Apostas na internet, uma ameaça a lisura dos jogos olimpicos

O cassino olímpico

 

discretamente, com muito menos alarde que na luta contra o doping, o Comitê Olímpico Internacional (COI) tem tomado medidas contra uma ameaça igualmente devastadora para o esporte: o risco que o bilionário mercado internacional de apostas na internet representa para a lisura das competições nos Jogos.

Nestes Jogos de Pequim, pode-se apostar em um pouco de tudo – Michael Phelps ganharia oito medalhas de ouro, superando o recorde de Mark Spitz? O Dream Team americano vai ganhar o torneio de basquete? O quadro abaixo apresenta dois exemplos do sobe-e-desce das cotações, extraídos de um dos principais sites do gênero. Para apostar, basta dispor de um cartão de crédito, aprender algumas regras simples e ter acesso à web. Não admira que esse mercado já ultrapasse, segundo uma estimativa, os US$ 20 bilhões em todo o mundo. Os principais sites de apostas já são empresas de grande porte, que patrocinam alguns dos maiores times de futebol do mundo.

O crescimento desse mercado começou a preocupar o COI, sobretudo depois que a Associação de Tenistas Profissionais descobriu que resultados suspeitos no circuito profissional de tênis coincidiam com oscilações estranhas nas apostas. Uma investigação localizou 45 jogos, nos últimos cinco anos, que podem ter sido manipulados. Em geral, são “zebras” – jogos em que o favorito perde inesperadamente. Num deles, um dos dez melhores tenistas do mundo, o russo Nikolay Davydenko, perdeu de virada para o desconhecido argentino Martín Vassallo Argüello. O site Betfair, um dos maiores do ramo de apostas, registrou – e anulou – repentinas apostas de US$ 7 milhões contra Davydenko, quando ele ainda estava vencendo. O jogador se defendeu das acusações de ter “entregado” o jogo.

Dias atrás, o COI anunciou um acordo com o Betfair para monitorar apostas estranhas. Como em muitas competições é possível apostar on-line enquanto elas estão em andamento, esse monitoramento se torna – paradoxalmente – uma excelente forma de detectar manipulações, uma espécie de “antidoping” do suborno. “Por trás de cada evento oferecido no site existe um especialista naquele esporte, chamado trader, analisando o movimento das apostas em tempo real”, diz James Keane, vice-presidente de mercados internacionais da Sportingbet, outro site do setor. “Ao sinal de qualquer movimentação fora do padrão, esse especialista pode recusar apostas de valor muito elevado, bloquear usuários com comportamento anormal e até suspender totalmente o evento, cancelando todas as apostas realizadas.”

Durante uma partida, as cotações podem flutuar muito. Antes do jogo China x Brasil do futebol masculino, por exemplo, no site Sportingbet a China tinha 9% de chances de vencer; o empate, 18%; e a vitória do Brasil, 73%. Com 20 minutos de partida, com os brasileiros já vencendo por 1 a 0, essas cotações mudaram, respectivamente, para 3%, 8% e 89%.
Fonte: Folha Online

Clique aqui e receba as atualizações do In Blog por e-mail

rss_3

O In Blog envia até 3 e-mails com suas atualizações por semana, clique aqui, coloque seu e-mail e passe a receber nosso newsletter.

Blogs Amigos:IDGNOW
PULSO Internet de qualidade
NAMONEURA Desabafos de uma namorada normal. Anormal são vocês!
PERGUNTE AO URSO Tudo aquilo que você não sabia para quem perguntar
CLUBE DO LAR Pensou em casa, já está nele

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: