Veja lista com a nota das escolas no ENEN 2007

Entre as 20 escolas da cidade de São Paulo com o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio 2007, segundo os dados divulgados nesta quinta-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC), apenas duas são públicas – e ambas são de ensino profissionalizante. Pelo terceiro ano consecutivo, o Colégio Vértice, da rede particular de ensino, apresenta a melhor média total (prova objetiva e redação), com 81,76 pontos. Na edição 2006, o Vértice ficou com 74,15 pontos.O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pela aplicação do Enen, liberou a consulta pela internet às notas das escolas e municípios no exame. Para levantar as escolas com o melhor desempenho, o G1 usou a média total (prova objetiva e redação) com correção de participação, o mesmo critério utilizado pelo Inep nos dados divulgados nas duas edições anteriores do exame.No levantamento foram consideradas as notas de todas as escolas, seja no ensino regular, no ensino profissionalizante ou na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Se qualquer uma das modalidades for desconsiderada, as médias da escola podem sofrer alterações.

Desempenho da escola no Enem 2007

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), que é responsável pela realização do exame, informou que a busca seria disponibilzada às 15h desta quinta-feira, mas como o banco de dados estava funcionando corretamente a consulta foi liberara por volta das 12h30. Para consultar a nota da escola, é necessário escolher o estado e o município.Todas as escolas que declararam o Censo Escolar e tiveram alunos participando do exame aparecem na consulta. No entanto apenas as em que pelo menos dez alunos concluintes fizeram a prova têm as notas divulgadas. Há ainda informações sobre número de matriculados, número de participantes, médias observadas e médias com correção de participação, que simulam estatisticamente a nota obtida pela escola caso todos os seus alunos tivessem participado do Enem.

O exame é voluntário e foi aplicado em agosto do ano passado aos alunos que já haviam terminado o ensino médio (egressos) e aos que estavam terminando (concluintes) os estudos. De acordo com os dados do Inep, mais de 2,7 milhões de candidatos fizeram a prova.O exame tem 63 questões de múltipla escolha sobre o ensino e médio e uma redação. A nota do Enem é usada no processo seletivo de diversas universidade do país e também é um dos critérios para conseguir uma bolsa de estudos do Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo federal. Aumento das médiasSegundo o Inep, em 2007 os alunos tiveram as maiores médias nas questões objetivas dos últimos cinco anos. Na parte composta por 63 testes, os estudantes do país obtiveram média de 51,52, em cem pontos possíveis – bem maior do que em 2006, quando a nota média foi de 36,90.

Também aumentou a diferença de notas entre estudantes da rede particular e da rede pública na parte objetiva do exame. Nesse ano, alunos da rede particular do país atingiram a nota de 68,04 nas questões objetivas, ao passo que a rede pública teve média de 49,20, levando a uma diferença de 18,84 pontos. Em 2006, essa diferença foi de 15,63 pontos (em cem).

Na redação, o desempenho geral foi melhor na edição de 2007: a nota média no Brasil ficou em 55,99 e na edição do ano passado foi de 52,08. A consulta dos candidatos ao boletim individual está disponível no site do Inep. A mineira Luísa Lima Castro foi a estudante com o melhor desempenho nesta edição do Enem. Quando fez o exame ela era aluna da escola pública Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), em Belo Horizonte, e tirou a nota máxima na prova. O Enem no ProUniO Enem é requisito obrigatório para quem quer tentar bolsa do ProUni. É preciso o aluno ter média da prova objetiva e da redação de no mínimo 45 para poder pleitear vaga no programa. Como a concorrência é grande, quanto maior for a nota do candidato, maior a chance de ele conseguir uma bolsa.

O programa dá bolsas totais e parciais para estudantes em instituições particulares de ensino superior. A bolsa integral é dirigida a estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já a parcial, é para aqueles com renda familiar, per capta, de até três salários mínimos.

Há ainda uma bolsa que paga 25% da mensalidade do curso para alunos cuja renda da família seja de até três salários mínimos por pessoa, e que cursem graduações com mensalidade no valor máximo de R$ 200.

Fonte: G1


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: