cuba, em 1988.
    Dr. Leví Inimá de Miranda – CEL MED REF (EB)
    Perito Legista aposentado da Polícia Civil do RJ

  171. Emilson disse:

    Leví foi perito da Polícia Civil do RJ. Ele não faz UM elogio sequer ao trabalho da polícia e da perícia de SP, pelo contrário, deixa a entender que tudo deve ser jogado no lixo. Espero que seja mera coincidência…

    1-Não se conseguiu sequenciar o DNA a partir dos vestígios de sangue no carro, porém as características eram similares ao sangue de Isabella. Outro fato extremamente importante é que nem o pai , nem a madrasta disseram de onde veio tal sangue. Disseram até que nem sabiam sobre tal sangue. Isso é um absurdo, em se tratando dos próprios donos e condutores do veículo e também levando em conta que o sangue havia sido limpado.

    2-Leví diz que a mancha na roupa do pai não era vômito. Ora, aqui cabe a pergunta: como é que Leví concluiu isso? Fato: existia uma mancha amarela na roupa do pai. Conclusão de Leví: a mancha não era vômito. Isso é um non-sequitur! Pra não dizer que é uma mentira deslavada.

    3-Leví diz que os danos corporais da menina são incompatíveis com uma queda de 20 m. É sabido tais danos são muito variáveis . Já aconteceram casos de crianças morrerem ao cair do 3º andar e lembro-me de pelo menos um caso de uma criança , bem mais pesada que Isabella, ter sobrevivido de queda do 11º andar, sofrendo apenas algumas fraturas.

    4-Leví sugere que a realização da simulação do crime, se realizada no mesmo horário que ocorreu o fato em si, garantiria que as condições climáticas seriam semelhantes. Isto é outro absurdo, pois o crime foi cometido cerca de 1 mês antes da simulação.

    5-O teste com o decibilímetro não era tão indispensável assim. Várias testemunhas ouviram os gritos e qualquer pessoa que more em apto sabe que é possível escutar barulhos de casas e prédios próximos. O que será que foi isso? Alucinação “auditiva” coletiva??

    6- A polícia desde o começo abriu a possibilidade do crime ter sido cometido por uma terceira pessoa. Em nenhum momento a ‘tese’ de autoria do crime por parte do casal foi imposta. Acontece que NENHUM vestígio de terceira pessoa foi encontrado. Nem em depoimentos , nem de elementos materiais. Agora, só falta quererem que a perícia plante vestígios de terceira pessoa no local e mediações do crime e que os delegados inventem depoimentos de testemunhas que supostamente viram a tal terceira pessoa, somente para manter válida a possiblidade de que alguém que não o casal tenha cometido o crime.

    7- As provas indiciárias não são ‘erradas’ e nem ‘falhas’. Tais provas, como por exemplo as marcas da tela de proteção na camiseta do pai, as quais foram comprovadamente deixadas por conta da sustentação de peso compatível com o de Isabella, entre diversas outras, quando somadas a mais de 50 depoimentos de testemunhas, corroboram de maneira inequívoca a hipótese de culpa do casal. O que me parece incrível é que ainda achem que a probabilidade do casal ter cometido o crime e a probabilidade do casal NÃO ter cometido o crime continue a mesma, pelo simples fato do casal não ter confessado o crime.

    8 -Tenho total direito de expressar minhas opniões, mesmo não sendo expert no assunto, mas apenas usando lógica e bom senso, pois tais ferramentas não requerem especialidade numa área de conhecimento particular. E não é qualquer argumento de autoridade ou a mera utilização de termos técnicos que me convencem.

    Emilson

  172. Leví Inimá de Miranda disse:

    Tenho dito e afirmado o quão ruim foi o trabalho pericial no caso Isabella de Oliveira Nardoni. Então, a guisa de ilustração, vejamos o que foi divulgado acerca da toalha e da fralda que teriam sangue de Isabella – nas quais não foi possível também seqüenciar o DNA da vítima.
    Quando a perícia criminal encerrou seus trabalhos, em 30.03.2008, o apartamento foi liberado pela autoridade policial. Três dias depois a polícia retornou àquela imóvel, lacrou-o e procedeu a várias perícias em dias diferentes. Num desses retornos “encontraram” uma toalha e uma fralda de molho num balde. Recolheram as duas peças e foi divulgado na imprensa que nelas havia sangue de Isabella. Isto nos permite algumas considerações:
    1- A polícia paulista fez crer que alguém entrou no apartamento e “lavou” aquelas duas peças, produzindo assim fraude processual.
    2- Mas se aquelas duas peças foram “lavadas”, com o escopo de fraudar o processo, permite dizer que elas se encontravam dentro do apartamento quando alguém lá penetrou e lavou-as, deixando-as, por fim, de molho. Assim, resta claro que elas permaneceram naquele imóvel, digamos, ocultas.
    3- Se estavam naquele imóvel, até que alguém lá penetrasse furtivamente e as lavasse, significa dizer que a perícia de Local de Crime, realizada em 29 e 30.03.2008 (a primeira perícia), foi mal feita e desatenta, porquanto não encontraram aquelas duas peças que estariam com sangue dentro daquele imóvel. Ou será que dirão que a fralda e a toalha lá não estavam e que alguém retornou ao imóvel levando-as, para lavá-las e deixá-las de molho num balde?
    4- Se alguém penetrou sorrateiramente naquele imóvel, para lavar a toalha e a fralda, porque não as retirou e deu-lhes outro destino que não o de deixá-las de molho num balde?
    5- Por outro lado, algum observador leigo – palpiteiro de ocasião – poderá afirmar que as duas peças decerto se encontravam no balde, caso os suspeitos tenham-nas “lavado” de imediato. A pensar nessa premissa, resta claro que a perícia de local sequer teria visto um balde com duas peças de molho (?!).
    Queiram ou não, pra quem conhece a matéria, resta claro que os trabalhos periciais e de investigação foram, no mínimo, atabalhoados.
    Também é preciso que se diga, principalmente aos palpiteiros, que o Luminol é uma substância quimioluminescente, que é utilizada como teste preliminar, para detectar a presença de manchas de sangue em locais de crime que, por meio de reação, usa a peroxidase da porção heme da hemoglobina, produzindo uma luz branca azulada, que se pode visualizar no escuro, fotografar e filmar, com uso de acessório para visão noturna. O Luminol é uma substância muito sensível, reagindo rapidamente com qualquer traço de sangue. É usado principalmente em locais onde às manchas de sangue não podem ser vistas a olho nu, áreas onde o sangue foi lavado, em rachaduras, fendas, encanamentos etc. O Luminol apresenta melhor resultado onde o sangue se encontra putrefeito. Porém, tal reação está sujeita a resultados falso-positivos e falso-negativos.
    Os resultados falso-positivos são devido à presença de oxidantes químicos, catalíticos e sais de metais pesados como cobre e níquel; substâncias comuns como iodo, água sanitária, formalina, peroxidase de plantas como rabanete, frutas cítricas, bananas, melão e numerosos vegetais.
    Os resultados falso-negativos são causados por reações com agentes redutores fortes como ácido ascórbico. Muita limpeza, seguida de aplicação de calor alto, pode provocar resultado falso-negativo.
    Assim, há que se ter cuidado com a utilização do Luminol, bem como deve o perito ter experiência e conhecimento científico aprofundado dessa técnica laboratorial forense, além de possuir a noção da real dimensão desse método, levando em consideração a possibilidade de acertos e erros por limitações inerentes a essa técnica.
    Há que se ter em mente o seguinte: – “EM OPOSIÇÃO À VERDADE FÁTICA, TEMOS A MENTIRA. EM OPOSIÇÃO À VERDADE FILOSÓFICA, TEMOS A UTOPIA; E EM OPOSIÇÃO À VERDADE CIENTÍFICA, TEMOS O ERRO”. É justamente isso. O que se opuser à verdade científica constituir-se-á em erro. Não estou denegrindo profissionais ou instituições. Estou afirmando que há que se respeitar os ditames da Ciência Forense.
    Por fim, quero salientar que opinião é o conhecimento vulgar, pois a única opinião válida é a empírica. Isso significa dizer que opiniões (conhecimento vulgar) e palpites não se aplicam a casos científicos. Por outro lado, opiniões qualquer um pode ter e verbalizar, mas nunca num debate científico, expondo-se ao ridículo. E, parafraseando as palavras de Sérgio Lacerda: “NÃO SE PODE REPRESENTAR SHAKESPEARE NO PAÍS DA DERCY GONÇALVES”. Isso é que dá margem aos palpiteiros, nesse país!
    Dr. Leví Inimá de Miranda – CEL MED REF (EB)
    Perito Legista aposentado da Polícia Civil do RJ

  173. Jorge Savally disse:

    Esta mulher, a tal madrasta, faz parte com o demônio. Isso só tem cara de ser humano, mas é um monstro. Qualquer um percebe que se trata de mulher autoritária, nervosa, fisionomia neurótica, ciumenta, invejosa, que não respeitou o fato de o tal de Alexandre estar vivendo maritalmente com outro mulher. Entrou na vida desse imbecil robotizado, destruindo sua união com a mãe de Isabella e tratando logo de ter filhos com o idiota a fim de prendê-lo à sua vida. Mulher feia, de maus costumes, que fala palavrões de baixo nível, brigona, sem classe alguma. Só poderia terminar mesmo em tragédia. Coitada da menina assassinada. Coitada mesmo. Pagou pelos desmandos, pelo autoritarismo dessa madrasta maldita, pela imbecilidade e maldade do próprio pai. Quanta trizteza tudo isso causa ao povo em geral. O pior é que existem os que ainda defendem o casal acusado. Todas as evidências apontam para esses dois desgraçados. São dois satanazes, dois demônios, malditos, que vão pagar aqui e nos quintos dos infernos quando perderem o corpo físico (lá no umbral, onde há ranger de dentes, onde espíritos malignos sofrem e se torturam uns aos outros, pagando centavo por centavo, por tudo que fizeram de mal a si e aos outros). Sofrerão na própria pele e no espírito o crime praticado. Sim, não são seres humanos, porém monstros abomináveis, tais como os que mataram a Daniela Perez, assim como a demoníaca de São Paulo que mandou dois rapazes (irmãos) matarem os pais dela, assim como os desgraçados que arrastaram o menino Hélio pelas ruas do Rio quebrando-lhe a cabeça a cada segundo no asfalto. Estes dois amaldiçoados terão também um final tão infeliz quanto o da menina Isabella, ou talvez pior. Se existe realmente um Deus, este Deus não deixará isso passar em brancas núvens. Isso é que não.

  174. Paula disse:

    EU, REALMENTE NO INÍCIO RELUTEI COM A IDÉIA DE QUE O PRÓPRIO PAI PUDESSE FAZER ALGO TÃO BÁRBARO COM SUA ÚNICA FILHA! MAS AO PONTO QUE CHEGAMOS REALMENTE NÃO DÁ PRA NEGAR A PRESENÇA DO CASAL NA CENA DO CRIME, E O PIOR, EXECUTANDO O CRIME!
    VÁRIOS FATOS ME CHAMARAM MUITO A ATENÇAÕ!]
    1-UMA ENTREVISTA QUE O PAI DA ANA JATOBÁ DEU NA TV, BEM NO INICIO DO CASO, CHORANDO DESESPERADAMENTE, ALEGANDO TOTAL INOCÊNCIA DE SUA FILHA!ELE AINDA TEVE CORAGEM DE INSINUAR QUE DEVERIAM INVESTIGAR MAIS O PORTEIRO, POIS ELE TINHA NA MANHÃ DO CRIME PERGUNTADO SE A MENINA ERA FILLHA DO ALEXANDRE!MUITOI CARA DE OAU!!!!!!!!AINDA MAIS DEPOIS QUE FORAM DESCOBERTOS 2 BOS DA PRÓPIA FILHA CONTRA ELE!
    2-O ANTÔNIO NARDONI DISSE NA TV QUE FARÁ O POSSÍVEL E O ÍMPOSSIVEL PARA INOCENTAR SEU FILHO, POIS ACREDITA NELA!GENTE, CADÊ A DOR PELA PERDA DA NETA???ELE CHEGOU A DIZER QUE O CASAO SÃO AS PESSOAS QUE MAIS SOFREM NESSA HISTÓRIA!!!!!!!GENTE, E A OUTRA FAMILIA?A MÃE, ÓS AVÓS????É MUITO EGOÍSMO!
    3-AQUELA ENTREVISTA NO FANTASTICO SÓ SERVIU PARA MOSTRAR TODA FRIEZA E DISSIMULAÇÃO DESSE CASAL, ELE AINDA TENTOU FORÇAR UM CHORO, MAS NÃO CONSEGUIU!ISSO PORQUE NA RECONTITUIÇÃO FICOU PROVADO QUE NA HORA QUE ELE ARREMESSOU A MENINA ELE FICOU DE FRENTE PARA ELA, OU SEJA, OLHOU PARA O SEU ROSTINHO!!!!!!!!QUANTA CRUELDADE!
    4-E UMA COISA QUE REALMENTE PREOCUPA É QUE EM MOMENTO ALGUM ELES LIGARAM PARA A POLÍCIA , PARA SOCORRO!!!QUE HISTÓRIA IMBECIL É ESSA DE TER QUE LIGAR PARA FAMILIARES PRIMEIRO?É O QUE A DRA RENATA PONTES ESCREVEU”ELES JÁ SABIAM QUE NÃO PODIAM FAZER MAIS NADA PELA MENINA ISABELA , E NAQUELE MOMENTO QUERIAM PROTEÇÃO PARA SI PRÓPRIOS!”
    REALMENTE ACHO QUE ELES NÃO VÃO PARA CADEIA, O QUE É UMA VERGONHA PARA O NOSSO PAÍS!PORQUE ESSES ADVOGADOS ENTRARÃO COM TODOS RECURSOS POSSÍVEIS, E ATÉ CHEGAR NO TRIBUNAL DO JURI ESSE CASA JÁ VAI TER SIDO ESQUECIDO!
    SO NOS RESTA REZAR, MAS CONFIO MUITO NO PROMOTOR CEMBRANELLI, ELE É MUITO EXPERIENTE E ACREDITO QUE ESTÁ DANDO O MELHOR DE SI!

  175. Rafael DF disse:

    olha sera que tudo isso naõ vai dar em nada…

  176. Laurindo Rodrigues Pereira disse:

    Ao me deparar com tantas opinioes,sinto ate dificuldade para expressar-me sobre o assunto Isabella.Baseado em tudo que ouvi e li,acho que estao dando um possivel tempo,ate para fabricarem uma terceira pessoa envolvida neste crime,tornando os verdadeiros criminosos impunes. Acompanhe o meu raciocinio e de outras pessoas,se vizinhos dos apartamentos em baixo ,em cima ,ao lado e ate pessoas de outros predios ouviam as brigas,por que entao ainda tantas pessoas tm duvidas de que nao foram o pai Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatoba. Eu, desde moleque quando ainda morava na roca,via formiguinhas nas pocas d’agua e logo dava um jeito de salva-las.Imaginem o quanto tenho sofrido ao ver o sorriso de Isabella,o jeitinho dela que conquistou todo o Brasil.Quando me deparo pensando no sangue encontrado em varios lugares,sendo este da tao meiga Isabella,confesso que fico num estado deploravel.Dois tipos de penas me satisfaria: Prisao perpetua e pena de morte. Estou extremamente triste com a atuacao da justica exceto o promotor Francisco Cembranelli,que desde o inicio das investigacoes,tem demonstrado justica. Tenho sentido que,mais justica ainda nao foram feitas contra Alexandre e Ana Jatoba,porque o promotor esta de uma certa forma algemado.

  177. Angela de Sonora MS disse:

    Nao tenho duvida que nosso Brasil esta cada vez mais do lado do bandido rico!!!
    Pois se este casal de mostro fosse pobre ja estava presos!!!
    sou mae e estou indiguinada!!
    Mais a melhor justiça vem de Deus!! e esta eles nao vao ESCAPAR!!!!!

  178. Emilson disse:

    Leví mais uma vez, em sua última mensagem, demonstra má-vontade com relação ao trabalho da polícia. A fralda no balde foi identificada logo na primeira perícia e não depois, como Leví disse. Não é pq algumas informações não vazaram para a imprensa no momento em que elas eram obtidas pelos peritos que tais informação NÃO foram obtidas.

    Leví insinua também que a perícia pode não ter tomado o cuidado necessário com relação aos dados obtidos com o Luminol, sem ao menos citar qualquer evidência de que tal cuidado não foi tomado, desmerecendo SIM o trabalho dos peritos responsáveis.

    Agora o promotor pediu e o juíz responsável decidiu pela prisão provisória do casal e em nenhum momento o trabalho da perícia foi criticado, por nenhum dos dois, o que sustenta minha visão de que as provas são realmente suficientes e robustas contra o casal. Como fica implícito nas palavras do promotor Francisco Cembranell, só não enxerga isso quem, de fato, NÃO QUER.

    Emilson

  179. amandy disse:

    se o pai queria se vingar da mae a crian;a nao tem nd q ver com o assunto,e o pai nao adianta mentir pq a mentira te perna curta,e a madrasta q nem [e da familha nao tinha nd q inforcar amenina como eu odeio vcs dois, tenque ser feito justisa,e os advogados nao podem defenter um tipo de gente quinem ele doisimaginem se matasssem suas filhas vc nao queria q ningem defendessem os culpados se e[ pra ganha dinhero o dinhero se dane pq quando n[os morreremos nao vamo leva a porcaria de DINHERO.
    EU ODEIO O PAI E A MADRASTA DE ISABLA, coitada ela era ma criasa q nao tem nada q ve eu tenho muita raiva da madrastae do pai da linda isabela q agra [e um ajo.
    EU DESEJO PRA VCS PAI DE ISABELA E MADRASTA UMA HORRIEL VIDA,COM A CONSIENSIA PESSADA.

    ROMARA QVCS TENHAO LIDO ISSO ]]

    ODEIOOOOO VCS !!!!!!!!!
    TOMAA Q O FIM DE VCS SEJA HORRIVEL SEU FALSOS E SEM CABESAAAA

  180. Paula disse:

    ESTOU DESESPERADA, ACHANDO QUE O DESEMBARGADOR VAI DAR O HABEAS CORPUS PARA ESSES MONSTROS!!!!!!!!!!!
    COMO É DURO VIVER EM UM PAÍS COM TANTAS INJUSTIÇAS E NÃO PODER FAZER NADA!
    ACHO MUITO BOM TUDO QUE ELES ESTÃO PASSANDO NA PRISÃO, PORQUE NINGUÉM SABE O QUE A MENINA SENTIU NO DIA DE SUA MORTE!!!!!!!!!!!!!!!!NEM OS BANDIDOS ESTÃO ACEITANDO ELES!!!!!!!!!!EU ODEIO ELES E O ANTONIO NARDONI!!!!!!!!!!!!!!
    VOCES ACHAM QUE O DESEMBARGADOR CONCRDERÁ O HC????
    QUERO PARABENIZAR TAMBÉM O PROMOTOR CEMBRANELLI, QUE MANTEVE SUA POSTURA SEMPRE, COMO DISSE ACIMA!SUA MUITO FÃ DELE!
    HOJE ESCUTEI O ADVOGADO DO ALEXANDRE FALANDO QUE VAI DENUNCIAR O MINISTERI PUBLICO, ISSO É POSSÍVEL???

  181. eu acho q esse crime contra a belissima garotinha.

    foi um erro brutal ????

    que achocou o mundo inteiro

    eu tanbem adorei que o pai e madrasta foro preso????

    esse sao os verdadeiros que estao no seu defido

    lugar deles ????? este eles te que pagar serto e mais eu adorei a justissa que o brasil .fez

  182. vera dos reis disse:

    estou muito triste nao queria acreditar que foi a madrasta e o pai os culpados mas tudo indica que foram eles porq porq porq ………tantos porques meu deus. soro sempre que lembro de voce isabella ,tomara que todo se esclareça rapido .porque todos os dias espero por novas noticias da sua morte , nao admito que acuzem a mae de isabella ela esta sofrendo muito mas isso nao quer dizer que ela tem de mostrar isso cm soros ,ela esta sofrendo, as pessoas que mas sofre sao aquelas q sofre por dentro essas sofrem muito justiça ,fica em paz isa.

  183. Darciel Dias disse:

    eu acho q o Alexandre(pai)tanto como a mae tem culpa no cartorio,nos como o povo nao devemos nos calar;afinal de contas a voz do povo é a voz de Deus;aliais o unico homem sensato capaz de desvendar os misterios deste crime cruel que deixou milhares de pessoas de todos continentes chocadas,aqui na bélgica eu comento com meus colegas sobre o caso e quase ninguém acredita.E os brasileiros que ca vivem,oque acham que eles dizem?NAO dizem nada apenas escondem se num canto envergonhados;sabe porque?por serem brasileiros!so isso;os assasinos podem fugir da justiça do homem mas nunca,nunca iram escapar da JUSTIçA DE DEUS!!!!!!!!

  184. José Carlos disse:

    Se a justissa com dois ss, for feita o que sera da justiça com ç. OK!!!!!!!!!!!!!!!!
    Este assunto realmente e grave, mais o erro maior esta na escrita dos inconformados………
    JC Sao Bernardo

  185. Mirian disse:

    Faço minha a pergunta da Cristina em 10/04.
    Onde ficaram as outras duas crianças, durante e depois do ocorrido?
    Ficaram no apartamento? Como deixaram as crianças no apartamento se estavam afirmando que alguém tinha invadido o apartamento e praticado o crime?

  186. Paula disse:

    STJ nega liminar para liberdade do casal Nardoni
    O STJ (Superior Tribunal de Justiça) indeferiu o pedido liminar para a liberdade do casal Alexandre Nardoni, 29, e Anna Carolina Jatobá, 24, pai e madrasta da menina Isabella, morta no dia 29 de março.

    O relator, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, entendeu que a decisão do desembargador Caio Canguçu de Almeida, do TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo, foi correta e que não pode ser considerada teratológica, “ou seja, das que afrontam o senso jurídico comum, agridem o sentimento social de justiça, dissentem de posições jurídicas consolidadas na jurisprudência dos tribunais e na doutrina jurídica”, segundo o despacho do relator.

    O ministro afirma ainda na decisão que não subtrairá da turma julgadora do mérito–Quinta Turma.

    Ainda não há data para que o julgamento do mérito do pedido de liberdade até o júri do casal, segundo o STJ.

  187. Silvana disse:

    Não sou advogada, nem estudo direito, porém tenho opinião própria. Considero um absurdo o que a mídia,a polícia, vem fazendo com este casal, e com a mente do povo, que tem como única fonte de informação uma televisão. Está claro que há muitas contradições nas provas apresentadas. STJ, rejeita hábeas entregue na sexta-feira à tarde? O responsável não teve nem tempo de verificar os absurdos das várias páginas do processo e já negou hábeas.Criaram o problema e agora ninguém tem coragem de resolver. Esse é o Brasil.

  188. rita disse:

    concordo com os comentários de FRancisco, 15/04, Andre, 16/04, TODOS DO LEVI e da Silvana, 17/05.

  189. afonso gonçalves disse:

    esto agardando se a justiça brasileira tenpoztura

  190. Leví Inimá de Miranda disse:

    LESÕES POR RECIPITAÇÃO

    DR. LEVÍ INIMÁ DE MIRANDA 

    As lesões por precipitação são estudadas no capítulo das energias mecânicas – ação contundente.

    Assim temos que instrumento contundente é todo e qualquer objeto que nos cerca, capaz de causar lesão, agindo por pressão, percussão, deslizamento, esmagamento etc. São exemplos de instrumentos contundentes: paus, pedras, superfícies, cassetetes, segmentos corporais (cabeça, mãos, punhos, braços, pernas etc.).
    LESÕES DE NATUREZA CONTUNDENTE

    SUPERFICIAIS

    • Rubefação
    • Escoriação
    • Equimose
    • Ferida Contusa
    • Hematoma
    • Bossa Sangüínea
    • Entorses

    PROFUNDAS

    • Fraturas
    • Luxações
    • Amputações
    • Esmagamentos
    • Rupturas Viscerais
    • Síndrome Explosiva – “Blast Injury”
    • Lesões por Martelo
    • Encravamento
    • Empalamento
    • Lesões por Atropelamento
    • Lesões por Cinto de Segurança
    • Lesões do Condutor de Veículo
    • Lesões por Precipitação

    Em Física, queda livre é o movimento resultante unicamente da aceleração provocada pela gravidade. Um objeto em queda livre sofre somente a força de seu próprio peso. De hábito, queda livre é classificada como a condição de aceleração causada pela gravidade e atrito com o ar.

    Entre os diversos movimentos que ocorrem na natureza, sempre houve interesse no estudo do movimento de queda dos corpos próximos à superfície da terra. Quando abandonamos um objeto, como, por exemplo, uma pedra, de determinada altura, podemos verificar que, durante a queda, sua velocidade cresce, isto é, o seu movimento é acelerado. Pelo contrário, se lançarmos o objeto para cima, sua velocidade diminui gradualmente até se anular no ponto mais alto, isto é, o movimento é retardado. As características destes movimentos de subida e descida foram objeto de estudos desde tempos bastantes remotos.

    ARISTÓTELES (384 aC – 322 aC), um dos três mais influentes filósofos gregos, acreditava que abandonando corpos leves e pesados de uma mesma altura, seus tempos de quedas seriam diferentes; ou seja, os mais pesados chegariam primeiro ao solo. Essa afirmação durou quase dois mil anos, até que, GALILEU GALILEI (1564 -1642), no início do século XVII, realizou uma experiência, que contraditou a crença dos gregos. Teria ele então pedido a dois assistentes que subissem no topo da Torre de Pisa (1174 – 1350), na Praça dos Milagres, e de lá abandonassem, cada um, um corpo de massa diferente do outro. Para surpresa geral dos presentes, os dois corpos chegaram ao solo no mesmo instante, independente de suas diferenças de massas.
    GALILEU cria que qualquer afirmativa relacionada a um fenômeno tinha de fundamentar-se em experiências e em observações cuidadosas (empirismo). Como estudos dos fenômenos da natureza não eram adotados até aquela época, varias conclusões de GALILEU entraram em choque com os ensinamentos e observações de ARISTÓTELES.

    Portanto, precipitação é definida como a queda livre que pode se dar de uma edificação, ou de pára-quedismo, ou de montanhas etc. Importante se faz recordar que queda ocorre no mesmo plano, enquanto queda livre ocorre de um plano, superior para outro inferior.

    Dentre as ações contundentes, a precipitação é, juntamente com os desastres automobilísticos, os atropelamentos e os esmagamentos, o meio que mais produz lesões, e graves, na vítima. Interessante se faz salientar que, mesmo sendo um dos meios mais lesivos, na precipitação constatamos grande desproporção entre as lesões externas e internas, uma vez que freqüentemente encontramos a pele intacta ou com pouquíssimas lesões de natureza contundente (equimoses, escoriações e feridas contusas), se comparadas com as graves lesões internas, como lesões ósseas (fraturas) e lesões de vísceras (maciças e ocas). Destarte, lesões cutâneas se avultam em casos de quedas livres conseqüentes à prática de pára-quedismo. Nessa modalidade de precipitação encontramos graves feridas contusas, tanto pelo impacto na superfície quanto promovidas por fragmentos ósseos irregulares (fraturas expostas). Mesmo assim, casos há em que, a despeito da queda livre de grande altura, como, p. ex., pára-quedismo, a pele encontra-se intacta, ou com pouquíssimas lesões, mercê da grande distensibilidade desse órgão. Também devemos recordar que as precipitações, pelo geral acidentais na prática de alpinismo, durante a queda o corpo sofrerá vários impactos no relevo da montanha até imobilizar-se num plano bastante inferior. Raciocínio análogo deve-se ter nas quedas livres acidentais de edificações, onde o corpo da vítima pode sofrer sucessivos impactos na fachada do prédio antes de imobilizar-se no solo. Por outro lado, se ao final da precipitação o corpo se choca com obstáculos elásticos tais como galhos de árvores e telas distendidas, o impacto no solo pode ser em parte amortecido.

    Quanto a CAUSA MORTIS jurídica, a precipitação pode ser homicida, suicida ou acidental. Há que se ter em mente que a CAUSA ACIDENTAL é, sem dúvidas, a mais freqüente, tanto no âmbito do trabalho (infortunística) quanto nos acidentes domiciliares, mormente envolvendo crianças. Salientemos que algumas precipitações acidentais no âmbito do trabalho podem ser conseqüentes a patologias tais como epilepsia, alcoolismo, síndrome de Ménière, hipoglicemia etc. Em segundo lugar temos a CAUSA SUICIDA, em especial de edificações, de pontes etc. A CAUSA HOMICIDA é deveras incomum.

    Em se tratando de queda livre de edificação, dever-se-á atentar para a distância do ponto de impacto para com a fachada do edifício.

    Logo, diante da análise da distância do ponto de impacto até o perfil do prédio, poder-se-á inferir as causas homicida, suicida ou acidental.

    Numa queda livre de natureza acidental, o corpo da vítima cai junto à fachada da edificação, podendo-se encontrar, como já referimos, ferimentos causados por sucessivos impactos naquele perfil, o que resulta em vestígios deixados nos pontos de impactos antes do solo.

    Já na queda livre de natureza suicida, o impulso dado pela vítima ocasionará o impacto no solo num ponto mais afastado da fachada da edificação.

    Numa queda livre de natureza homicida, a vítima cairá um pouco mais distante da fachada, impulsionada pelo criminoso.

    Cabe-nos também ressaltar as quedas livres que são conseqüentes a grandes incêndios em arranha-céus, quando a vítima, por absoluto e total desespero, também explicável pela Síndrome de Emergência de CANNON –, em que o indivíduo torna-se preparado para “lutar ou fugir” – “TO FIGHT OU TO FLIGHT” – tangida pelas chamas ou mesmo pelos gases irrespiráveis, lança-se no ar.

    Recordemos que a queda acidental, ou homicida, através de uma janela denomina-se defenestração; enquanto a queda suicida denomina-se jumping.
    Tendo a altura da queda e a massa do corpo da vítima, podemos calcular a velocidade, no momento do impacto, com base na EQUAÇÃO DE TORRICELLE:

    EQUAÇÃO DE TORRICELLE:

    V ² = h . 2g

    h = altura em metros; g = aceleração da gravidade (~ 9,8 m/s); V = velocidade do corpo no momento do impacto (em m/s ou Km/h).

    A partir da obtenção da velocidade, considerando-se a massa, podemos obter a energia cinética despendida no impacto, através da Equação de A. EISTEIN:

    Ec = m . V²/2

    A queda livre provoca graves lesões internas – desgarros, fraturas múltiplas, rupturas -, ao passo que as lesões externas podem se apresentar insignificantes. GABRIEL TOURDES dizia que “NENHUM ÓRGÃO RESISTE, EXCETO A PELE”.
    Com relação à precipitação, LEON THOINOT resumiu as Lesões de Precipitação como a seguir:

    • Segundo THOINOT:

    – “PELE INTACTA OU POUCO AFETADA, LESÕES INTERNAS GRAVÍSSIMAS, TANTO NO ESQUELETO (FRATURAS) QUANTO VISCERAIS (VÍSCERAS MACIÇAS E OCAS), COM CARACTERÍSTICAS E COMPLEXIDADES VARIÁVEIS”.
    PIGA PASCOAL descreveu alguns aspectos relacionados às fraturas ósseas, como vemos a seguir:

    • Segundo PIGA PASCOAL – “Sinal das quatro fraturas”:

    – FRATURAS DOS TERÇOS INFERIORES DAS PERNAS E DOS TERÇOS MÉDIOS DOS BRAÇOS – PUNHO (S), TERÇO (S) INFERIOR DO ANTEBRAÇO E DO (S) TERÇO (S) MÉDIO (S) DO (S) BRAÇO (S). ELE TAMBÉM SALIENTOU QUE, PELO GERAL, AS FRATURAS DOS MEMBROS SUPERIORES TRADUZIRIAM AUTODEFESA, NO AFÃ DA VÍTIMA DETER O CORPO NA QUEDA.
    Quanto aos tipos de impactos, DALLA VOLTA, em 1935, bem definiu as lesões, em consonância com a queda, na dependência do impacto dar-se pelo segmento cefálico, pela extremidade distal, ou pela lateral do corpo da vítima.

    • IMPACTO PELO SEGMENTO CEFÁLICO (de cabeça): QUANDO O IMPACTO DÁ-SE PELO SEGMENTO CEFÁLICO, ENCONTRAM-SE FRATURAS EM “SACO DE NOZES”, FRATURAS DA BASE DO CRÂNIO; TAMBÉM, MUITO EMBORA RARAS, É POSSÍVEL A OCORRÊNCIA DE FRATURAS E LUXAÇÕES VERTEBRAIS, COM POSSÍVEL LESÃO DA MEDULA ESPINHAL. NOS DEMAIS OSSOS NÃO SE COSTUMAM ENCONTRAR FRATURAS, O QUE TORNA MUITO CARACTERÍSTICOS OS CITADOS ACHADOS, NOS IMPACTOS PELO SEGMENTO CEFÁLICO.

    • IMPACTO PELO SEGMENTO INFERIOR OU DISTAL (em pé): QUANDO O IMPACTO DÁ-SE PELO SEGMENTO DISTAL, TEMOS FRATURAS DOS MEMBROS INFERIORES, PÉLVIS E BASE DO CRÂNIO, ALÉM DA POSSIBILIDADE DE PEQUENAS FRATURAS NOUTROS OSSOS DO CRÂNIO, QUE NÃO DA BASE. HÁ, PELO GERAL, PERFURAÇÃO DA FOSSA DO ACETÁBULO, FAZENDO COM QUE A CABEÇA DO FÊMUR PENETRE NA PÉLVIS. ALÉM DAS FRATURAS NA PÉLVIS, HÁ RUPTURA DOS LIGAMENTOS SACRO-ILÍACOS. PODER-SE-Á ENCONTRAR TAMBÉM FRATURAS E LUXAÇÕES VERTEBRAIS, COM POSSÍVEL LESÃO DA MEDULA ESPINHAL. ASSIM, COMO BEM DISCERNIU C. L. SIMONIN, A QUEDA SOBRE OS PÉS ROMPE OS CALCÂNEOS, O TARSO, OS MALÉOLOS; O CRÂNIO SE FUNDE COM A COLUNA VERTEBRAL CERVICAL E A PÉLVIS PELOS FÊMURES (LESÕES POR CONTRAGOLPE)

    • IMPACTO LATERAL DO CORPO: NOS IMPACTOS SOBRE TODO O COMPRIMENTO DO CORPO (LATERAL, VENTRAL OU DORSAL), HAVERÁ FRATURAS MÚLTIPLAS DE COSTELAS, DO CRÂNIO E, MAIS RARAMENTE, DA COLUNA VERTEBRAL.

    OBS: Em todas essas formas de impactos encontrar-se-ão graves lesões viscerais, quer de vísceras maciças, quer de vísceras ocas.
    DALLA VOLTA também distinguiu as quedas em que o impacto dá-se pela pélvis, o qual caracteristicamente evidenciará não só as complexas fraturas, mas também as perfurações da fossa do acetábulo, uni ou bilateral.

    MARIO CARRARA, em seu livro intitulado “MANUALE DI MEDICINA LEGALE” (M. CARRARA, R. ROMANESE, G. CANUTO, C. TOVO) – Torino – Unione Tipográfico-Editrice Torinense, págs. 438 usque 443, de 1937), ratifica a possibilidade da vítima impactar no solo com a pelve (sentada), o que ocasionaria fraturas da pelve e da base do crânio, além, é claro, das lesões tanto de vísceras maciças quanto ocas.
    Portanto, o perito legista tem absoluta e total condição de determinar se o impacto do corpo da vítima deu-se pelo segmento cefálico, pelo segmento inferior ou distal, ou mesmo se com a lateral do corpo, na dependência das fraturas assestadas no esqueleto, considerando-se também as fraturas de vísceras maciças e lesões de vísceras ocas.

    No que concerne às rupturas de vísceras internas – maciças e ocas –, comuns a todas as formas de impactos do corpo no solo ou numa superfície, temos que considerar que na precipitação, tal qual em outras modalidades de contusões causadas por grande violência como, p. ex., desastres automobilísticos, atropelamentos, esmagamentos etc., há ruptura de órgãos internos. Em tais casos, as lesões externas nem sempre correspondem às gravidades das internas, conforme já anteriormente citamos.

    Inicialmente, analisaremos as lesões das vísceras maciças. Pelo geral, tais lesões dão-se por violenta tração. Temos que compreender que na queda livre, quando o corpo impacta no solo, ocorrem duas desacelerações, a saber: 1- DESACELERAÇÃO SÚBITA DO CORPO DA VÍTIMA; 2- DESACELERAÇÃO SÚBITA DAS VÍSCERAS INTERNAS EM RELAÇÃO AO CORPO. E é justamente a desaceleração das vísceras em relação ao corpo que causa as lesões internas – as vísceras tendem a prosseguir na trajetória, podendo soltar-se de seus ligamentos.

    – DESACELERAÇÃO SÚBITA
    – DESACELERAÇÃO DO CORPO DA VÍTIMA
    – DESACELERAÇÃO DAS VÍSCERAS EM RELAÇÃO AO CORPO

    No que tange às vísceras maciças, há duas teorias científicas para explicá-las: 1- TEORIA DA HIPERCURVATURA; 2- TEORIA DAS MODIFICAÇÕES DA FORMA.

    1- TEORIA DA HIPERCURVATURA
    Certas rupturas, de vísceras maciças, dependem da própria curvatura do órgão:
    • É sempre transversal nas faces anterior e posterior das vísceras encurvadas.
    • No fígado, se o agente age em sentido ântero-posterior, a ruptura será transversal e na face convexa. Será longitudinal, se o agente atuar no sentido látero-lateral.

    2- TEORIA DAS MODIFICAÇÕES DA FORMA
    • Um órgão arredondado, quando comprimido em certas direções, modifica sua forma e diminui seu eixo, no ponto onde a pressão é exercida. No mesmo instante, o órgão tem seus meridianos desviados passando sobre aquele ponto e, ainda, uma ampliação dos círculos paralelos. A ruptura será na direção dos meridianos.

    Os órgãos do abdômen também estão sujeitos a rupturas por contusão direta, e o fato dá-se, muitas vezes, sem lesões externos. O fígado é a víscera atingida com maior freqüência, vindo, a seguir, o baço e depois os rins, bem como rupturas da artéria aorta, logo acima das válvulas semilunares, do coração, dos pulmões. Já o intestino grosso e o estômago resistem mais. As lesões dos rins compreendem rupturas graves, com verdadeiros despedaçamentos desses órgãos.
    Já com relação às vísceras ocas há a uma teoria científica: 1- Teoria da Pressão Hidráulica (LEI DE PASCAL).

    TEORIA DA PRESSÃO HIDRÁULICA (LEI DE PASCAL):
    • A pressão sofrida por um órgão interno equipara-se a um recipiente cheio de água, onde a força é exercida em todas as direções, vencendo-o no lugar de menor resistência. Podemos exemplificar a Teoria da Pressão Hidráulica com o modelo de um elevador hidráulico, como os de postos de combustíveis
    OBS: Teoria mais aplicada aos órgãos ocos, como coração, pulmões, vasos sangüíneos, estômago, intestinos.

    Quanto ao mecanismo de morte temos: hemorragia interna, por rupturas viscerais; hemorragia intracraniana por lesões cerebrais ou mesmo por ruptura da artéria cerebral média; lesões medulares e bulbares, conseqüentes às fraturas vertebrais; e choque traumático.

    Das Conclusões

    Nos casos de Precipitação as lesões são bastantes características, permitindo assim ao legista determinar se o impacto deu-se pelo segmento cefálico, ou pelo segmento inferior, ou mesmo se pelo impacto pelo comprimento do corpo (lateral, ventral, dorsal), ou pela pélvis. Também haverá nítida desproporção entre as lesões externas e internas, como bem ensinou-nos LEON THOINOT.

    Por outro lado também haverá o legista que diagnosticar os casos em que, após a morte, por homicídio, foi o corpo precipitado, no intuito de simular uma queda, digamos acidental ou suicida. Nessa premissa, não devemos esquecer do PERÍODO DE INCERTEZA DE TOURDES (6 h antes / 6 h após, segundo TOURDES), no qual lesões POST MORTEM podem ainda apresentar sinais de vitalidade. Jamais nos esqueçamos que a morte é um fenômeno bioquímico em sua essência e que ao tempo em que a vida extingue-se a morte instala-se paralela e progressivamente, havendo clara superposição entre vida e morte num dado momento.

    O que quero deixar bem claro é que diante do noticiado, qual seja, que Isabella Nardoni tinha somente uma fratura no punho direito e uma fratura na lateral direita da pélvis, torna impossível aceitar, sob a ótica científica, que ela foi defenestrada, caindo ao solo em queda livre. Isso significa dizer que, seja lá o que tenha acontecido naquele apartamento, ela foi transportada a braços e deixada no gramado. Seria, portanto, inverossímel falar-se em queda livre, pois, com cerca de 20 Kg, numa queda de 20 m de altura, ela chagaria ao solo com velocidade de 72 Km/h, liberando uma energia cinética de 400 Kgf, energia que jamais seria amortecida por uma palmeira de 60 cm de altura, uma grama com 10 cm de altura e a terra umedecida.

    DR. LEVÍ INIMÁ DE MIRANDA – Coronel Médico Reformado (EB)
    Perito Legista aposentado da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro

  191. Leví Inimá de Miranda disse:

    Considerando-se que, segundo o Laudo Cadavérico, as duas fraturas encontradas no corpo de Isabella Nardoni – punho direito e face lateral direita da pélvis – foram, segundo os peritos legistas, produzidas por queda no apartamento, podemos calcular a energia cinética liberada de uma altura aproximada de 1,5 m. Assim, pela Equação de Torricelli, a velocidade de chegada ao solo seria de 5,5 m/seg. Para o peso de 20 Kg ela possuia massa de 2,04. Aplicando-se a fórmula de Einstein (Ec = m.v²/2), teríamos uma energia cinética de 30 Kgf. Ora, 30 Kgf é suficiente para causar as fraturas relatadas, bem como provocar contusão da cabeça, com ou sem sangramento interno, além de possível ruptura visceral. Este valor é bastante diminuto diante dos 400 Kgf, caso ela tivesse caído de 20 m de altura. Portanto, tal versão – da defenestração – é inverossímil.
    Pode ser que a verdade nunca seja revelada; mas sob a ótica da Ciência Forense e da Física, ela jamais foi precipitada de 20 m de altura.
    A única chance do casal Nardoni será revelar a verdade dos fatos, pois, do contrário, eles serão pronunciados e condenados pelo corpo de jurados; e, nesse desiderato, decerto o juiz arbitrará a pena máxima.

  192. rita disse:

    Caro Dr. Levi. Sou umadas poucas pessoas que não acaredita na versão da polícia e já tinha até deixado de ler e tecer comentários sobre o triste caso, especialmente porque quem emite opinião contrária a maioria acaba por ser até ofendida, em total desrespeito a liberdade de opinião. Dia 30 de maio pp, no entanto, resolvi dar uma passada no blog e me deparei com o seu belíssimo trabalho elucidativo. Parabens.

  193. greice disse:

    não tenho palavras !!! muita barabaridade .
    na minha opnião ela sofreu muito e não foi estranho que fez isso com ela !!
    por qual motivo um estranho mataria !! uma menina tão inocente!! e linda/
    espero que a justiça seja feita !!
    por nos temos nossas crianças, enão queremos que acontecesse isso que aconteceu com isabela com elas !! a justiça é muito falha!!

  194. Moacir de Souza disse:

    Minha gente isto é o apocalipse leiam a Biblia convertan-se e pratiquem o bem como Jesus fazia pois este acontecido realmente é a falta de Deus nas familias e nos corações das pessoas que não pensam no proximo e sim em si proprias. Estes relatos e acontecimentos ja estão previstos na Biblia filho ira se levantar contra pai e pai matara filho. Que o sr Jesus tenha misericordia deste casal. e de toda sua familia. Não podsemos acusar nem julgar nehnuma pessoa pois não temos esta faculdade se forem culpados serão punidos.

  195. S.Bernardelli disse:

    Foi impressionante a explicação do Dr. Levi, eu nunca acreditei que aquela menina tivesse sido jogada do sexto andar,mas talvez pelos ferimentos ela poderia ter sido jogada de andares mais abaixo…

    Digo isso por causa do tenente pedófilo que tinha uma organização de pedófilia que agia ,também no bairro do Tucurivi. Quem pode garantir que algum dos pedófilos não tivesse a intenção de seqüestrá-la, e não tenha dado certo por que a mesma gritou assustando o assassino fazendo com que ele saisse com ela do apto, indo para um dos apartamentos vazios na parte inferior,agredindo-a e jogando-a dali?

    Quem pode garantir que esse mesmo tenente não tenha encoberto o assassino? Será que foi mesmo por vergonha que ele se suicidou-se?

    Como um buraco de 47 cm de comprimento e 38 de diâmetro passaria uma criança do tamanho da Isabella?

    E marca de pés sobre o telhado da churrasqueira do Edíficio London, por que a polícia não tocu , mais no assunto?

    Quem mandou o pedreiro mentir que o sobrado não foi arrombado quando o mesmo disse em rede Nacional que foi? O Alexandre? A Anna Jatobá? O pai do Alexandre?
    Que horas eles fizeram isso?

    Por que cortaram a pequena palmeira, que motivo levaram eles remôve-la? Talvez, esconder a verdade para encobrir o pessimo trabalho que fizeram e ficar mais acusar o casal?

    Por que não descobriram na tela nenhum fio de cabelo do Alexandre e cadê as impressões digitais dos pés da Anna Jatobá na cama, quando dizem que ela o ajudou jogar Isabella?

    Será que o juiz está protegendo a incompetência do Sr. Cembranelli e CIA?
    Com quem está a verdade?

    Estes vídeos apresentados no youtube mostra as provas e contradições que muitos não querem ver:

    http://br.youtube.com/watch?v=OLPFbmKdTG0

    http://br.youtube.com/watch?v=SB1hgZcaE5k

    http://br.youtube.com/watch?v=IYo37IHqjNI

    http://br.youtube.com/watch?v=Y2GHpiI8aY8

  196. elaine disse:

    Lendo os comentários chego a conclusão de que muitas pessoas pouco sabem sobre o caso e agora querem levantar a polemica sobre a queda e isabella.O proprio alexandre falou que deixou a menina no apartamento e que a tela estava intacata e que quando voltou a tela estava rasgada,Na tela tem sangue de isabella, tem sangue no parapeito da janela e marcas das mãos da menina do lado de fora, portanto querer dizer que ela não caiu soa como piada.

  197. lidia disse:

    eu aho que se nós e a imprensa (que parece já ter esqueido )não ficarmos em cima desse caso esses assassinos vão ficar impunes como muitos por ai vamos cobrar para que a justiça seja feita .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: