Quando a motivação vence a habilidade

brasil_x_argentina.jpg

Já há algum tempo pensava em escrever um post com este tema, só faltava um exemplo que ressaltasse tão bem essa dualidade, mas para minha alegria fui agraciado com um belíssimo show da seleção brasileira de futebol masculino na final da Copa América diante da favoritíssima esquadra argentina.

Poucos apostavam na vitória brasileira e esse favoritismo do rival estava estampado na bolsa de apostas de Londres que contava a predileção de 98% dos apostadores.

Olhando o mundo corporativo de uma forma curta, podemos afirmar que os talentos estão cada vez mais em falta no mercado de trabalho, repito, de forma curta. Essa visão é muito parcial e fruto e um olhar sobre o “breve tempo”, como dizia um antigo professor de filosofia que tive.

Talvez fosse mais certo afirmar que talentos são raros mesmo. Qual o problema com isso? Viver com a missão de ser 100% genial não é uma tarefa fácil para ninguém, a pressão por bons resultados é frequente.

Essa pressão afeta negativamente até mesmo aqueles que são considerados “fora de série”, vale lembrar o episódio Ronaldo na final da Copa de 98.

Caso você não seja reconhecido pela habilidade não se preocupe, a vitória da seleção brasileira é a prova disso. Mesmo jogando contra uma seleção reconhecidamente recheada de talentos como Tévez, Riquelme e Aimar, a motivação sempre presente nos jogadores brasileiros mostrou-se mais eficaz, sufocando qualquer lampejo genial que os craques rivais poderiam ter.

Seria ótimo ser habilidoso e motivado, mas como isso é praticamente impossível, seja pelo menos motivado, pois talvez a habilidade venha a ser desenvolvida desta postura, mas o contrário raramente acontecerá.

3 Responses to Quando a motivação vence a habilidade

  1. Paulo Cesar disse:

    Gostei muito dessas materias sobre motivação e mundo corporativo, infelizmente a quantidade de pessoas motivadas é muito pequena em relação as desmotivadas, acomodadas, pessoas que so veem os probelmas, o lado negativo das empresas e das pessoas, mas é importante percebermos que o mundo caminha para o desenvolvimento, onde as pessoas são muito mais importantes que as maquinas, e elas fazem a diferença, por isso é preciso estar atento a essas mudanças, os ativos mais importantes das empresas ja nao sao mais suas maquinas, seu saldo bancario, seus equipamentos, seu patrimonio e sim o seu quadro de pessoal, os talentos que elas tem, porque é através das vitorias alcançadas por pessoas que a empresa obtêm o verdadeiro sucesso, por isso estejam assimilando essa visao e sempre que possivel sejam otimistas, motivados, inovadores e dispostos a encontrar soluções criativas para cada problema que surgir na sua caminhada profissional e pessoal.
    sds

  2. […] retirado do InfoMoney, Flávia Furlan Nunes *Clique aqui e vote In Blog no IBest 2008* Veja mais: Quando a motivação vence a habilidade O “reality show” dos […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: