Cuidado! O sistema eleitoral brasileiro permite fraude!

Já trabalhei como mesário em cinco ocasiões. Nos dois turnos da eleição municipal de 2004, no referendo das armas de 2005 e nos dois turnos da eleição presidencial de 2006. Passei por pela hierarquia dos trabalhadores da “festa da democracia”, comecei como suplente, passei a vice-presidente e nas últimas eleições assumi a presidência da mesa.
Sempre ouço referências e elogios ao sistema eleitoral brasileiro, principalmente após a polêmica disputa entre Al Gore e George W. Bush que culminou na vitória do atual e polêmico presidente estadunidense. Ao participar do processo percebi que o processo não é tão seguro quanto é propagado. A obrigatoriedade do voto de parte da população e a facultatividade de outro percentual dos cidadãos abrem margem para que ocorra manipulação dos resultados.

Como um indivíduo mal intencionado poderia burlar o sistema.
Existem muitas seções eleitorais em que o número de idosos aptos a votar é elevado, em algumas

A cabine pode esconder muita coisa

A cabine pode esconder muita coisa

corresponde a quase metade da lista total de eleitores. No Brasil o cidadão não é obrigado a votar quanto ultrapassa os 65 anos, pressupõe-se que este eleeitor não irá justificar o voto caso não esteja presente em seu domicílio eleitoral de origem visto a falta de necessidade.

As votações se encerram às 17 horas em todo país, porém é necessário que todas as pessoas com o título de eleitor em ordem que compareceram a zona eleitoral antes do horário limite tenham o direito de votar. É neste ponto que se abre o precedente para uma possível fraude.

Como para liberar a votação o mesário necessita apenas das informações que estão no catálogo com os nomes dos eleitores que recebe do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) é possível “abrir” um voto sem a presença do cidadão. Tendo ciência disso e acesso a data de nascimento, também presente no catálogo entregue pelo TRE, o mesário consegue saber quais cidadãos com direito a voto facultativo não compareceram a votação e votar por eles.

Para uma eleição majoritária é possível que a vantagem seja irrelevante, mas para a disputa do legislativo é considerável. Para se ter idéia em 2004, Abou Anni (PV) foi eleito em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país com 14.521 votos.

Reflita e cumpra sua parte em 05 de outubro, exercendo seu direito ao voto.
Clique aqui e receba as atualizações do In Blog por e-mail

rss_3

O In Blog envia até 3 e-mails com suas atualizações por semana, clique aqui, coloque seu e-mail e passe a receber nosso newsletter.

Veja mais:
Candidatos a vereador, Floriano Pesaro e Luciano Gama, tentaram afrouxar a lei. Alckmin está mal servido, sorte de Marta e Kassab.
Kassab participa de encontro inédito com internautas
TRE libera apoio a candidatos no Orkut
Alckmin, o melhor aliado de Marta
Jornalista revela as contas do marido de Marta Suplicy em paraíso fiscal e Polícia Federal suspeita de lavagem de dinheiro


19 Responses to Cuidado! O sistema eleitoral brasileiro permite fraude!

  1. MinháPika disse:

    Essa sua matéria é de uma estupidez sem tamanho! E os outros mesários, deveriam estar cientes e coniventes com a “fraude”? E seria um acerto enorme alinhar todos em prol de um candidato, correr o risco de vazar a operação e responder processo na justiça federal para eleger um candidato “feladaputa”? Deixe de ser otário e ficar comprando Barsil e EUA…

  2. Giancarlo disse:

    Outra coisa: e os fiscais dos partidos que permanecem no inteiror da seção eleitoral? Mais uma: nao foi a urna que trouxe o voto pelo outro. Na votação em cédula isso também acontecia…

  3. Edenir José Gonzaga disse:

    A matéria é interessante, tanto quanto o questionamento acima.
    De fato pensando e generalizando assim, pode sim haver fraude.
    Mas o comentario acima além de citar os mesários, tem que pensar que existe os delegados de partidos que presenciam o lacre da urna bem como o tempo que levaria para fazer um numero elevado de votos para um determinado candidato.

  4. Anderson disse:

    Meu amigo creio que em 1º lugar se houve alguma fraude nas eleições elas tem que passar principalmente pelas suas mãos como presidente da mesa, trabalhei em 5 eleições (com segundo turno em todas e no referendo de armas), na segunda eu já era presidente da mesa, expulsei fiscais, apreendi títulos, ordenei detenção de pessoas alcoolizadas e baderneiros que cuspiram na urna.
    Se você tem certeza de fraude o principal culpado foi o Senhor, pois não honrou o cargo que lhe fora imposto muito menos deu ordem de prisão para quem fazia parte do combinado (pois que eu saiba no treinamento ensina que naquele dia só respondemos ao juiz eleitoral podendo dar voz de prisão a qualquer pessoa flagrada em ato ilícito na seção eleitoral). Tem certeza que vc participou dos treinamentos de presidentes, não foi nem almoçar pra cuidar de algo que se vc errar ficará ate esclarecer tudo ao que me pareça não fez nada disso foi mais um dos muitos que entendem que isso e uma obrigação FDP e idiota, me orgulho do tempo em que fiquei trabalhando a serviço do país tanto que me alistei como voluntário e trago pelo menos orgulho aos meus pais que ficaram extremamente satisfeitos de ver o filho deles apoiando o seu país sem reclamar ou achar ruim.
    Só mais um detalhe para adicionar a esta resposta, moro na maior região eleitoral de São Paulo que era o antigo cartório de Guaianazes ate desmembrarem ele em nada mais nada menos que 8 áreas então eu acho que tenho cadeira o suficiente para ficar indignado com essa sua matéria, aprenda mais um pouco e dedique-se mais ao que mesmo que seja suas obrigações ou deveres de cidadão não criar informações ou matérias falsas.
    Sem mais,
    Anderson Araujo Siqueira

  5. Isabella Martins disse:

    Não concordo nem um pouco. Sáo se todos que trabalharem na seção (que é quase impossível. As pessoas indicadas praticamente só se conhecem no dia) estiverem em comum acordo para fraudar. Durante 3 anos, passei pelo mesmo processo e só não cheguei a presidente de mesa, e ninguém tem acesso a votar sem que pelo menos 2 pessoas da bancada estaj presente e conferindo.
    O dia começa cedo com a impressão da zerada ( em 5 vias e assinada por todos da bancada), onde todos os canditados tem a sua inscrição com zero votos. No final, logo após o encerramento, uma nova impressão (também 5 vias e assinadas por todos) com todos os votos da seção. Uma dessas vias, desce para a entrada proncipal para colada e checada por todos os fiscais de partido.
    Por isso que acho só um grande complô pode alterar as urnas das seções.

  6. Cristiano disse:

    Nossa o mesário então vai assinar pela pessoa também, e os ficais onde ficam?

  7. Alex disse:

    Vc se esqueceu dos fiscais de partidos e dos demais mesários, pra fazer isso é preciso estarem todos combinados, o q seria muito dificil, pois, rara excessões,ninguem se conhece.

  8. Elaine disse:

    Kkk só pode ser piada…na falta do que escrever…recorra ao generos humoristicos que é mais sua praia.
    precisaríamos ter na mesma composição de mesários todos “coniventes” com a operação e todos do mesmo partido…o que é praticamente impossível. Já ouviu falar o que é bom pra uns não é para os outros, com a politica funciona mais ou menos assim.
    Se conseguir essa proeza, quem sabe não me candidato.
    P.S fui mesária durante 5 anos, passei por essa hierarquia eleitoral…

  9. não aguento mais tanta hipocresia, se vivemos em um país democrático entam porque a obrigatoriedade do voto, votar seria opção e não obrigação.

  10. Marcelo disse:

    Concordo com vc minháPika, pra que a fraude aconteça tem que haver a cumplicidade de todos os mesários e ainda os fiscais de cada partido que acompanham a votação. Se pensar assim, pode existir fraude em qualquer ato cívico, basta a concordância de todos.

  11. Bruno Henrique disse:

    Melhor ler isso do que ser cego!

  12. Alex Sandro Gomes disse:

    Também não concordo com a afirmação que o sistema permite fraude, porque tb sou mesário desde a primeira eleição eletrônica em 1996 e sou testemunha da segurança do processo e mesmo que existissem mesários mal intencionados existem os fiscais de partidos e do TRE que toda hora principalmente no encerramento ficam passando pelas seções para fiscalizar.
    Por isso confirmo minha confiança e a credibilidade do sistema eleitoral Brasileiro.

  13. David B. Severino disse:

    Meus amigos internautas, boa tarde.
    Concordo em parte com o assunto abordado, porém fiquem atentos, pois realmente não temos voto secreto em nosso país, depois que criaram a tal urna eletrônica.
    Voces por acaso se esqueçeram da polêmica no senado, onde eles sabiam o voto eletronico de cada senador?
    Como?
    Amigos, estamos falando de máquina e máquina trabalha como máquina, quando voce vota, antes porém alguém precisa digitar o numero de seu título eleitoral, só assim o acesso ao voto é liberado pra voce, acontece que ninguém esta preocupado se vão fazer uma rastreabilidade na urna, pois se fizerem, na sequencia dos números dos titulos se descobrem pra onde foi o voto!
    Viu como é simples e não tem voto secreto, ora amigos, se este troço fosse tão confiável, voces acham que os grintos super espertos já não teriam colocados estas urnas eletrônicas fabricads por apenas um fornecedor que fatura bílhões de reais pra prestar este serviço. ABRE E OLHO JAPONES, o negócio é que é mas fácil…..

  14. penso que não se pode dar o sistema como 100% eficiente; num canto ou noutro do País pode ocorrer certo ato ilícito mas nada que compromete a um resultado; ocorre de anulação de pleito mais por subtração de urnas do que alguém votar em nome de terceiros.Aroldo Barbosa/Diamantina/MG/Brasil

  15. Amorim tupy disse:

    Para que isso acoteça so é necessario 01 ou 02 cabras com 38 na mão e pronto
    O cara ai de cima prendeu nada expulsou ninguem
    manda ele ser presidente de seção eleitoral no favelas.

  16. Não acho impossível, pois moro numa cidade pequena, e tudo que ocorreu nas últimas eleições para prefeito leva a crer(e acredito nisto), que tudo foi preparado e comprado para que o resultado final favorecesse o candidato vencedor.Fui fiscal e posso afirmar que fomos impossibilitados de tomar qualquer atitude que impedisse a fraude.Para ser bem clara, em nenhum momento fomos ouvidos ou levados a sério pelas autoridades!Esse artigo só confirma o que já suspeitava, e que nosso partido foi fraudado na maior cara de pau. Terra de coronéis é assim, até autoridades tem preço; o que não é novidade pra ninguém neste país.

  17. […] matéria sobre a falibilidade do sistema eleitoral brasileiro, e achei que devia postar. Clique aqui e veja a matéria do Blog da […]

  18. karlla disse:

    Eu acredito nessas fraudes em cidades pequenas. Na cidade que eu moro por exemplo, existem +ou- 50.000 eleitores e as eleições aqui são bastante acirradas pois só tem 2 candidatos e 1 desses é conecido por suas faucatruas principalmente em época de eleição, pois ele persegue os funcionários, compra muita gente com saco de cimento. Quer dizer se justamente 2 mesários de um partido oposto saem numa mesma hora, os 2 que restaram se forem de 1 só partido podem sim fraudar!!!

  19. Soninha disse:

    Nossa qta ignorancia…
    O cidadao veio aqui alertar o povo e o governo sobre uma falha grave no sistema de votacao e logo aparecem dezenas de ‘ especialistas’ em eleicoes para dizer que ele esta errado. Ao Brasileiro falta a capacidade de OUVIR e ANALISAR os pontos sem imediatamente contestar. Sera que esses nossos ‘especialistas’ tb confiam 100% no sistema politico ?
    O pior cego e aquele que pensa que ve, bate pe firme, questiona sem pensar e confia em qq guiador. Acordem brasileiros…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: