Depoimento emocionado da ex-mulher de Casagrande. Uma aula para parentes de dependentes químicos.

“Esta é a maneira que encontrei para contribuir com todos que têm acesso a ÉPOCA e dependentes químicos na família.

Casei-me com Walter Casagrande Junior depois de 1 ano e 10 meses de namoro. Nossa relação matrimonial durou 21 anos. Tivemos três filhos maravilhosos: Victor Hugo, 22 anos; Ugo Leonardo, 18 anos; e Symon, 15 anos. Todos frutos de uma relação natural, como qualquer família que se constitui por amor.

Soube do acidente (Casagrande capotou seu carro em São Paulo em 22 de setembro de 2007, um sábado) apenas na manhã de domingo, quando a irmã dele me ligou, muito assustada, pedindo para que eu fosse ao Hospital Albert Einstein falar com os médicos e assumisse as medidas necessárias, dada a emergência da situação.

Decidi ajudar. Após encontrar o médico dele no hospital, agendamos uma reunião no andar da UTI para, no mesmo dia, falarmos com meus filhos. Discutimos algumas alternativas de ação, mas o mais importante é que nos comprometemos a ajudá-lo no que fosse necessário para alcançar êxito nessa nova oportunidade de tratamento. Todos nós estávamos muito abalados.

Eu e meu filho mais velho assumimos a responsabilidade pela internação do Walter. Os pais dele também estavam conosco. A Clínica Greenwood foi indicada por uma pessoa muito querida e que já passou por essa experiência na família dela. Encaramos o acidente como uma oportunidade.

Antes dele, era difícil para meus filhos e para mim vê-lo naquele estado, pois estávamos vendo-o morrer aos poucos. Mas a resistência dele a se tratar era mais forte do que nossa iniciativa de interferir na vida dele para ajudá-lo.!

De lá para cá, só podíamos esperar que ele respondesse positivamente ao tratamento. Após o cuidado inicial – desintoxicar –, o mais difícil teve início: conscientizar o doente de que está doente. Agora o pior já passou, mas é um dia por vez.

Quero dizer aos familiares – e aos não-familiares, como eu – que tenham iniciativa. Ter coragem de internar um marido ou uma mulher (ou “ex”), filho, filha, irmão, irmã, etc. é muito difícil. Mas não é mais difícil do que vê-lo morrer aos poucos. O dependente tem auto-estima baixíssima e arrogância altíssima. Antes que o inevitável aconteça, colocando em risco a vida de outras pessoas, interfiram. Busquem ajuda. Internem. Façam tudo o que puderem para ajudar.

Essa doença não tem cura, só controle. Mas vale a pena ajudar. Os dependentes são pessoas inteligentes, competentes. A maioria tem emprego, é financeiramente independente, e a vida familiar parece comum como a de qualquer pessoa não dependente. Mas eles não se amam e não sabem se amar. Não tiveram carinho em alguma fase importante da vida e carregam dentro de si uma dor intensa.

Quem sabe eles poderão enxergar a ferida mortal que está dentro deles (as) e o veneno letal que estão fumando, cheirando, tomando ou injetando. O ex-usuário também é um dependente químico, mas controla a doença. Assim como quem pára de fumar por anos pode, de repente, voltar a fumar, isso é comum acontecer com qualquer pessoa que já usou drogas. Cada dia sem drogas é uma vitória.

Aos adictos e ex-usuários: só por hoje vivam bem cada segundo da sua vida. Aos familiares, desejo que consigam perdoar. Ajudem sem pensar no reconhecimento, pois o obrigado nem sempre vem para quem o merece verdadeiramente.

A todos os mencionados no depoimento do Walter (Casagrande agradeceu, na reportagem de ÉPOCA, a diversas pessoas pelo apoio ao tratamento), meus parabéns e obrigado por contribuírem para uma sociedade melhor. Aos parentes de dependentes, desejo muita luz, paz e coragem. Vocês são maravilhosos e podem falar aos outros sobre este assunto devastador.

Beijo no coração,

Monica”

Fonte: Época

Veja mais:
Depois de atuar em filmes adultos, Alexandre Frota se diz evangélico.
Acreditei no Kajuru e me dei mal!
Meu Nome Não É Johnny ultrapassa a marca de 1 milhão de espectadores – assista o trailer.
Gilberto Gil é o primeiro músico brasileiro a ter canal no You Tube!
Kaká se une ao charlatanismo?

29 respostas para Depoimento emocionado da ex-mulher de Casagrande. Uma aula para parentes de dependentes químicos.

  1. Rita de Cássia Amorim disse:

    Sei bem o que é passar por esta dura experiência, tenho um irmão que com a ajuda de nossa família (pais e irmãos) e ainda com a ajuda da religião conseguiu superar esta longa e dolorosa fase.
    Também tenho a dizer a todos os familiares que não desistam de seu doente…tenham fé, persistência e amor… é difícil, não se iludam, mas valerá muito assitir o renascimento desse seu ente querido!

  2. Maria Célia Melhen disse:

    Deus me livre de ter uma pessoa viciada em drogas ou alcool em minha familía, eu não saberia como lidar, ou talvez, não tivesse a tão necessária paciência. Fui premiada por Deus……

  3. MARCOS (CORUJA) ATC disse:

    MUITA FORÇA ,MONICA,VC TEM OS TRES FILHOS COM SAÚDE,,CONTINUE DANDO A ELES OS ENSINAMENTOS CORRETOS DE UM
    CIDADÃO ,COM CARATER E PERSONALIDADE. VAMOS TORCER PARA RECUPERAÇÃO DO WALTER.QUE ELE POSSA VOLTAR A CONVIVÊNCIA
    COM OS FILHOS. ABRAÇÃO-MARCOS (CORUJA)ATC -44 ANOS

  4. Ivan disse:

    Boa Tarde Monica, lembre-se que Deus nos dá, só o que nossos corpos podem carregar, e uma infinita vontade para sermos caridosos, propiciano novos ensinamentos e caminhos, para que tenhamos toda força do mundo para ajudarmos um ente que nos é muito querido. Sei que o caminho é muito arduo, mas não devemos desistir jamais, pois a cada etapa vencida, melhores serão os dias futuros.
    Parabens para todos, pela ajuda ao Walter, que nunca deixou de ser amigo, mesmo como ex, e pai eternamente ele o será.

  5. Abel Almeida disse:

    Monica com certeza o seu depoimento vai ajudar e muito as pessoas que precisam de ajuda, pois voce é muito forte, continue assim, Deus o abençoe.

  6. marisa disse:

    Fico sempre emocionada ao lidar com esse assunto. Tenho um sobrinho de apenas 17 anos que está se afundando cada vez mais. Vivemos em delegacias ou coisa do gênero. Sinto muito por nós todos. O que se pode fazer é sempre estender a mão.

  7. Marcos Ida disse:

    Mônica, boa tarde !
    Acompanhei a carreira do Casagrande desde o início. Confesso que fiquei admirado com o tempo que vocês ficaram casados pois sempre achei que o “Casão” fosse meio amalucado. Fiquei chocado quando soube de seu sério problema com as drogas. Sei, também, que tanto as drogas, como as bebidas ou como o jogo, não são doenças ligadas ao corpo físico. Na verdade, são anomalias ligadas à problemas de familiares já falecidos e que partiram em estado muito sofrível. Então, o tratamento deve ser complementado com o aspecto espiritual das famílias do pai e da mãe do Walter. Creio que familiares deles devem ter tido problemas com drogas, bebidas ou consumo excessivo de remédios. Disponho-me a ajudar no que for possível sem nenhum custo para a família e, de preferência, sem alarde. Desejo a você, aos filhos e familiares, muita força e paciência pois, com certeza, tudo voltará à normalidade com vocês mais fortalecidos e unidos. Grande Abraço !!!

  8. HERBSTER disse:

    Monica, gostei muito do seu depoimento. Continue junto com os seus filhos, familiares e amigos a ajudar o nosso querido casa(walter), pois uma pessoa como ele(walter) que proporcionou a muitos brasileiros a alegria de vê-lo em campo fazendo suas belissímas jogadas e gols não pode ser destruido por essas drogas que matam o indivíduo sem que eles percebam. Abraços e que Deus esteja sempre com vocês.

  9. paulo disse:

    MARIA CELIA MELHEM. ocupa o espaço para ser solidária. Não pra escrever esta babozeira que escreveu.
    Monica. vc é demais, quando não encontrar mais força busca no Senhor Jesus Cristo, que certamente encontrara o que necessita pra seguir em frente. Ele merece seu apoio e o da familia. Que Deus abençõe a todos.

  10. A.Gomes disse:

    Mônica, vc é uma pessoa iluminada, seu depoimento, tenho certeza, será elogiado por todos. Devemos agradecer a Deus por ainda existirem pessoas como vc. Que seus filhos sigam seu exemplo e que Deus a abençõe muito pelo seu gesto, juntamente com sua família. Obrigado, obrigado, obrigado.

  11. Fernanda Mota. disse:

    Desjo muita fôrça aos familiriares ,e que Deus ilumine,econforte .Essa familia.Um grande abraço.Fernanda.DF.

  12. valentim disse:

    Monica, bom dia!!! Sou palmeirense, mas sempre gostei do estilo do Casão, mesmo sabendo desde o início da carreira dele do envolvimento com drogas,e isso é mesmo muito ruim para qq um. Só um conselho posso te dar, mas é o único realmente eficaz, pois conheço muitas pessoas que se libertaram das drogas, do álcool (eu) e de muitos problemas que pareciam sem saída simplesmente entregando o coração para o nosso único e suficiente Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele levou para o calvário todas as nossas enfermidades, portanto não precisamos mais sofrer de dor ou deficiência alguma, mas enquanto não entregamos nosso coração à Ele, Ele nada pode fazer por nós, pois se não fizermos isto, ainda pertencemos ao mundo, e quando assumimos esse compromisso, passamos das trevas para a luz e somos abençoados em todas as áreas das nossas vidas, principamente na área espiritual. Não acredite em falsas promessas, espíritos enganadores, imagens, só Jesus Cristo cura, salva e liberta, procure uma igreja evangélica e coloque toda tua vida e da tua família no altar de Deus, a vitória é certa!!!! Uma prima do Casa trabalha comigo (Ana Paula) Fique com Deus!!!!

  13. Lucas Sanches Biudes disse:

    Monica:
    Parabéns pelo seu esforço seu e dos filhos, para a completa recuperação do Casagrande, um dos mais consagrados jogadores do Corinthias, eu hoje com 57 anos, acompanhei sua trajetoria futebolistica desde a taça Sao Paulo quando foi revelado, fiquei triste quando a noticia surgiu e a necessidade de um tratamento intensivo, fico feliz por sua iniciativa e coragem.
    Que Deus de abençoe por tudo o que estga fazendo, sedm saber ao menos se um dia venha um obrigado.
    um agrande beijo no coração de um grande fã do Casagrande e que ainda volte a brilhar como comentarista.
    Monica, fique com Deus
    Beijos
    Lucas
    Santa Isabel do Ivai – Paraná

  14. ANÔNIMO ! disse:

    Para compreender e melhor tratar esta doença existe um CAMINHO MTO EFICIENTE, O CAMINHO DE NA (NARCÓTICOS ANÔNIMOS), visitem o site e/ou liguem para os telefones dispóníveis. Esta IRMANDADE OFERECE TRATAMENTO SÉRIO, EICAZ, LIBERTADOR E GRATUITO !!

    http://www.na.org.br

    O site é este acima !!

  15. val disse:

    Mônica,
    por coincidência entrei neste email. Hoje estou muito triste! Tb meu ex marido, pessoa independente,inteligente com 3 filhas queridas, simplesmente desistiu de viver e vem bebendo muito e tentando contra sua vida. Acredito que esta leitura veio de Deus. Não sei como agir. Será que poderia me dar algumas dicas???
    Obrigada.
    + Não gostaria de aparecer e sim simplesmente ajudá-lo.

  16. Regina disse:

    Gostei imensamente de suas palavras. A vida é uma bênção… Espero que as mesmas sejam incentivaoras para outras pessoas como foram para mim.Espero e confio em Deus que seu depoimento venham ajudar tantas famílias que passam por este problema.

  17. natalina disse:

    Desejo muita luz e força a todas as famílias com esse problema. Que se mirem na sua coragem, Monica.

    natalina

    “fé na vida, fé no homem, fé no que vier…”

  18. Edison campelo disse:

    como Deus e Bom. Para vocês verem quando ser humano que tem coração bom.
    nao tem rancor . uma ex. esposa cuidando do Walter Pai dos seus filhos. que coisa
    bonita. este depoimento deve ser mostrado na mídia. para mostrar ao povoque toda pessoa viciada tem que ter apoio nao importa graus . voce monica o que
    voce esta fazendo uma coisa linda. linda mesmo ,que deve ter seguida por mais gente
    nas familia que tem um dependente quimico.
    Parabéns.

  19. para val disse disse:

    olá VAL também tenho um marido em plena recuperação lá Fazenda da Esperança- pedrinhas, lá é um lugar abençoado por Deus e recupera pessoas iguais ao seu ex- marido…faça uma visita, a fazenda já existe a 25 anos andrea r kian

  20. Ernani V. Utzig - ELECI disse:

    Bom dia Mônica, li com atenção seu depoimento, eu e minha esposa Eleci trabalhamos com cartilhas que nós mesmos elaboramos e palestras contra as Drogas o Álcool e o Fumo, com o adolecente, jovem e os Pais, temos tido ótimos resultados, já atendemos mais de 8.000 pessoas, num período de um ano. Temos dito a todos que somente a informação evita a entrada do jovem ao vício. O apoio à vítima é fundamental, de todos familiares principalmente, temos a certeza que tudo vai dar certo com o Casão, muitas vezes somos vítimas de situações que nem mesmo nós sabemos de onde e o por que, mas tendo alguém como a Sra. e seus filhos, ele terá a motivação necessária para superar o episódio. Fiquem com Deus. Abraço

  21. Anônima disse:

    Monica,o caminho é esse,ajuda+compreensão+aceitação+perdão,e vc tá no caminho certo.Parabens guerreira,o mais legal disso td é q vcs não desistiram dele,e acreditaram numa reabilitação.E diga p Casão,que “é só por hoje”,vale a pena viver e deixar viver.
    Bj
    Estamos juntos!!!!

  22. Bárbara Roberta disse:

    Meu nome é Bárbara,tenho 25 anos
    e como muitas pessoas,também sou uma co-dependente,e não seria exageiro da minha parte.
    Minha família era composta por 5 pessoas, minha mãe, meu pai, meu irmão (gêmeo), meu irmão mais novo e eu.
    minha mãe, meu pai e meu irmão gêmeo, eram dependentes de alcool, porém o último pra variar também era dependente químico. Bem, alguns de meus tios são alcoolatras também, portanto não afeta diretamente à familia.
    hoje, 3 anos depois… minha mãe faleceu de câncer,devido à um pequeno descuido, pelo qual estava envolvida no alcool, meu irmão foi assassinado por motivos banais,4 anos depois , não sabemos porquê foi? Nem como foi? e nem quem foi? Só sabemos Que foi
    quem entra nessa vida , morre de graça
    Acompanhei minha mãe numas 4 clinicas de recuperação, e meu irmão quase sempre enternado também
    ela passava 3,4 até 5 meses no máximo enternada
    Lá ela percebia que perdia a liberdade, pois ela dizia que não tinha matado ninguém pra viver presa, pois estava presa, estava presa sim ,por um vício que não consegui controlar,
    me iludia, coitada, talvez se iludia também, achando que se livraria de sua dependencia, uma dependencia que começou apenas por um copo de cerveja ,
    e pior…
    eu sempre acreditava, eu sempre acreditava na recuperação da minha mãe, e ela sempre acreditava na recuperação do meu irmão
    e quando ela saia das casas de recuperações, eu ficava feliz…muito feliz
    porem não dava 3 dias pra ela voltar a beber denovo, e eu chorava, ficava triste e lamentava pra Deus , pois era o meu único refúgio, graças a Deus
    e ela falava que era só um gole…, só uma garrafa…, só hoje…, amanhã não vou beber…
    e mais uma vez eu acreditava
    depois, começava tudo denovo
    por último, ela teve câncer no útero gerado por um HPV , porém, quando foi descoberto , já era tarde demais, já havia criado metástase e pego quase todos os órgãos,
    ela fez hemodiálise, pois o problema havia parado os rins, fez radioterapia e teve que vazer uma colostomia(tudo isso devido ao câncer), e tinha que ser observada por mim e pelo meu irmão 24 horas,porem ela ainda tentava escapar para beber.
    bem…
    hoje não tenho minha mãe e nem meu irmão, devido a dependecia
    porem continuo sendo uma co-dependente,tenho meu pai, que mesmo depois disso tudo, e ter perdido uma perna atropelado,e se hipertenso, ainda continua a beber…
    BEM, não parou por aqui…
    conheci uma pessoa, uma pessoa maravilhosa, carinhosa, dedicada talvez, se não fosse os vícios,DEPENDENTE QUIMICO, DE ÁLCOOL , com uma vida bagunçada
    ufa… é dificil não acha?
    gosto dele, mas sei que não devo continuar, continuar a sofrer?
    basta não acha?
    Um abraço para todos

  23. Geraldo Magela disse:

    parabéns Monica , aos filhos e principalmente ao Casagrande , que é um ex atleta tão adomirado, por sua inteligência em seus comentários de futebol, alémd e ser tão querido da torcida corintiana.
    Parabens Casagrande e temos certeza que você deu a volta por cima e vai continuar a nos dar tanta informação inteligente como sempre.
    Bom retorno a vida cotidiana e Deuis lhe ajude sempre a vocês que mostraram coragem e determinação em uma situação tão dificil.
    Não parem por aí, existem muitos que precisam desta experiência

    Abraços

  24. Artur Moreira disse:

    Mônica!
    Acredito que ainda lembra-se de mim, a muito tempo perdi o contato com o CASA, porém fiquei sabendo do ocorrido na época pelos noticiários, mas não consegui entrar em contato com voçês, soube também do falecimento do Ocimar, mas não pude estar aí também; comente com o Casa, dê um grande abraço por mim, sou o Arturzinho “Comendador”, hoje estou recuperado das drogas a 10 anos e fazendo um tratamento para hepatite c, onde tive que parar de beber e fumar também , já a 2 anos, é só ter força de vontade e opinião. Acredito que a persistencia e a disposição do meu amigo Casa, vai ser da mesma forma.
    Um grande beijo e um abraço a todos!
    Artur Moreira.
    Comendador Imóveis- Caraguatatuba- SP. 12- 38831478.

  25. Flavia Amaral disse:

    Oi Monica fiquei muito emocionada com o seu depoimento, eu moro fora do Brasil a 3 anos mas acabo de voltar no mes de agosto por conta do falecimento do meu pai tambem por conta de um vicio, gostaria de saber se existi alguma maneira que eu possa contribuir e ajudar as pessoas com que convivem com dependentes quimicos, eu sofri isso na familia por anos e concordo em tudo o que vc escreveu. gostaria de verdade de poder ajudar meu telfone e 7158-7339 ou 44381428 obrigada e muita paz a vc

  26. ROSEMARY - BH disse:

    OI MONICA FIQUEI MUITO FELIZ POR VOCE TER DADO ESTA AJUDA AO CASAGRANDE, PORQUE EU TENHO NA MINHA FAMILIA UM PROBLEMA DESSES O MEU PAI, JÁ INTERNAMOS ELE, E ELE FUGIU DA CLINICA, NESSES DOIS ULTIMOS MESES FICOU INTERNADO, FICOU MUITO RUIM, QUASE MORREU EU, OS MEUS IRMAOS E A MINHA MAE QUE SE SEPAROU DELE, PORQUE NAO AGUENTAVA MAIS, TANTA VIOLENCIA, AJUDOU E MUITO, DEPOIS QUE O MEU PAI SAIU DO HOSPITAL, A MINHA MAE CONCORDOU DELE IR MORAR EM SUA CASA, DOIS DIAS DEPOIS VOLTOU A BEBER NOVAMENTE, FICOU AGRESSIVO E VOLTOU A VIVER A SUA VIDA, EM SITUAÇÃO PRECARIA, É TRISTE VER UMA PESSOA SE ACABANDO E VOCE NAO CONSEGUIR FAZER COM QUE A PESSOA SE CONCIENTIZE DA SITUAÇÃO.

  27. Maria Aparecida Dias disse:

    Meu comentário, é apenas uma palavra de força, para o Casagrande, que tanto me alegrou no futebol, jogando e depois, comentando e muito bem. Força, Casão!! Vc é um cara espetacular! E bom. Por isso, a vida fica difícil e muitas vezes se procura o que só nos prejudica. Espero, mesmo que nao leia, que vc se encontre e descubra o cara bacana que vc é. Torço por vc, agora, fora dos gramados, mas dentro da bola-terra, que gira tão rápido, que nos deixa, muitas vezes, tontos. Fique bem. Vc merece ser feliz! Parabéns, pela linda família que tem!

  28. vilma disse:

    eu sou uma mãe de um jovem de 20 ano , q estou sofrendo muito com a doença do meu filho , hoje faz 1 mes e 7 dias que ele está numa clinica , e eu ainda não fui visita-lo pois ele não tem ainda visita , estou indo no amor exigente está sendo bom para mim , mais já fico pensando na volta dele , choro muito mais sei que ele está lá para o seu bem eu estou me sentindo gravida novamente que vou esperar os noves meses para ter o meu filho novo

  29. Jalson de Mattos Ribeiro disse:

    É triste e verdadeiro esse drama da doença por dependência quimica, eu bebi desde sabádo até ontem a tarde, consumi muito alcool e o que é pior não gosto de outra bebida a não ser cachaça, mas hoje acordei com disposição de me internar, estou desde as 06:aahs procurando uma clinica que não cobre pelo tratamento, pois não tenho condições de arcar com quallquer custo financeiro, quando de repende procurando no google endereços de clinicas acabei por encontrar o seu depoimento e o seu depoimento veio reforçar ainda mais a minha vontade de romper de vez com o consumo de alcool em minha vida.
    Que DEUS abençoe você seus filhos e o CASAGRANDE, que as divinas graças sejam
    derramadas por sobre cada um de vocês.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: