Época segue exemplo de novela e censura beijo gay na capa

A revista semanal “Época”, publicada pela editora Globo, cogitou colocar em sua capa a imagem de um beijo gay entre dois militares. Em sua última edição, a revista trouxe a história dos sargentos do Exército Laci Marinho de Araújo e Fernando de Alcântara de Figueiredo, que assumiram sua homossexualidade.

A opção da capa da “Época” mostrava o beijo do casal, na boca. O sargento Araújo foi preso, na madrugada da quarta-feira (4), pelo Exército, acusado de deserção. Ele e o companheiro estavam na sede da Rede TV! em Barueri (Grande SP), onde participaram do programa “SuperPop”, de Luciana Gimenez.

A direção da “Época” confirmou que a capa do beijo gay era uma das alternativas.

“A foto [do beijo gay] foi considerada. Normalmente trabalhamos com duas ou três alternativas de capa. Refletimos e optamos por dar a que foi publicada por julgá-la mais adequada”, informou Paulo Nogueira, diretor editorial da editora Globo, por e-mail.

A capa escolhida pela revista mostra apenas Laci com a mão no ombro de Figueiredo. O blog da equipe de criação e design da revista postou as três opções de capa –a outra alternativa apenas retratava os rostos próximos dos militares, sugerindo a intenção do beijo.

A exemplo da revista “Época”, a TV Globo também evita exibir beijo entre pessoas do mesmo sexo em suas produções. Foi o que aconteceu com “Duas Caras”, que terminou no último sábado (31). Aguinaldo Silva, autor da novela das 21h, escreveu uma cena do beijo entre os personagens Bernardinho (Thiago Mendonça) e Carlão (Lugui Palhares), mas a emissora proibiu o beijo.

Sargento gay que está preso foi agredido, denuncia namorado
Sargento Laci Marinho de Araújo teria sido agredido e algemado ao chegar em Brasília.
Centro de Comunicação Social do Exército nega agressão.

O sargento Fernando de Alcântara de Figueiredo afirmou que Laci Marinho de Araújo, também sargento e que está preso por deserção, foi agredido ao desembarcar em Brasília na tarde desta quinta-feira (5). De Araújo está detido desde a noite de segunda-feira (2) e foi transferido para Brasília. Os dois deram entrevista à revista Época desta semana revelando ter um relacionamento estável de dez anos.

De acordo com relato feito por Figueiredo, o sargento preso foi agredido ao chegar em Brasília. “O Laci (De Araújo) foi agredido, ele foi jogado no chão e algemado quando chegamos a Brasília.”

O Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx) negou ao G1 que o sargento tenha sido agredido e informaram que o sargento deveria fazer uma acusação formal à Justiça.

Suplicy
Figueiredo está no gabinete do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), onde também estão a senadora Fátima Cleide (PT-RO) e a deputada Cida Diogo (PT-RJ). Ele disse não entender o que teria levado à prisão de seu namorado.

Suplicy esteve com De Araújo na tarde desta quinta-feira no hospital militar em que o sargento está preso e internado. O senador pediu que ele escreva uma carta ao Exército dizendo que não deseja ser um desertor. O sargento quer que seu namorado possa ajuda-lo a escrever esta carta. O petista espera que a carta faça a Justiça Militar relaxar a prisão.

De Araújo queixou-se para Suplicy de que tem problemas psicológicos e por isso teve as faltas ao trabalho que foram interpretadas como deserção pelo Exército e motivaram a prisão. O senador disse não ter notado nenhum ferimento físico no sargento preso.

Suplicy pediu ainda que Figueiredo retorne ao trabalho para não ser considerado também um desertor. Segundo o senador, a volta ao trabalho do sargento pode acontecer ainda nesta quinta-feira (5).

Outro lado
Segundo o CCOMSEx, o Sargento De Araujo foi transportado de São Paulo, local de sua prisão, para Brasília, onde era sediado, ão militar de origem, para que seja dada continuidade aos procedimentos judiciais normais. De Araujo foi indiciado pelo crime de deserção.
O CCOMSEx também informa que o militar permanecerá sob cuidados médicos, mas à disposição da Justiça Militar.
E informa que o Sargento Figueiredo deverá responder, administrativamente, pela ausência recente.

initZoom(‘mudaFonte’);Fontes: Folha Online e G1
Blogs Amigos:
DR. LOVE Apaixonado pelas mulheres, em todos os seus defeitos e virtudes
PULSO Internet de qualidade
NAMONEURA Desabafos de uma namorada normal. Anormal são vocês!
PERGUNTE AO URSO Tudo aquilo que você não sabia para quem perguntar
CLUBE DO LAR Pensou em casa, já está nele
YAMAAI O melhor restaurante japonês da Vila Olímpia
TUCANOJOVEM Juventude do PSDB – Capital SP

4 Responses to Época segue exemplo de novela e censura beijo gay na capa

  1. josue jão elias disse:

    sinceramente não sei o que dizer……é complicacdo

  2. Ariovaldo Mello Freitas disse:

    Pô, está um surto de viadagem no país que não tem mais tamanho. Os caras desrespeitaram o exército, tiram fotos com farda, fazem apologias a sem-vergonhice e agora ficam aí posando de coitadinhos só porque foram presos. É deserçao meu, fugiu do quartél agora tem que responder por seus atos. Além disso o Brasil está uma bagunça, vender a Amazônia, a Bolivia invade nossas refinarias, Chaves canta de galo em cima do Lula, etc., mas a imprensa só dá espaço pra promover Pederastas.
    Chega de beijo guei, beijo entre iguais e outras viadagnes, isso cansou.

  3. Murilo Pintombe Souza disse:

    Como assim, censura igual a Globo? Não houve censura nenhuma, censurar seria não mostrar nada. A revisa mostrou dois viadinhos fazendo tipo e o que querem agora, que a revista mostrasse os 2 se beijando, queriam que mostrasse os 2 fazendo sexo, 69 gay e outras cenas bizarras?
    A revista mostrou o que achou que poderia mostrar e acho até que passou dos limites. O Exército é uma instituição, tem suas regras, sua missão de defender o país e a revista teve a coragem de mostrar a foto dos dois fardados. Agora esse “casalzinho” que responda por sua irresponsabilidade e deboche.
    Em tempo, Senador Suplicy, o senho foi eleito pra representar os interesses do Estado de São Paulo e não pra fazer apologia do homossexualismo.

  4. Mary silva disse:

    Gente, nunca vi tanto gay saindo do armário. As mulheres estão ferradas, parece que o mundo ficou gay.Se a moda pegar a perpetuaçã da espécoe vai estar comprometida.
    Agora que vão trocar de sexo quem sabe não ganham útero também…Que vagabundagem!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: