Mesmo contando com advogado do PT, padre Julio Lancellotti perde batalha e justiça absolve acusados de extorqui-lo

SÃO PAULO – O juiz da 31ª Vara Criminal de São Paulo, Júlio Caio Forte Salles, absolveu as quatro pessoas acusadas de extorquir o padre Júlio Lancellotti. O Ministério Público acusava o ex-interno da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem), Anderson Batista, sua mulher, relações sexuais e os irmãos Evandro e Everson Guimarães de se associarem em quadrilha com a finalidade de extorquir o padre. Pessoas próximas ao padre disseram que ele não vai falar. A expectativa é de que seu advogado, Luiz Eduardo Greenhalgh, se pronuncie.Lancellotti, da Pastoral do Menor e conhecido por ser um dos principais defensores dos direitos humanos em São Paulo, fez uma denúncia a polícia de que vinha sendo extorquido, em agosto do anos passado. Segundo investigação da Polícia Civil, em três anos, os acusados já haviam retirado do padre cerca de R$ 50 mil. Depois, em depoimento a polícia, Lancellotti diz ter sido extorquido em R$ 80 mil.

Segundo a polícia, o grupo dizia que denunciaria Lancellotti por abuso sexual de menores e o ameaçava, caso não desse o dinheiro. Em setembro, Everson Guimarães, de 26 anos, foi preso em flagrante após receber R$ 2 mil do religioso. Em outubro, a polícia deteve, depois de um mandado de prisão preventiva, Anderson Marcos Batista, Conceição Eleutério e Evandro Guimarães.

Anderson afirmou em depoimento que o padre havia dado, espontaneamente, entre R$ 600 e R$ 700 mil, em troca de manter relações sexuais, quando ainda era menor. Uma testemunha afirma ter visto Lancellotti praticando atos libidinosos com um rapaz. A partir daí, o padre passa a ser investigado pela polícia sobre o suposto abuso. Em depoimento, uma testemunha que afirmou ter tido relações sexuais com o padre se contradisse e voltou atrás na acusação.

O Ministério Público Estadual, então, envia um documento ao juiz Caio Salles, em fevereiro deste ano, dizendo que o padre foi vítima de extorsão, assim como afirmava o inquérito policial.

Acusados de extorquir padre comemoram absolvição em bar
Na segunda-feira, a Justiça absolveu os quatro acusados de formar quadrilha para extorquir padre Julio

SÃO PAULO – Um dia depois de ser absolvido Anderson Batista deixou o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.

O ex-interno da Febem foi recebido na porta pelo advogado de defesa, Nelson da Costa. De lá, eles foram direto ao Bar do Ramos, na Rua Catumbi, no mesmo bairro, onde encontrou a mulher, Conceição Eletério, que, pouco antes, havia sido solta da Penitenciária Feminina Sant’Ana.

Presos desde outubro do ano passado, reencontraram-se no começo da tarde desta terça-feira, 10. Trocaram beijos demorados e fizeram declarações de amor eterno. Evandro Guimarães, solto na segunda-feira, 9, o esperava junto com a mulher, Flávia, que estava bastante emocionada, e o filho Gabriel, de 2 meses, que nasceu enquanto Evandro estava preso.

Fonte: O Estado de São Paulo

Blogs Amigos:
DR. LOVE Apaixonado pelas mulheres, em todos os seus defeitos e virtudes
PULSO Internet de qualidade
NAMONEURA Desabafos de uma namorada normal. Anormal são vocês!
PERGUNTE AO URSO Tudo aquilo que você não sabia para quem perguntar
CLUBE DO LAR Pensou em casa, já está nele
YAMAAI O melhor restaurante japonês da Vila Olímpia
TUCANOJOVEM Juventude do PSDB – Capital SP

3 Responses to Mesmo contando com advogado do PT, padre Julio Lancellotti perde batalha e justiça absolve acusados de extorqui-lo

  1. Alessandra disse:

    Apesar de serem absolvidos, ficou claro o envolvimento do padre Júlio Lancellotti com os réus. Que tipo de envolvimento seria? Sexual e pornográfico! O que me deixa cada vez mais incrédula é o padre poder continuar se relacionando com jovens , não ser acusado fomalmente por pedofilia e poder continuar transitando entre crianças e adolescentes. Ele configura um perigo para qualquer instituição e a Igreja Católica deveria tomar uma medida mais drástica em relação a esse tipo de acontecimento, pois a benevolência com que trata esses casos é simplismente ABSURDA.

  2. Valdinei disse:

    Lamento pela maneira como a notícia é colocada.
    Não sou petista, mas vejo uma tendência de ideologizar a notícias, afinal de que partido são os advogados dos nardonis, seriam do DEM? do PSDB, do PPS, não importa, afinal todos tem direito a um advogado. Ou somente o pessoal da direita que teriam direito.
    Pertenço as fileiras do PPS, estou falando isso para que ninguém venha me qualificar como petista.
    Que pais é este?

  3. ERIC TORRES disse:

    pow vamos colocar um redator de vergonha ai, a matéria está cheia de erros, mais atenção, não é a primeira vez que isto acontece, atenção diretoria.

    RESPOSTA: A matéria foi retirada do Jornal O Estado de São Paulo.
    Por favor aponte os erros. Teremos prazer em informar a redação do jornal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: